Maternidade

Alternativas à mamadeira: 5 maneiras mais saudáveis de dar leite ao bebê

O retorno ao trabalho depois da licença maternidade pode fazer com que muitas mães cogitem usar mamadeira para alimentar o bebê, seja com leite artificial ou com leite materno ordenhado. Mas, o que pouca gente sabe é que existem muitas alternativas simples e fáceis ao uso da mamadeira.

A mamadeira, assim como outros bicos artificiais, como a chupeta e o bico de silicone, fazem mal para a saúde e para o desenvolvimento do bebê. Para saber mais detalhes sobre o que dizem os especialistas sobre este tema, veja este artigo.

Muitas das vezes, a interrupção do aleitamento materno pode acontecer por conta da falta de leitem, causada pelo uso dos bicos artificiais ou até mesmo pela pega incorreta do bebê. Se você ainda quer continuar amamentando seu bebê, conheça a técnica de relactação, que permite que você volte a produzir leite.

As alternativas ao uso da mamadeira são relativamente fáceis e muito mais saudáveis para o bebê. Pode até parecer algo muito fora do comum, no entanto, após um curto período de adaptação é possível obter ótimos resultados!

1. Técnica do copinho:

Pode parecer muito estranho que o bebê consiga usar um copo desde os primeiros dias de vida, quando ainda é tão pequeno e frágil. Mas a realidade é que, se for usada a técnica correta, o bebê consegue sugar o leite do copo com a língua.

Estes movimentos de sugar o leite de dentro do copo com a língua é muito parecido com os movimentos que ele faz para puxar o leite do seio. Por isso, o copinho faz com que o bebê exercite os músculos da face, do pescoço e da cabeça de maneira correta para que ele desenvolva a mastigação e a fala com sucesso e evita que a respiração dele seja prejudicada.

O risco do bebê engasgar também são muito menores do que com o uso da mamadeira, porque o bebê que busca o leite com a língua conforme quer e descansa, evitando o leite, quando precisa descansar.

Neste vídeo da Sociedade Brasileira de Pediatria, a SBP, você pode aprender como dar o leite para seu bebê no copinho, independentemente de quanto tempo de vida ele tenha:

Você viu no vídeo que eles usam um tipo específico de copinho. Este é o Copinho Suzana, que você pode comprar aqui. No entanto, se você reparar bem no formato do copo, vai perceber que ele se parece muito com o copo par aperitivo, muito usado para beber cachaça ou tequila.

Pode parecer engraçado, mas este copo também pode ser usado para dar leite para o bebê. Ele possui uma leve curvatura e é de vidro, facilitando bastante o trabalho.

Entretanto, caso você não tenha este tipo de copo em casa, é possível dar o leite para o bebê em qualquer copo. Basta ir se adaptando aos poucos e aprendendo a melhor maneira de oferecer o leite no copinho para seu bebê.

2. Seringa ou conta-gotas:

Os bebês recém-nascidos são mais dependentes e precisam de uma quantidade de leite muito pequena por mamada. Por isso, as seringas ou conta-gotas podem ser uma boa alternativa à mamadeira nos primeiros dias de vida do bebê. Esta opção também deve ser uma transição para outras maneiras de dar o leite ao bebê, como o copo ou a colher.

Para dar o leite para o bebê com a seringa ou conta-gotas, posicione a ponta de um ou de outro no canto da boca do bebê e vá liberando o leite aos poucos. É recomendável que a seringa fique no canta da boca para que o bebê não sugue o leite da seringa.

3. Colher dosadora ou colher comum:

A colher dosadora é uma ótima opção para dar leite ao bebê, tanto o recém-nascido quanto os maiores que ainda não conseguem usar o copo sozinhos. Ela já vem com um recipiente acoplado à colher e também possui um sistema que fecha a saída do leite e permite que você leve a colher já cheia de leite para onde quiser.

Neste vídeo feito pelas autoras do blog Grupo Virtual de Amamentação, você pode ver como funciona a colher dosadora ou mamadeira de colher da marca Muchkin:

A colher comum também pode ser usada tranquilamente, apenas dá mais trabalho, pois é necessário enchê-la novamente várias vezes. Procure usar uma colher pequena, que seja mais fácil de encaixar na boquinha do bebê.

4. Copos 360º:

Os copos adaptados sem bico são chamados de copos 360º porque o bebê pode beber em qualquer ponto da beirada do copo. Também são conhecidos como copos de transição, pois são usados por bebês maiores de 7 meses para aprenderem a usar o copo comum.

Existem versões que são mais em conta, pois são possuem válvula. As versões com válvula possuem a vantagem de apenas liberar água quando os lábios do bebê pressionam a válvula central, evitando engasgos e vazamentos.

Existem modelos com alças nas laterais, ótimas opções para bebês maiores que já possuem mais autonomia e podem aprender a segurar o copo e beber sozinhos com o tempo.

Este modelo de copo não é indicado para recém-nascidos, pois não é tão seguro quanto o copo comum, já que o bebê novinho ainda não consegue coordenar os movimentos para liberar o líquido acionando a válvula.

5. Copo de transição com bico duro:

Esta opção é ideal para o bebê maior que está aprendendo a usar o copo. O copo de bico duro deve ser usado sempre com um adulto por perto, porque o fluxo de leite pode ser grande e causar engasgo quando o pequeno ainda está aprendendo a usá-lo.

O uso prolongado do copo com bico duro pode prejudicar a amamentação no seio materno, pois o bebê fica acostumado a morder o bico do copo e tende a fazer isso no seio também. Outra situação que pode ocorrer é ele ficar impaciente com a quantidade de leite que sai do seio da mãe, que é menor do que a quantidade que sai do bico do copo.

Outra desvantagem do copo com o bico duro é que seu uso por muito tempo pode prejudicar a arcada dentária e o desenvolvimento do bebê de uma maneira muito semelhante à mamadeira. Mas, caso você não esteja mais amamentando seu bebê no seio, o copo com bico duro pode ser uma opção passageira para que ele aprenda a usar o copo comum.

É preferível usar os copos que não possuem a válvula anti-vazamento, pois a válvula exige que o bebê sugue o leite e use o bico duro como uma mamadeira, aumentando as desvantagens e deixando o bebê “viciado” no bico do copo.

O aleitamento materno é sempre a melhor opção para nutrir seu bebê. Antes de partir para outras maneiras de alimentá-lo, procure a ajuda de uma consultora em aleitamento materno ou até mesmo um banco de leite na sua cidade, pois lá poderão orientar você sobre como amamentar seu filho com sucesso.

/* ]]> */