Emagrecimento Nutrição Vegetais

Confira os 10 poderosos benefícios da cebola para a saúde

Derramar rios de lágrimas não é o único efeito de levar cebolas para a sua cozinha, pode acreditar. Além de compor a lista principal de temperos no preparo de diversos tipos de receitas e pratos, tornando-os ainda mais saborosos, a cebola também pode oferecer uma série de benefícios à saúde, já que contém em sua composição uma série de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do corpo.

Entre eles, podemos incluir a vitamina A, vitaminas do complexo B (como a B1, B2, B3 e B6), vitamina C, vitamina E, fibras, além de fósforo, ferro, cálcio, sódio, potássio e magnésio. Da mesma família do alho e do alho poro, chamada de allium, a cebola é um dos alimentos mais consumidos do mundo.

No entanto, por estar sempre presente no nosso dia a dia, acabamos por deixar passar despercebido as suas propriedades nutritivas, que podem não só ajudar a prevenir como também tratar várias doenças que acometem o nosso organismo, além de dar aquela forcinha que a gente precisa para mandar alguns quilos extras da silhueta para bem longe da balança.

Quer saber mais sobre os benefícios da cebola para a saúde? Então, continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo e confira também algumas dicas para aproveitar ao máximo os nutrientes presentes em um dos alimentos favoritos dos brasileiros!

Ajuda na perda de peso

Apesar desse não ser o objetivo principal da cebola, alguns ingredientes presentes na composição desse vegetal podem dar um empurrão para ajudar na eliminação de gordura corporal indesejada de forma gradual. O primeiro deles é a quercetina, também presente em frutas de cor vermelha, como a maçã.

A ação antioxidante dessa substância pode ajudar a acelerar o nosso metabolismo, fator crucial para estimular a queima de gordura. Ela está presente principalmente na casca da cebola, especialmente a de variedade roxa, que pode conter até 20 vezes mais a quantidade de quercetina do que em outros alimentos que consumimos na dieta.

Outro benefício que coloca a cebola entre os alimentos que ajudam a emagrecer é o seu valor calórico, principalmente se comparado ao de alimentos industrializados. Enquanto uma unidade de bolacha recheada, por exemplo, pode conter uma média de 65 calorias, uma xícara cheia de cebolas picadas possui 64 calorias.

No entanto, a diferença de um alimento para o outro é que um prolonga a sensação de saciedade e outro te deixa com fome novamente cinco minutos depois. Não preciso nem dizer qual é, né?

Além disso, a cebola também é rica em fibras, nutrientes essenciais no processo de emagrecimento por ajudarem no aumento da sensação de saciedade e melhorar a digestão, evitando a fome fora de hora e, portanto, o consumo exagerado de calorias durante o dia.

As fibras também possuem o papel fundamental de eliminar do organismo boa parte das toxinas presentes no nosso organismo, que, quando consumidas em excesso, geralmente por meio de uma alimentação desregrada ou resultantes de processos metabólicos, podem causar inflamações e levar ao desenvolvimento de diversos tipos de doenças.

Aumenta a testosterona

Se você é atleta ou praticante de musculação e pretende aumentar a sua massa muscular pode encontrar na cebola uma forte aliada para conseguir o seu objetivo. Isso porque o vegetal foi apontado em diversos estudos científicos como auxiliar no aumento dos níveis de testosterona no organismo, um hormônio masculino (mas também presente no corpo feminino) responsável pelo crescimento dos músculos, já que promove a síntese proteica nos tecidos musculares.

Inclusive, em um desses estudos, publicado pelo jornal Folia Morphologica, em 2009, apontou que o consumo do suco de cebola durante o período de 20 dias foi responsável pelo aumento significativo nos níveis de testosterona e do hormônio luteinizante, este um estimulante natural da produção de testosterona.

[yuzo_related]

Melhora a circulação

A cebola possui entre os seus nutrientes um composto chamado de DADS, ou dialil dissulfeto, que ajuda a prevenir a formação de coágulos e, também, a reduzir os níveis do colesterol ruim (LDL) no sangue. Sendo assim, ao consumir o vegetal, você pode melhorar o fluxo sanguíneo e impedir a obstrução das artérias, protegendo o coração de problemas como hipertensão, ataques cardíacos, derrames, AVCs e aterosclerose.

