Nutrição Suplementos

Brahmi (Bacopa): conheça os benefícios, usos e efeitos colaterais

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

As plantas medicinais são ervas com propriedades farmacológicas bastante utilizadas desde a antiguidade pela população para tratar e curar diversos tipos de doenças. Até hoje, mesmo com todo o avanço da medicina, há estudos que comprovam e até recomendam o uso desses remédios naturais para melhorar a saúde.

Para se ter uma ideia do quanto as ervas terapêuticas são populares e eficientes neste sentido, estima-se que aproximadamente 80% da população do planeta já tenha feito uso de algum vegetal para aliviar sintomas de alguma doença.

No artigo de hoje, você vai conhecer o Brahmi, ou Bacopa Monniere, um tipo de planta com fins medicinais poderosos e que é amplamente utilizada na medicina tradicional indiana (Ayurveda) principalmente para potencializar a memória e combater o estresse, além de oferecer outros efeitos positivos no corpo.

Se você quer saber mais sobre o Brahmi e como ele pode ajudar a melhorar a saúde, continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo e descubra quais são os seus benefícios, usos e efeitos colaterais. Vem comigo!

O que é e para que serve o Brahmi?

O Brahmi, ou Bacopa Monniere, é uma planta medicinal do tipo rasteira e pertencente à família Scrophulariaceae, usada tradicionalmente na medicina indiana (ayurvédica) para equilibrar os doshas Vata e Kapha, sendo usada, principalmente, na área psico-emocional, ou seja, para melhorar  as nossas funções cognitivas e tornar possível a busca pela sonhada longevidade, sendo considerada uma espécie de tônico natural para o cérebro.

As suas principais características são flores pequenas de cor branca ou violeta, de sabor amargo-doce e ação refrescante, que podem ser encontradas em todo o continente indiano por até 1320 metros de altitude. É preciso ter cuidado para não confundir o Brahmi com outros medicamentos naturais também famosos na Ayurveda, o chamado Gotu Kola, por exemplo, que também costuma ser chamado pelo nome de Brahmi.

A planta a qual nos referimos nesse artigo é o do tipo Bacopa Monniere, conhecida também pelas nomenclaturas de Andri, Bacopa monniera, Bacopa, Herb of Grace, Herpestis monniera, Herpestis Herb, Hysope d’Eau, Indian Pennywort, Jalanimba, Jalnaveri, Jal-Brahmi, Nira-Brahmi, Sambrani Chettu, Moniera cuneifólia, Thyme-Leave Gratiola e Water Hyssop, que age como uma espécie de adaptógeno, ou seja, que ajuda o corpo a se adaptar à situações novas ou estressantes.

As substâncias encontradas no Brahmi possuem o papel fundamental de aumentar certos químicos cerebrais que estão envolvidos diretamente nas funções cognitivas, como o pensamento, aprendizagem e memória. Algumas pesquisas ainda sugerem que ele também pode proteger as células do nosso cérebro de produtos químicos envolvidos na doença de Alzheimer.

Outros benefícios do uso da planta medicinal incluem o combate à ansiedade, condições alérgicas, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (ADHD), síndrome do intestino irritável e como um tônico geral para combater o estresse.

Além disso, há quem utilize o Brahmi também para tratar dor nas costas, doença mental, rouquidão, epilepsia, problemas de desempenho sexual em homens e mulheres e dor nas articulações.

Benefícios

Depois de conhecer o que é o Brahmi e quais são as suas funções no corpo, chegou a hora de saber quais são os benefícios dessa poderosa planta terapêutica para a saúde. Confira, a seguir, quais são os principais deles:

Combate o Mal de Alzheimer

Com o tempo, é comum que haja uma degradação do cérebro ocasionada pelo avanço da idade. Com isso, pessoas idosas passam a ter problemas relacionados à perda da capacidade cognitiva, como demência e o Mal de Alzheimer.

Portanto, ao consumir o Brahmi, você pode prevenir esses males, uma vez que a planta é rica em compostos ativos conhecidos como bacosides, que são apontados em vários estudos como regeneradores do tecido cerebral.

Melhora a saúde do fígado

Além do cérebro, outro órgão vital que pode se beneficiar do consumo do Brahmi é o fígado, o responsável pela desintoxicação do nosso corpo.

De acordo com alguns estudos científicos, a planta medicinal pode ajudar a estimular as nossas funções hepáticas e, portanto, combater todos os danos causados pela ação de toxinas, que costumam ser ingeridas através da alimentação, principalmente quando esta é rica em alimentos industrializados e pobre em frutas e verduras.

Previne a hipoglicemia em bebês

O consumo do Brahmi também pode prevenir a chamada hipoglicemia neonatal, uma baixa nos níveis de açúcar no sangue em crianças recém-nascidas, que pode causar danos cerebrais graves e imediatos ou até comprometer a capacidade cognitiva do bebê no futuro.

