Doenças Saúde

Anemia: Conheça as causas, sintomas e tratamentos

Anemia: Sintomas, causas e tratamentos
Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Se você tem sentido fadiga, fraqueza e anda se achando um pouco pálida, é necessário ficar alerta, pois você pode estar com anemia.

A anemia é uma doença mais comum do que se imagina. No Brasil, ela atinge cerca de 30% das mulheres em idade fértil e em níveis mundiais chega a afetar 1,62 bilhões de pessoas, segundo dados da OMS – Organização Mundial da Saúde.

Quer saber mais sobre o assunto? Neste post abordaremos o que é anemia, assim como suas principais causas, sintomas e tratamentos. Confira.

O que é anemia

Anemia é o nome dado à uma série de condições caracterizadas pela deficiência na concentração de hemoglobina – proteína do sangue que transporta oxigênio para os tecidos – ou na produção de hemácias, as células vermelhas do sangue.

Essa deficiência ocorre quando o corpo não consegue produzir glóbulos vermelhos ou começa a destruir suas próprias células sanguíneas, seja pela falta de nutrientes ou por alguma doença associada à medula óssea.

De acordo com o motivo pelo qual há a deficiência de hemoglobina ou hemácias, a anemia pode ser de vários tipos, como a aplástica (associada à doenças da medula óssea), a hemolítica (destruição dos glóbulos vermelhos) e a ferropriva.

A anemia ferropriva é causada pela deficiência de ferro e é a mais comum, correspondendo a cerca de 90% dos casos da doença, acometendo principalmente crianças, gestantes, lactantes e mulheres em idade fértil. Mas também pode atingir homens e idosos.

Causas da anemia

A anemia ferropriva é causada pela deficiência de ferro – como o próprio nome sugere – proveniente do consumo insuficiente de alimentos ricos neste nutriente ou com baixa biodisponibilidade.

Em gestantes, pode ser causada também pelas baixas reservas de ferro pré-concepcionais e a elevada necessidade do mineral em função da formação dos tecidos maternos e fetais.

Outros tipos de anemia menos comuns também podem ser causadas pela deficiência de zinco e vitamina B12, doenças crônicas que atingem a medula óssea e até doenças hereditárias.

Como a anemia age no organismo

Os glóbulos vermelhos contém hemoglobina, proteína que confere a cor vermelha ao sangue.

A hemoglobina é responsável por transportar oxigênio dos pulmões para todas as partes do corpo e trazer o dióxido de carbono de outras partes do corpo para os pulmões, para que este possa ser exalado.

Os glóbulos vermelhos são produzidos regularmente na medula óssea, no entanto, para isso, o organismo necessita ferro, vitamina B-12, folato e outros nutrientes. O ferro, principalmente, é vital para a produção de células sanguíneas e também para o transporte de oxigênio.

Ou seja, quando há uma falha na produção de glóbulos vermelhos, seja por doenças da medula óssea ou deficiência nutricional, o volume sanguíneo diminui e a distribuição de oxigênio e eliminação de dióxido de carbono no organismo fica defasada, dando origem aos sintomas característicos da anemia.

Sintomas da anemia

O sintoma mais caraterístico da anemia é a fadiga. No entanto, existem outros sinais que podem indicar a doença:

  • Falta de apetite;
  • Palidez de pele e mucosas (parte interna do olho, gengivas);
  • Falta de disposição para desempenhar atividades básicas;
  • Dificuldade de concentração;
  • Apatia;
  • Fraqueza;
  • Batimento cardíaco rápido ou irregular;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito;
  • Tontura;
  • Falta de memória
  • Mãos e pés frios;
  • Dor de cabeça;
  • Sonolência excessiva.

Inicialmente, os sintomas aparecem de forma branda e muitas vezes a anemia passa despercebida até que haja um agravamento da doença e consequentemente, da severidade dos sintomas.

Diagnóstico e tratamento

Como vimos acima, os sintomas da anemia são inespecíficos, e por isso, o seu diagnóstico só pode ser feito através de exames laboratoriais em que se medem indicadores hematológicos. O mais utilizado é o que mede o nível de hemoglobina do sangue.

O tratamento da anemia depende do seu tipo. A aplástica costuma ser tratada com transfusões de sangue para aumentar níveis de glóbulos vermelhos e em casos muitos graves, um transplante de medula óssea pode ser necessário.

Já a hemolítica é tratada com medicamentos que suprimem o sistema imunológico, que pode estar atacando os glóbulos vermelhos. Dependendo da gravidade, podem ser feitas transfusões de sangue e plasmaferese (filtragem do sangue).

No caso da anemia ferropriva ou por deficiência de outros nutrientes, o tratamento mais indicado é ingestão de alimentos ricos em ferro, vitamina B12 e zinco.

O ferro pode ser fornecido ao organismo por alimentos de origem animal e vegetal, sendo o primeiro melhor aproveitado pelo organismo. As principais fontes de ferro de origem animal são as carnes vermelhas, principalmente fígado e miúdos, como rim e coração. Carnes de aves, peixes e mariscos crus também são boas fontes deste mineral.

Entre os alimentos de origem vegetal, destacam-se as folhas verde-escuras como agrião, couve e taioba, as leguminosas, os grãos integrais ou enriquecidos, nozes e castanhas, brócolis, beterraba, couve-flor, entre outros.

A absorção de ferro pelo organismo pode ser favorecida pelo ácido ascórbico, presente em frutas cítricas. Por outro lado, algumas substâncias como os polifenóis e taninos presentes no café, chá mate, leite e derivados podem dificultar ou até inibir a absorção do ferro.

Em casos mais graves, um médico pode indicar a suplementação de ferro, vitamina B12 e zinco ou receitar medicamentos para tratamento da anemia, como o Ferronil e o Neutrofer. Mas atenção, suplementos e medicamentos só devem ser utilizados se receitados e com o acompanhamento de um médico.

A melhor forma de combater a anemia é mantendo uma dieta equilibrada e balanceada nutricionalmente. Além disso, manter hábitos de vida saudáveis, como a prática de atividades físicas, beber muita água e tomar sol em horários apropriados também ajudam a manter uma vida mais saudável e longe da anemia.

Você já teve anemia? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

/* ]]> */