Exercícios Saúde

Alongamento: antes ou depois do treino? Saiba aqui

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Durante muito tempo o alongamento foi visto como atividade essencial antes de qualquer outra atividade física mais puxada, com o objetivo de prevenir lesões e aumentar o desempenho.

No entanto, nos últimos anos, a ciência vem comprovando que não é exatamente assim que funciona. Muitos estudos têm mostrado que, na realidade, o alongamento sempre foi colocado em prática de forma empírica, sem qualquer comprovação científica.

Aliás, muitas das atividades físicas podem ser prejudicadas por ele antes de sua prática. Vamos, neste artigo, analisar como o alongamento pode ser útil ou prejudicial nos treinos.

O que é o alongamento?

O alongamento, antes de tudo, é um conjunto de técnicas aplicadas e utilizadas para aumentar a flexibilidade, usando os movimentos articulares. Ele é também uma série de exercícios, unindo-se em um método para atingir o objetivo de manter a flexibilidade dos músculos e dos membros.

Quando fazemos alongamento, estamos esticando as fibras musculares, exigindo de nossos músculos um maior fuso muscular. E o que é o fuso muscular? Basicamente, é um receptor sensorial com o formato de fuso e composto por feixes de fibras musculares modificadas, contidas dentro de uma cápsula fibrosa.

A função do fuso muscular durante o alongamento é manter o controle no ponto máximo de tensão, mas isso não é feito apenas na hora de alongar. O fuso muscular é quem controla também a tensão máxima e a amplitude de nossos movimentos, dentro de um limite de segurança, agindo assim o tempo todo em que estamos nos movimentando.

Quando fazemos qualquer exercício de resistência, o fuso muscular sofre uma sobrecarga ainda maior, já que, nessa situação, precisa controlar a amplitude máxima e a tensão necessária, o que o leva a um estresse mais elevado.

O alongamento é realmente necessário?

alongamento

Ainda encontramos muitos atletas e praticantes de atividades físicas que, ao serem questionado sobre o que deve fazer para se preparar para começar o treino, logo respondem que é o alongamento.

Praticamente, todo mundo que frequenta academia alonga-se antes de dar início ao seu treinamento, mas ninguém busca saber as razões dessa indicação, ou se o alongamento é realmente necessário, se deve ser feito antes ou depois dos treinos ou mesmo se ele traz efeitos positivos para os músculos.

Assim, sem qualquer questionamento, o alongamento se tornou um ritual padrão para todo mundo, antes de começar uma atividade física, alegando que ele pode ajudar a prevenir lesões ou que pode melhorar o desempenho do praticante. Contudo, em determinados casos, o alongamento pode até ser prejudicial.

O estresse provocado por essa prática antes de qualquer treinamento de força, quando pensamos na prevenção de lesões, não é aconselhável, já que ela provoca o estresse do fuso muscular, aumentando em muito a exigência de sua atividade e não permitindo que trabalhe em níveis de estiramento seguros. Antes de exercícios de força, é mais provável que o alongamento seja a causa de lesões, e não de ajuda.

Também devemos levar em consideração que, de acordo com estudos feitos sobre o alongamento, a carga aguda muscular passiva que ele provoca tende a reduzir o desempenho em alguns movimentos, quando precisamos mais de força ou de potência. Assim, o trabalho de alongar-se antes da musculação, além de provocar o aumento dos riscos de lesão, também compromete o melhor desempenho do atleta.

O alongamento não previne lesões

alongamento-maleficios

O alongamento, seja antes ou depois do treino, não vai contribuir em nada para prevenir lesões, podendo até mesmo ser o vilão, ou seja, causar lesões durante os exercícios.

A melhor maneira de se preparar para começar qualquer treino é fazendo um aquecimento, e não alongando-se, embora não seja totalmente proibido. Um alongamento leve até pode ser feito, com baixa intensidade, mas dentro do aquecimento para corrida, por exemplo. O alongamento intenso deve ser evitado quando se pratica exercícios de intensidade e força.

É importante, no entanto, saber que o alongamento não é algo prejudicial, já que traz benefícios para o corpo como um todo, mas, quando praticado no momento certo. O atleta ou praticante de atividades físicas deve programar sessões fora dos horários de treino, ou fazê-lo em dias alternados. Desta forma, ele é preventivo contra as lesões.

Um exercício feito imediatamente após o alongamento pode provocar microtraumas musculares e, nessas circunstâncias, os músculos não irão responder adequadamente ao que o atleta precisa, e não vai melhorar sua flexibilidade. O atleta, nesta situação, pode sentir dores musculares tardias mais severas. Para melhorar a flexibilidade, portanto, os músculos devem estar íntegros, totalmente recuperados, em um momento dissociado de qualquer treino de resistência ou de força.

A melhor coisa a fazer antes do treino, como já salientamos, é um breve aquecimento, fazendo com que o sangue circule mais rápido pelo organismo e oxigenando melhor todo o corpo. Após o treino, o atleta deve relaxar e permitir que tudo retorne ao seu lugar, dando condições aos músculos de se refazerem dos microtraumas causados pelos exercícios de força e resistência, restabelecendo se naturalmente, evitando dores e desconforto, ou seja, procurando o alívio necessário.

Se você fizer alongamento em horários distantes de seus horários de treino, seu corpo vai adquirir maior elasticidade e você terá maior amplitude de movimentos, e esse alongamento vai também contribuir para que você tenha mais segurança na hora em que estiver treinando, evitando as lesões.

Comece a treinar sem alongamento

Portanto, se até agora você praticava alongamento antes de suas atividades físicas, comece a mudar. Já que conhece melhor o assunto, evite erros que possam prejudicar seus objetivos enquanto está treinando.

A prática, definitivamente, não combina com o treino, a não ser que você faça um alongamento bem leve durante o aquecimento, antes de começar sua atividade física. Desta forma, você poderá treinar com mais eficiência, com a certeza de que está fazendo o que é melhor para suas necessidades físicas.

Se você gosta de alongamento, atividades que permitem isso são o yoga e o pilates. Assim, junto com seus outros treinos, você pode optar por horários definidos dessas atividades, aliando a isso ainda o relaxamento necessário para quando precisar de força e resistência.

/* ]]> */