Exercícios Maternidade Saúde

Conheça os benefícios da natação infantil para a saúde

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

A natação é conhecida como um esporte completo, que possui muitas vantagens ao desenvolvimento da criança. Também é uma ótima opção por ser um esporte sem grandes impactos, o que também é vantajoso para que a criança possa brincar mais livremente.

Neste artigo, conheça os principais benefícios da natação infantil. Também veja dicas de contra indicações, precauções e muito mais!

Quais são os benefícios da natação infantil?

A natação infantil é uma prática benéfica, tanto para o condicionamento físico, quanto para o desenvolvimento cognitivo da criança. Muitos pais escolhem essa atividade porque, além de ser muito divertida para a criança, também possui a vantagem da segurança e sobrevivência da criança em casos de acidentes.

Veja a lista completa:

Melhora a capacidade cardiorrespiratória:

A natação infantil possui em sua prática vários exercícios de respiração, em que a criança aprende a controlá-la para nadar. Essa prática fortalece o diafragma, musculatura relacionada a capacidade respiratória.

O fortalecimento da capacidade cardiorrespiratória auxilia na oxigenação do corpo, além de fortalecer o sistema imunológico.

Tônus muscular e resistência física aumentados:

O fortalecimento da estrutura muscular e o aumento da resistência física beneficiam a saúde, pois ajudam a prevenir doenças relacionadas ao sedentarismo.

Aliada a uma alimentação de qualidade e saudável, pode evitar vários problemas de saúde na vida adulta, equilibra o metabolismo e diminui o risco de lesões musculares.

Veja também: Dicas de alimentação saudável para crianças.

Desenvolvimento da coordenação motora:

A coordenação motora permite que a criança consiga se movimentar de maneira coordenada e, ao longo do desenvolvimento infantil, permite que ela faça movimentos mais controlados e específicos, que exigem maior controle dos moimentos e da força.

Segundo estudo da Universidade Castelo Branco, a natação auxilia no desenvolvimento da coordenação motora e no equilíbrio de crianças de 3 a 6 anos.

A pesquisa comparou dois grupos de crianças com problemas de coordenação motora. Um dos grupos fez aulas de natação de 40 minutos de duração, duas vezes por semana, por 4 meses e o outro grupo fez apenas as atividades cotidianas de educação física na escola ou creche.

Após os 4 meses, foram realizados testes para avaliar a coordenação motora bilateral e o equilíbrio desses dois grupos de crianças. O grupo que fez aulas de natação apresentou um desenvolvimento significativo das suas habilidades corporais em relação ao outro grupo.

Além de auxiliar no desenvolvimento das atividades psicomotoras, como a lateralidade, percepção tátil, auditiva e visual, a natação também contribui para que a criança possua uma boa noção de espaço, de tempo, de ritmo.

Autoconfiança e sociabilidade:

Realizar os exercícios nas aulas e depois poder praticar e compartilhar o que aprendeu junto à família são um exercício de autoconfiança e auto realização que a criança pode viver. São benéficos para a construção da auto estima e da personalidade da criança

A maior liberdade para testar novos movimentos que as atividades dentro da piscina proporcionam evitam impactos e outros problemas que podem acontecer com atividades físicas fora da água.

Fazer novas amizades e interagir com a turma de crianças que também pratica natação pode ser uma saída para crianças com dificuldade de fazer amigos em outros ambientes.

Segurança e sobrevivência:

Saber nadar é uma habilidade que pode ajudar a criança em momentos de necessidade. Também é o espaço para testar limites e saber mais sobre medidas de segurança, pois os instrutores e professores podem contribuir para isso.

Mais brincadeira e menos técnica:

Na infância a criança aprende muito mais brincando e interagindo ludicamente do que apenas fazendo exercícios repetitivos.

A natação pode ser um momento de aprender brincando. Na hora de escolher a escola onde matricular seu filho, procure saber como são as aulas.

A ideia é proporcionar um momento de diversão em que habilidades e potencialidades da criança são desenvolvidas.

Apenas praticar uma série de movimentos, sem interação e brincadeiras pode fazer com que as aulas se tornem maçantes e pareçam mais com uma obrigação do que um momento de lazer e aprendizagem.

Importância da escolha da criança:

Também é essencial, antes de decidir se é essa atividade que seu filho fará, conversar e oferecer a alternativa para ele. Mais uma vez: é para ser divertido e educativo.

Se for apenas uma obrigação imposta pelos adultos sem participação ou escolha da criança, a tendência é que se torne algo frustrante e monótono.

Crianças que são obrigadas a praticar atividades físicas apenas por conta da vontade dos pais, acabam desistindo. Também há o risco de se associar a ideia da atividade física com algo enfadonho e desagradável.

Isso pode transformar algo que poderia ser um hábito saudável numa verdadeira aversão a exercícios físicos.

Contra indicações:

Existem poucas situações em que a natação infantil não é recomendável. Afinal, é um exercício físico possível de ser praticado até por pessoas com problemas na coluna. No entanto, algumas situações não são indicadas para a prática da natação:

  • problemas pulmonares como asma e bronquite;
  • faringite, otite e sinusite na fase de recuperação;
  • problemas de pele, por conta do cloro que vai na água piscina.

Precauções:

No caso de utilizar piscinas coletivamente, há sempre o risco de micose, por isso, é importante que a criança sempre se seque bem após os exercícios, principalmente áreas que podem acumular umidade, como os vãos dos dedos, debaixo dos braços, por exemplo.

Também é importante se agasalhar bem antes e depois dos execícios. Nas estações mais frias o cuidado deve ser redobrado.

O uso de toucas também é recomendável, para não prejudicar os cabelos, por conta do cloro presente na água.

 

A prática de natação infantil é uma maneira de promover um hábito saudável, além de divertir a criança. Sempre associe a prática de exercícios físicos a uma alimentação saudável.

Ainda possui dúvidas? Escreva nos comentários!

/* ]]> */