Chás Nutrição

Chás afrodisíacos: Conheça os principais

Os chás afrodisíacos possivelmente estão entre as formas mais antigas da prática da medicina. Desde os tempos mais antigos, os componentes naturais encontrados em plantas são utilizados para estimular o desejo sexual.

Alguns afrodisíacos  utilizam seu potencial de relaxamento muscular, enquanto outros atuam diretamente sobre a libido. Em função de sua importância, praticamente todas as culturas mundo desenvolveram seus próprios chás afrodisíacos. Hoje, muitos deles podem ser encontrados facilmente perto de você.

Confira quais são os principais chás afrodisíacos conhecidos e aprovados ao longo da história:

Chá de Rooibos

O chá de Rooibos é uma bebida muito apreciada em algumas regiões da África do Sul. Muito o consideram um afrodisíaco e um relaxante. Por isso, não raramente é recomendado como um calmante para a mente e para o corpo.

Ashwagandha

Entre os chás afrodisíacos, esta bebida está começando a espalhar-se pelo mundo apenas agora. Na Índia, no entanto, a medicina local utiliza a ashwagandha há séculos. Segundo os indianos, este chá aumenta o fluxo sanguíneo nas regiões genitais, o que gera efeitos bastante poderosos.

Chá de casca de Catuaba

A catuaba é mais conhecida no Brasil através das bebidas alcoólicas que a utilizam. Estas bebidas também são consideradas afrodisíacas, mesmo em suas versões não sóbrias. Por isso, o chá da casca da catuaba figura entre os chás afrodisíacos, de acordo com culturas indígenas.

Chá de Damiana

Esta pequena flor amarela possui a habilidade de aumentar o desejo sexual. Segundo a cultura mexicana, a planta faz parte dos chás afrodisíacos por estimular o fluxo sanguíneo pelo corpo. Além de estimular a passagem de sangue na região genital, o sabor do chá é delicioso. Para quem ainda não experimentou, a recomendação é válida.

Chá de Ginseng

Por milhares de anos, o ginseng foi atribuído como o responsável por diversos benefícios na saúde. Hoje, é uma das ervas mais antigas sendo utilizada na medicina chinesa. Segundo esta própria medicina, o ginseng aumenta o desejo sexual ao fornecer óxido nítrico.

Isso aumenta a circulação sanguínea no corpo, o que explica sua posição entre os chás afrodisíacos. Além disso, acredita-se em seu potencial para aumentar a energia da pessoa em outras formas.

Guaraná

guarana

O guaraná é outro produto tipicamente brasileiro encarado como um afrodisíaco natural. Além de ser um estimulante, conhecido por seu potencial energético, muitos o consideram um afrodisíaco natural.

Embora seu formato mais conhecido não seja no chá, a bebida pode ser feita ao ferver as sementes da planta.

Leia também: Chá de Canela: Conheça os benefícios

Tongkat Ali

Esta é uma erva típica do sudoeste da Ásia, e possui diversos efeitos. Muitos acreditam em suas propriedades de cura, e tantos outros em seu potencial para chás afrodisíacos. Segundo a medicina local, ele também melhora a qualidade do esperma.

No Brasil, a erva costuma ser vendida em forma de cápsula, mas suas folhas secas podem ser encontradas. Com as folhas, pode-se fazer o chá, ou simplesmente adicioná-las no café e esperar por alguns minutos.

Chá de Murapuama

Muito menos conhecida do que a catuaba e o guaraná, a murapuama é um tipo de cipó típico da Amazônia. Os povos locais afirmam que o chá deste cipó é capaz de facilitar as ereções. Além disso, testes demonstraram sua capacidade de fazer as ereções durarem por mais tempo.

Embora ainda esteja sendo cientificamente estudada, já se pode atribuir o status de afrodisíaco à murapuama com alguma segurança.

Chá de Yohimbe

Uma das ervas mais faladas do momento entre os chás afrodisíacos é o Yohimbe. A planta sul africana é conhecida como um estimulante de libido. Por isso, suas cápsulas são vendidas em diversas farmácias e lojas online.

Alguns povos da África do Sul, no entanto, costumam fazer chás com sua casca para combater a disfunção erétil. Além de sua melhoria na performance sexual, estes povos acreditam em seu potencial da combater a depressão.

Comentar

/* ]]> */