Combate a prisão de ventre

A cebola também é considerada por muitos especialistas uma excelente fonte de fibras, nutrientes essenciais para melhorar o funcionamento do intestino e evitar problemas como a prisão de ventre. Para se ter uma ideia, uma cebola de tamanho médio pode fornecer 10% da ingestão recomendada de fibras ao longo do dia, que é de 25 a 30 gramas.

Portanto, ao incluir o vegetal na sua alimentação de forma regular, é possível potencializar o funcionamento do sistema digestivo e impedir o acúmulo de toxinas na parede dos intestinos, evitando gordura acumulada. Ao evitar a prisão de ventre, automaticamente você previne o desenvolvimento do câncer de intestino.

Previne o envelhecimento precoce

Com alta concentração de vitaminas A, C e E, que são nutrientes com grande potencial antioxidante, a cebola pode ser uma alternativa natural para cuidar da pele. Ao consumir o vegetal, é possível protegê-la dos danos causados pelos raios ultravioletas e combater os radicais livres, principais responsáveis pelo envelhecimento precoce, evitando rugas, linhas de expressão, manchas e sulcos, entre outros sinais do avanço da idade, por muito mais tempo.

Ainda, a vitamina C pode ajudar a aumentar a produção de colágeno, uma proteína essencial para manter a firmeza e elasticidade da pele, e melhorar a circulação sanguínea, deixando a pele mais flexível e macia.

Controla a glicose

A cebola possui em sua composição nutricional uma boa quantidade de cromo, um mineral que ajuda a melhorar a tolerância das células à glicose e aumentar a sensibilidade à insulina. Além disso, o seu bulbo também é rico em uma substância chamada glucoquinina, que atua como uma espécie de insulina vegetal.

Portanto, ao incluir o vegetal na rotina alimentar, é possível auxiliar no controle da vontade de comer doces e na regulação do apetite, o que o torna ideal na dieta de quem está em uma dieta de emagrecimento, além de prevenir a diabetes tipo 2.

Previne o câncer

Rica em polifenóis e compostos sulfurados, a cebola também pode ser uma grande aliada no combate a diversos tipos de cânceres, entre eles, o de estômago, de cólon, laringe e ovário.

Para se ter uma ideia dos benefícios do vegetal neste sentido, os índices de mortalidade por câncer de estômago em uma região do estado da Geórgia, nos Estados Unidos, famosa pelo cultivo de cebolas, são quase 50% menores que no restante do país.

Ainda, de acordo com várias pesquisas científicas, chineses que consomem grandes quantidades cebola têm risco 40% menor de desenvolverem câncer de estômago do que seus compatriotas que não têm o hábito de utilizar os dois bulbos.

Combate inflamações

Alguns estudos acerca dos benefícios da cebola também têm demonstrado que o seu consumo pode ser essencial no combate às inflamações que atingem o nosso corpo. Isso porque ela é considerada um alimento promissor para inibir a atividade dos macrófagos, as células do sistema imune que ativam a resposta inflamatória do organismo.

Os benefícios do vegetal neste sentido se devem à ação da quercetina, o flavonóide antioxidante que inibe a oxidação de ácidos graxos. Quanto menor a concentração destes, quando oxidados, menor será a resposta inflamatória do sistema imunológico.

Fortalece o cabelo

Você é vaidosa e quer cuidar melhor das suas madeixas? Pois bem! A cebola pode ser uma grande aliada para mantê-las mais saudáveis e bonitas, uma vez que atua contra a queda dos fios e fortalece-os.

Para isso, além de consumi-la regularmente na alimentação, você também preparar o suco do vegetal, batendo-o no liquidificador junto com ½ colher de mel e um pouco de óleo essencial de sua preferência (para esconder o cheiro forte da cebola) e aplicar sobre o couro cabeludo, espalhando bem até os fios.

A dica é deixar o suco na cabeça durante toda a noite e enxaguar apenas na manhã do dia seguinte. Você pode repetir esse processo de duas à três vezes por semana.