Doenças Saúde

Artrose: entenda o problema

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Chamada também de artrite degenerativa, a artrose é uma das condições crônicas mais comuns nas juntas. A artrose pode afetar qualquer junta, mas ocorre mais frequentemente nos joelhos, no quadril, nas costas e no pescoço. Também é comum observar o problema nas pequenas juntas dos dedos – especialmente nos polegares.

Em juntas normais, a estrutura flexível da cartilagem cobre as extremidades de cada osso. A cartilagem garante uma superfície suave e facilmente deslizável, favorecendo o movimento. Ela age como uma espécie de amortecedor entre os ossos.

Quando há artrose, a cartilagem rompe, causando dores, inchaços e problemas graves de movimentação. À medida que o problema piora, com o tempo, os ossos podem quebrar e desenvolver-se irregularmente, gerando esporões.

Pedaços do osso ou da cartilagem podem separar-se, flutuando ao redor da junta. No corpo, um processo anti-inflamatório ocorre, fazendo com que as proteínas e enzimas do processo piorem ainda mais a situação. Nos estágios finais da artrose, a cartilagem simplesmente desgasta-se completamente. Assim, os ossos raspam uns nos outros, causando danos graves e muita dor.

O que causa a artrose?

timthumb

A artrose geralmente piora gradativamente, com o tempo. Alguns dos principais fatores de risco envolvidos no problema são:

  • Estar acima do peso;
  • Desgaste natural da idade;
  • Lesões nas juntas;
  • Juntas que não foram formadas adequadamente;
  • Defeitos genéticos na cartilagem da junta;
  • Estresse nas juntas, em função de alguns trabalhos ou esportes desgastantes;

Como a artrose é diagnosticada?

A artrose pode ocorrer em qualquer junta. Geralmente, ocorre mais regularmente nas mãos, joelhos, quadris e coluna. Os principais sinais de que o problema está desenvolvendo-se de maneira mais grave são:

  • Sensação de “travamentos” na junta após levantar da cama ou passar um longo tempo sentada;
  • Inchaços ou sensibilidade em uma ou mais juntas;
  • Sensação de “mastigação”, ou som de ossos em atrito durante a movimentação;

Os testes realizados devem ser feitos em conjuntos, já que não há um exame específico para a artrose. A maioria dos médicos utilizam diversos métodos conjuntos para o diagnóstico, concluindo o problema através da soma dos resultados. Entre os testes utilizados, destacam-se:

  • Histórico médico;
  • Exame físico;
  • Raios-X;
  • Testes de sangue e dos fluidos das juntas;

Como a artrose é tratada?

erros-ao-exercitar-01

A medicina reúne diversos tratamentos para adequar a solução às necessidades, estilo de vida e saúde do paciente. O tratamento da artrose reúne quatro objetivos principais.

É necessário melhorar o funcionamento da junta, controlar a dor, manter um peso corporal adequado e melhorar o estilo de vida. Estes quatro objetivos podem ser obtidos através de uma série de ações. Elas podem incluir desde soluções simples, como a prática de exercícios e perda de peso, até soluções complexas, envolvendo cirurgias.

O papel do cuidado diário e da prevenção

Muitas vezes, a artrose pode ser resolvida ou evitada através de atitudes mais benéficas para a saúde. Para isso, basta replanejar seus hábitos, de forma que eles atuem a favor da saúde, ao invés de agirem contra ela.

Para isso, é importante controlar o peso, a prática esportiva e os maus hábitos. Se você receber o diagnóstico de artrose, busque informar-se sobre a condição. Isso ajudará a encontrar formas de reduzir a dor enquanto continua ativa.

Desta forma, os efeitos negativos da doença serão muito menos impactantes, e pode-se viver normalmente, com muita qualidade.

Veja também:

Comentar

/* ]]> */