De acordo com algumas pesquisas, os compostos ativos presentes na planta, chamados de bacosides, apresentam efeitos protetores dos neurônios das crianças contra a hipoglicemia e as lesões causadas por esta no cérebro. Portanto, se você está grávida, converse com o seu médico para avaliar a possibilidade de incluir o Brahmi na sua rotina alimentar para proteger a saúde do seu bebê.

Combate o vício de morfina e oxidona

É muito comum médicos prescreverem aos seus pacientes alguns medicamentos do tipo opiáceos, que são derivados do ópio, para controlar dores muito fortes, como é o caso da morfina e oxicodona.

Embora essas drogas sejam eficazes neste sentido, a desvantagem é que elas possuem natureza altamente viciante, o que pode fazer com que os pacientes, principalmente aqueles com dores crônicas e que, geralmente, também sofrem de depressão, a ficarem viciados nessas drogas.

Segundo alguns estudos, os bacosides encontrados na composição do Brahmi podem ser úteis para melhorar os benefícios da morfina, enquanto reduzem o risco de dependência da droga. Ainda, pesquisadores também descobriram que esses mesmos compostos ativos da planta medicinal também podem oferecer benefícios para a proteção para os órgãos comumente afetados pela toxicidade de opiáceos.

Combate a vermelhidão e inchaço sistêmicos

Qualquer doença ou irritação pode causar vermelhidão e inchaço no corpo. No entanto, não há local mais perigoso para esses quadros do que o cérebro e, para a felicidade de muita gente, o Brahmi pode ajudar no combate a esse tipo de problema.

Vários estudos apontam que o consumo da planta pode auxiliar no gerenciamento da vermelhidão sistêmica no cérebro, causada por uma resposta autoimune do organismo. Apesar desse benefício ainda estar em fase de estudos, as últimas respostas dão esperança à novas terapias para o tratamento de desconforto crônico e vermelhidão.

Controla a pressão arterial

Alguns especialistas indicam que o consumo do Brahmi pode aumentar a utilização do óxido nítrico no corpo, bem como estimular as funções do músculo vascular, que são dois fatores que beneficiam diretamente o controle da pressão sanguínea. Sendo assim, ao melhorar a pressão do sangue, é possível ficar livre de vários tipos de doenças, inclusive as cardiovasculares.

Combate o estresse, ansiedade e depressão

O Brahmi também é rico em propriedades antioxidantes, o que significa que o seu consumo pode combater a ação dos radicais livres no corpo e, portanto, evitar danos oxidativos às nossas células. Sendo assim, você não só prevenir o envelhecimento precoce e aumentar a longevidade, como também eliminar os causadores do estresse, depressão e ansiedade no cérebro.

Além disso, a erva medicinal também tem sido apontada como uma ótima alternativa para aumentar as atividades antioxidantes em outros órgão e melhorar o seu funcionamento, como é o caso dos rins.

Veja outros benefícios do Brahmi:

  • Potencializa a memória, aprendizagem e concentração;
  • Controla crises de epilepsia e convulsões;
  • Combate a fadiga mental;
  • Atua como um tônico para o sistema nervoso;
  • Combate casos de asma e problemas brônquicos;
  • Trata e evita úlceras estomacais;
  • Tem efeito laxante, podendo tratar quadros de diarreias.

Efeitos colaterais e contraindicações

Apesar dos inúmeros benefícios do Brahmi à saúde, que datam de vários séculos passados dentro da medicina indiana ayurvédica, a planta medicinal não deve ser utilizada sem orientação médica e em dosagens exageradas.

Quando isso acontece, podem ocorrer alguns efeitos colaterais secundários relacionados ao seu uso inadequado, como vômitos, náuseas, cólicas abdominais e dores de cabeça.

No caso de quem sofre com distúrbios hemorrágicos, o consumo da erva medicinal pode causar hemorragias graves. Por este mesmo motivo, mesmo que você esteja no grupo desses pacientes, consumir o Brahmi sem recomendação médica antes de qualquer cirurgia, inclusive dentária, pode levar à ocorrência de hemorragias.

Se você já faz uso contínuo da Bacopa e vai passar por algum procedimento cirúrgico, a dica é parar de ingerir a erva algumas semanas antes, para que o seu corpo tenha tempo suficiente para ficar “limpo” das suas substâncias e efeitos destas.

Além disso, pacientes que fazem uso contínuo de medicamentos contra a diabetes também devem consultar um médico antes de iniciar qualquer tratamento com o Brahmi, uma vez que a planta é capaz de alterar os níveis de glicose e insulina no sangue.

Outra contraindicação da Bacopa é em relação ao controle da pressão arterial. Quem sofre com problemas de baixa da pressão não deve consumir a erva terapêutica, já que esta possui alto poder diurético e, portanto, pode causar a queda acentuada da pressão, piorando sintomas como palpitações, tonturas e fadiga muscular.

Onde comprar e preço

Vários laboratórios fitoterápicos já produzem o Brahmi em forma de extrato ou cápsulas. Portanto, você pode encontrar a planta medicinal em qualquer farmácia de manipulação ou lojas especializadas em produtos naturais, inclusive pela internet. Os preços variam de acordo com a quantidade disponibilizada nas embalagens e marca.

/* ]]> */