Beleza Cabelos

Seu cabelo é oleoso? Veja 5 alimentos que você deve evitar

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Já ouviu aquela famosa frase “Você é o que você come”. Pois é! Ela é basicamente o tema do nosso artigo de hoje. Muitas mulheres reclamam da oleosidade excessiva no cabelo, o que, muitas vezes pode estar relacionada a um fator genético, mas que, infelizmente, na maioria das vezes, acontece por conta de uma má alimentação, rica em alimentos que ajudam a piorar o problema.

O resultado é de madeixas com uma aparência de mal cuidados e com aspecto “sujo”, o que acaba derrubando o visual na frente do espelho. Mais que isso, a oleosidade excessiva pode causar a queda dos fios e dificuldade de crescimento dos mesmos, já que os poros do couro cabeludo passam a ficar obstruídos, evitando que os nutrientes cheguem até a raiz onde eles nascem e, ainda, causar caspas e seborreias.

Por isso, se você sofre com esse problema, no decorrer dos próximos parágrafos, você vai conhecer quais são os alimentos que deixam os cabelos oleosos que você deve evitar a oleosidade excessiva. Quer saber quais são eles? Então, vem comigo!

Por que os cabelos ficam oleosos?

Como falamos anteriormente, a oleosidade capilar excessiva pode ter dois motivos diferentes: um deles é o fator genético, no qual as pessoas com esse tipo de cabelo herdam dos pais ou parentes. No entanto, cabelos oleosos também podem estar relacionados a problemas como estresse, problemas hormonais ou, é claro, má alimentação.

Neste último caso, a dica é evitar alimentos como frituras, gorduras e açúcares, que além de ajudar no aumento de peso, terror de toda mulher que caminha sobre a Terra, também podem interferir na saúde e beleza dos seus cabelos. A seguir, você vai conhecer quais são os principais deles…

5 alimentos que deixam os cabelos oleosos

1 – Açúcar

Poucas mulheres sabem, mas o consumo exagerado de açúcar provoca uma redução da vitamina E no organismo, um nutriente essencial ao crescimento saudável dos cabelos, além de diminuir a elasticidade dos fios, já que interfere nas proteínas importantes para os nossos fios, dentes e ossos.

Ainda, açúcar também estimula a maior produção de sebo pelas glândulas sebáceas, o que acarreta na maior oleosidade no couro cabeludo, o que significa que ele pode deixar os fios super oleosos. Portanto, nada de comer alimentos doces, ok?

2 – Carne

A carne está dentro dos alimentos ricos em proteínas de origem animal. Por isso, se você consome altas quantidades desse nutriente, pode sim estar deixando o seu cabelo oleoso. Isso porque quando o nosso corpo receber uma dose alta diária de proteína animal, ele não consegue digerir corretamente o ácido úrico, que, por sua vez, se acumula no sangue e acarreta na oleosidade dos fios, causando a sua queda precoce.

Pior que isso, o alto consumo de carne pode causar o excesso de gordura no organismo de uma forma geral, o que também pode ocasionar problemas de saúde.

3 – Gorduras

O consumo de alimentos ricos em gorduras, como é o caso do bacon, frituras, hambúrguer, batatas fritas, queijos, salgadinhos industrializados, salsichas, entre outros, pode influenciar diretamente na maior produção de oleosidade no couro cabeludo e, portanto, deixar os fios oleosos.

Por isso, é importante que você evite comê-los, mesmo quando decidir furar a dieta “enfiar o pé na jaca” no fim de semana. Opte por incluir no seu cardápio diário alimentos naturais, como verduras, legumes, cereais e frutas, além optar por cozinhar ou fritar os alimentos em óleos vegetais, como óleo de coco, óleo de linhaça ou azeite extravirgem, por exemplo.

4 – Refrigerantes

Refrigerantes são considerados verdadeiras “bombas” quando o assunto é aumentar a oleosidade do cabelo. Isso porque essas bebidas são ricas em açúcares, que, como você já leu anteriormente, podem aumentar a produção de sebo pelas glândulas sebáceas e deixar o couro cabeludo oleoso e, também, a pele.

5 – Sal

Por conter alta concentração de sódio, o sal também pode ser prejudicial aos nossos cabelos e aumentar a oleosidade no couro cabeludo. Isso porque esse mineral é conhecido por reduzir a força dos fios e fazer com que quebrem e caiam mais, além de interferir no trabalho das glândulas sebáceas, como já falamos nos parágrafos anteriores.

Para se ter uma ideia do quanto o sódio é agressivo à saúde capilar, estudos indicam que a ingestão exagerada deste pode causar a perda de cerca de 50 a 100 fios por dia, além da queda natural, o que poderia deixar os cabelos ralos e finos. Por isso, evite alimentos industrializados, já que contêm muito sódio, e evite temperar a comida com muito sal.

Então, o que eu posso comer?

Com todas as restrições alimentares que mostramos acima, talvez você tenha ficado assustada e pensado: “Então, o que eu posso comer?”. Na verdade, assim como existem alimentos que aumentam a oleosidade do couro cabeludo, há outros que causam o efeito contrário, ou seja, reduzem o excesso de gordura na raiz capilar e nos fios. Veja, a seguir, alguns deles:

Cenoura

Rica em vitamina A e betacarotenos, a cenoura age na saúde das células do couro cabeludo, nutrindo-o e evitando a produção da oleosidade na região. O resultado é de fios mais soltos e saudáveis.

Espinafre

Com excelente concentração de ferro e clorofila, que trabalham juntos, consumir o espinafre pode ajudar a equilibrar a oleosidade do couro cabeludo, além de fortalecer a raiz capilar e promover o melhor funcionamento do ciclo do crescimento dos fios.

Castanha-do-Pará

Consumir essa oleaginosa pode auxiliar bastante na redução da oleosidade dos cabelos. Isso porque ela contém boas quantidades de zinco, que oferece inúmeros benefícios aos nossos fios, como aceleração do crescimento e prevenção da descamação do couro cabeludo, além de evitar o excesso de produção de sebo pelas glândulas sebáceas.

Laranja

A laranja, especialmente a parte branca que envolve os gomos (pectina), é rica em fibras, que são nutrientes capazes de remover as toxinas presentes em excesso no nosso organismo, principais responsáveis pelo aumento da oleosidade no couro cabeludo e pela caspa. Por isso, ao consumi-la de forma mais frequente na alimentação, você pode sim combater a oleosidade dos cabelos.

Morango

Rico em vitamina C e flavonoides, o morango também ajuda reduzir a oleosidade dos fios, já que esses nutrientes ajudam a ativar a microcirculação sanguínea no couro cabeludo, fazendo com que os fios cresçam mais rápido e mais fortes, o que também reduz a probabilidade de queda, quebra e ressecamento.

/* ]]> */