Nutrição Suplementos

Cartilagem de tubarão: o que é, benefícios e como consumir

Cartilagem de tubarão

Você sempre escuta falar sobre os benefícios da cartilagem de tubarão para a saúde, mas não sabe muito bem do que se trata?

Sem problemas. Neste artigo vamos falar sobre a cartilagem de tubarão, um suplemento alimentar famoso por ser usado como tratamento alternativo no tratamento de diversas doenças, como artrite, psoríase e até câncer.

Veja neste artigo o que é a cartilagem de tubarão, seus benefícios para a saúde, formas de consumo e também alguns cuidados que se deve ter com o consumo deste suplemento. Confira!

O que é a cartilagem de tubarão?

A cartilagem de tubarão é um tecido elástico e de grande resistência que desempenha funções similares aos ossos nos tubarões, já que estes não possuem estruturas ósseas em seu corpo.

Desde a década de 90, diversos estudos científicos vêm sendo realizados com os tubarões, devido à constatação de que estes animais possuem um sistema imunológico muito potente. Atribui-se esta imunidade à cartilagem presente nesses animais, que é rica em diversos ativos e tem propriedades medicinais e curativas.

Os estudos ainda não foram capazes de indicar um componente específico que determina o poder curativo da cartilagem de tubarão, mas acredita-se que os sulfatos de condroitina A e C – mucopolissacarídeos da família dos carboidratos complexos – sejam os responsáveis pelas propriedades medicinais, já que são encontrados em grande quantidade na cartilagem.

Usos medicinais da cartilagem de tubarão

Graças às propriedades medicinais da cartilagem de tubarão, ela é utilizada no tratamento alternativo ou complementar de diversas doenças. Veja algumas a seguir:

  • Osteoartrite: por ser rica em proteínas e minerais, a cartilagem de tubarão atua desinflamando e aliviando a dor nas articulações. Além disso, ela melhora a flexibilidade articular e mantém a saúde dos ossos;
  • Câncer: a ação da cartilagem no tratamento do câncer se dá pela sua capacidade de bloquear a formação de vasos sanguíneos em torno de qualquer tumor, evitando seu crescimento e metástase. Também apresenta resultados positivos na redução da dor, do tamanho do tumor e do tempo de recuperação da doença, principalmente na fase inicial;
  • Perda da visão: o consumo do extrato da cartilagem de tubarão pode melhorar consideravelmente a visão, principalmente em idosos;
  • Psoríase: a ingestão oral da cartilagem tem ação benéfica no tratamento de psoríase, melhorando a aparência da pele e reduzindo a coceira.

Como consumir a cartilagem e aproveitar os seus benefícios

A cartilagem de tubarão pode ser facilmente encontrada em supermercados, lojas de produtos naturais e de suplementos.

Ela está disponível na forma de cápsulas, comprimidos ou em pó, sendo as duas primeiras as mais práticas. Caso você opte por consumir a cartilagem em pó, recomenda-se ingeri-la com água, suco de frutas ou iogurte, em temperatura ambiente e preferencialmente entre as refeições.

Efeitos colaterais e contraindicações

A cartilagem de tubarão pode trazer alguns efeitos colaterais, portanto, é preciso ter cuidado com o seu consumo. Veja alguns desses efeitos secundários:

  • Mal-estar;
  • Dor de estômago;
  • Prisão de ventre;
  • Diarreia;
  • Náuseas;
  • Erupções na pele;
  • Gosto ruim na boca;
  • Pressão arterial baixa;
  • Aumento do nível de cálcio.

Além disso, o consumo da cartilagem de tubarão é contraindicado para gestantes, pessoas que possuem problemas cardíacos ou que tenham realizado alguma cirurgia recente.

Cuidados que se deve ter com o consumo de cartilagem de tubarão

Apesar dos benefícios citados neste artigo, é importante salientar que é preciso ter cuidado no consumo da cartilagem de tubarão. Isso porque ainda existem muitas pesquisas em andamento sobre a real efetividade deste ativo no tratamento de doenças.

Por exemplo, pesquisas indicam que a cartilagem é provavelmente ineficaz em casos de câncer em estágio avançado. Já nos casos de osteoartrite e psoríase, a cartilagem de tubarão é classificada como provavelmente efetiva.

Alguns estudos sugerem que a cartilagem pode sim ser usada como um medicamento eficaz, desde que o tratamento oral não ultrapasse o período de 40 meses e a aplicação tópica sobre a pele não exceda 8 semanas.

Por fim, ainda faltam pesquisas para se determinar a extensão de resultados que podem – ou não – ser alcançados pela cartilagem. Por isso, é essencial procurar um médico antes de iniciar o consumo deste suplemento.

Você já conhecia a cartilagem de tubarão? Compartilhe as suas experiências nos comentários!

/* ]]> */