Beleza Cabelos

Cabelo elástico ou emborrachado: o que é e como tratar?

Você puxa o fio de cabelo e ele fica “franzido”, em vez de voltar ao normal? Ele se quebra com uma só passada do pente ou escova? Ou, pior, quando você puxa, ele estica até se partir?

Sim, minha amiga, acredite: o seu cabelo está passando pelo temido efeito “chiclete”, o terror de muitas mulheres que apostam em produtos e procedimentos químicos, sem tomar os devidos cuidados antes e depois, causando a perda da elasticidade e umidade dos fios.

Em geral, o cabelo elástico e emborrachado ganha essa característica por conta do uso exagerado de tinturas ou alisamentos químicos, por exemplo, ou até mesmo para incompatibilidade entre químicas, quando a gente inventa de fazer mais de um procedimento em um curto espaço de tempo nos nossos cabelos, o que acaba ocasionando a perda de queratina dos fios, mudando a sua estrutura e tornando-os tão finos e fracos a ponto de se quebrarem ou partirem com facilidade.

Mas, então, o que fazer? Existe alguma solução para o problema? A boa notícia é que existem sim algumas dicas que podem ajudar a melhorar a saúde e aparência de cabelos elástico e emborrachados. Fique de olho nos próximos parágrafos desse artigo e descubra quais são elas!

Cabelo elástico X Cabelo ressecado: qual é a diferença?

Muitas mulheres confundem o cabelo elástico ou emborrachado com fios ressecados, que também são um problema, só que bem menos grave, apesar de mais comuns. No entanto, de acordo com especialistas no assunto, há algumas características que ajudam a diferenciar um cabelo ressecado de outro elástico e emborrachado.

A principal delas é que esse primeiro acontece porque as escamas dos fios ficam abertas, deixando os fios sem brilho e bastante opacos, já que a luz só reflete quando as escamas estão bem fechadas (seladas). Além disso, o cabelo tende a embaraçar mais do que o comum, outro fator que incomoda muita gente.

Por outro lado, cabelos elásticos e emborrachados, assim ficam por terem a sua estrutura alterada, o que é mais fácil de identificar quando estão molhados. Eles perdem a sua elasticidade natural e adquirem um aspecto frágil, fino, seco e quebradiço.

Na hora de esticar os fios, eles não voltam ao seu estado normal e, ao contrário disso, eles ficam “engrenhados” ou “franzidos” e chegam até a se partir. Daí, o nome cabelo elástico, entendeu?

6 dicas poderosas para cuidar de cabelos elásticos ou emborrachados

Agora que você já sabe o que é e como identificar um cabelo elástico ou emborrachado, chegou a hora de aprender como cuidar bem deles até voltarem a saudáveis e bonitos.

Antes de saber quais são as melhores dicas para isso, é importante que você entenda que o processo de recuperação requer muita paciência. Então, lembre-se daquele velho ditado popular: “A pressa é inimiga da perfeição” e nada de querer resultados imediatos, ok?

1 – Corte as pontas

Para melhorar a saúde e aparência de cabelos elásticos ou emborrachados, a primeira dica é tirar os fios ralos para deixar o cabelo com aspecto mais bonito. Remover as pontas e extremidades corroídas e sem forma é a melhor maneira de começar a se livrar do problema.

2 – Faça reconstruções capilares

Como você já leu anteriormente aqui no blog, uma reconstrução capilar é ideal para repor a queratina perdida pelos fios, sendo recomendada que ela seja feita, pelo menos, a cada 15 ou 30 dias em cabelos saudáveis.

No entanto, no caso de cabelos elásticos ou emborrachados, o ideal é que o procedimento seja feito a cada 10 ou 15 dias, nos primeiros 2 meses, e ir reduzindo a frequência conforme o cabelo for melhorando.

3 – Invista em hidratações semanais

O cabelo elástico ou emborrachado tem como principal característica a perda da umidade. Por isso, você também pode apostar em hidratações de uma ou duas vezes por semana para devolver a água aos fios, trazendo mais vitalidade, brilho e maciez.

4 – Aposte na nutrição

Cabelos elásticos e emborrachados também devem fazer nutrição pelo menos uma vez por semana. Como você também já aprendeu aqui no blog, o procedimento pode ser feito com óleos ou manteigas vegetais, além de máscaras nutritivas. Na dúvida, veja aqui como fazer nutrição no cabelo.

5 – Evite químicas

Como você já leu anteriormente, o cabelo elástico ou emborrachado adquire essa característica por conta do excesso do uso de produtos e procedimentos químicos no cabelo, que acaba causando a perda de queratina e danificando a fibra capilar. Por isso, se quiser que os fios voltem ao normal, é necessário parar agora mesmo com todas as químicas!

6 – Não use secador e chapinha

Após lavar os cabelos, opte por deixá-los secar ao natural. Essa é a melhor maneira de fazer com que os seus fios elásticos ou emborrachados voltem ao normal. Caso não haja possibilidade de deixar o secador e a chapinha de lado, use um protetor térmico antes, prefira a temperatura morna e cuide para que o secador fique a uma boa distância dos fios. E nada de babyliss também, ok?

Como evitar que o efeito volte?

Depois de seguir todas as dicas que ensinamos anteriormente, saiba que mesmo depois que os seus cabelos ficarem saudáveis, será necessário ficar atenta a alguns cuidados com os fios no dia a dia, dentre eles:

  • Usar sempre um pente de madeira com dentes largos e pentear os fios delicadamente;
  • Reduza a frequência de uso de secador, chapinha e babyliss e jamais utilize esses aparelhos sem antes aplicar um protetor térmico no cabelo. O calor deles retira a pouca hidratação que os fios são capazes de manter.
  • Não faça procedimentos químicos em um curto espaço de tempo. A dica é esperar, pelo menos, três meses entre um processo e outro para que o cabelo tenha tempo de se reconstruir.
/* ]]> */