Dança Saúde

Benefícios do twerk, a “reboladinha” sensual que emagrece e define abdômen

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Rebolar e perder peso. Parece a combinação perfeita para quem busca uma silhueta mais enxuta e um toque extra de sex appeal. Pois estes são alguns dos benefícios do twerk, que vem conquistando gente famosa e anônima no mundo inteiro.

A cantora Miley Cyrus é uma das adeptas mais empolgadas desta modalidade de dança, que ainda ajuda a definir o abdômen. Rihanna e Jennifer Lopez reforçam o time de estrelas que contribuem bastante para a popularidade do estilo. Elas capricham nas coreografias insinuantes em seus shows e clipes.

O twerk surgiu na Jamaica. Um jeito para lá de sexy de dançar basicamente focado no movimento dos quadris. Aos poucos, ele foi chegando por aqui, depois de virar febre nas academias norte-americanas, inclusive como aula fitness.

Ok, mas eu disse lá em cima que a dança trabalha o abdômen, certo? E você pode estar perguntando como algo assim, com ênfase nos quadris, é capaz de uma coisa dessa…

Eu explico! O passo principal do twerk é somente o movimento do quadril, sem direito à nenhuma outra parte do corpo para auxiliar. Por isso, a barriguinha fica dolorida. Fica a dica para quem acha chata a aula só de abdominais!

No que diz respeito à sensualidade e à ousadia, o estilo parece com o nosso funk, porém, sem mexer o corpo todo, sem o gingado típico dele.

Depois do abdômen, o músculo superior da coxa e o femoral são as áreas mais estimuladas, pois a dançarina tem que ficar agachada o tempo inteiro, motivo suficiente para os músculos “queimarem”.

Outros benefícios do twerk

Em uma aula de 40 minutos, é possível mandar embora até 500 calorias. O local em que se percebe logo a redução é o abdômen, uma vez que a dança é praticada com ele contraído. Se não há força nele, o movimento não é bem-feito ou a pessoa acabada caindo.

A consciência corporal é outra vantagem do twerk. Somada à sensualidade, ela ajuda a proporcionar mais segurança. Afinal, as curvas melhoram em vários aspectos e, de quebra, a modalidade ainda dá um up nos momentos mais íntimos. Você sabe…

A boa notícia é que praticamente toda brasileira já tem nem que seja um pouquinho de twerk correndo nas veias, ou melhor, no corpo. Basta aprender a técnica nas aulas, deixar a timidez de lado e soltar seu lado mais sexy. Tudo isso sem ser vulgar, ok?

Saiba o básico do twerk para dançar em casa

Sem tempo para academia ou aula de dança? Veja o movimento principal e obtenha os principais benefícios do twerk:

1. Afaste as pernas na distância de 35 a 40 cm, dependendo da sua altura;

2. Agache fazendo um ângulo um pouco acima de 90° entre joelhos e coxas (ficar perto demais do chão pode comprometer o equilíbrio);

3. Faça movimentos com o quadril de fora para dentro e vice-versa;

4. Depois de praticar o básico, comece as variações – como executar o mesmo movimento em quatro apoios, por exemplo.

Viu como não tem mistério? É muito fácil dançar twerk! Uma das danças da moda entre os gringos famosos está à sua disposição para emagrecer, reforçar sua sensualidade, turbinar o abdômen e muito mais.

E tem dicas extras! O segredinho é jogar o bumbum o máximo que conseguir para trás, além de manter a posição como se estivesse prestes a sentar em uma cadeira. Não esqueça de deixar o tronco reto e olhar para frente.

Se você quiser uma versão menos provocativa de dançar o twerk, ao descer o quadril, deixe os pés levemente virados para fora.

De resto, basta aproveitar esta divertida reboladinha que já é parte da cultura da dança moderna. Coloque uma música animada e arrase na coreografia!

Sucesso! E até breve…

/* ]]> */