Sexo

Como fazer a chuca para sexo anal: dicas e técnicas seguras

Chuca como fazer
Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Você já ouviu a expressão “ fazer a chuca ”? O termo refere-se ao enema, que nada mais é que a lavagem retal que antecede o sexo anal, a fim de garantir uma relação sexual mais limpa e evitar surpresas desagradáveis.

A prática é um tanto controversa – alguns médicos reprovam o ato e dizem ser prejudicial e até perigoso. No entanto, é fato que a chuca diminui o medo e a preocupação de passar pelo constrangimento de eliminar restos fecais durante o sexo anal, te deixando mais segura e tranquila para focar no prazer.

Se você é adepta do sexo anal ou tem vontade de experimentar e quer fazer a chuca antes, veja as melhores técnicas e dicas para fazer a lavagem corretamente e sem trazer riscos para o seu corpo e saúde. Confira!

Técnica do chuveirinho

Apesar de ser o método mais popular, ele também é o mais contraindicado pelos médicos, já que é difícil controlar a quantidade de água que entra pelo ânus, podendo causar lesões. Portanto, não é a melhor opção para quem está fazendo a chuca pela primeira vez e não tem prática.

Mas se mesmo assim você optar por este método, segue um passo a passo para fazer a técnica de forma segura:

  • Remova a biqueira do chuveirinho e deixe apenas a mangueira;
  • Aplique um pouco de lubrificante no ânus, abra as pernas e fique na posição fecal (agachado ou sentado, suspendendo um pouco as pernas);
  • Com cuidado, coloque a ponta da mangueira na entrada do ânus, e introduza bem pouco, apenas para que a água não vaze. Não é preciso introduzir o chuveirinho no reto;
  • Abra o chuveiro bem pouco, para que a água entre pelo ânus até que você se sinta levemente “cheio”;
  • Feche a torneira, remova o chuveirinho e deixe a água sair;
  • Repita o procedimento até que a água saia limpa.

Na técnica do chuveirinho, a principal dica é estar sempre atenta à pressão da água, que deve ser fraca, para evitar que muita água entre no corpo. Além disso, o procedimento nunca deve ultrapassar um minuto. Preferencialmente, evite o uso de água clorada para não prejudicar a flora intestinal e deixe a temperatura mais morna, a fim de relaxar a musculatura do reto.

Técnica da seringa auricular

Outra forma de fazer a chuca é com o auxílio de uma seringa auricular. Ela pode ser encontrada em qualquer farmácia e é um método bastante simples e seguro. Veja o passo a passo:

  • Fique em posição fecal;
  • Aplique um pouco de lubrificante no ânus e na ponta da seringa para evitar lesões;
  • Com cuidado, introduza a ponta da seringa no ânus e injete o seu conteúdo. Algumas seringas já vêm com um líquido que pode ser utilizado na limpeza, mas também é possível utilizar água na mesma medida;
  • Após a aplicação, sente-se no vaso sanitário para que os resíduos sejam expelidos, concluindo o procedimento.

A técnica da seringa auricular é mais segura que o chuveirinho, e indicada para quem não tem prática em fazer a chuca.

Técnica com algodão

A chuca com algodão é a forma mais prática de realizar o procedimento, já que necessita apenas de um algodão ou lenço umedecido e pode ser feita em qualquer lugar. Veja o passo a passo:

  • Abra as pernas e fique em posição fecal;
  • Insira delicadamente o algodão ou o lenço umedecido no ânus com a ajuda de um ou dois dedos;
  • Faça movimentos circulares para limpar toda a região, tomando cuidado para não machucar a área;
  • Ao finalizar a limpeza, remova o algodão.

Ao usar esta técnica, é importante estar com as unhas limpas e aparadas para evitar lesões e infecções. Também é aconselhável umedecer o algodão apenas com água, pois outros produtos como loções, sabonetes e outros cosméticos podem irritar a mucosa do reto.

Técnica com o kit enema

Outra técnica bastante segura para fazer a chuca é com o uso dos kits enema. São produtos específicos para esta prática e são encontrados com facilidade em farmácias e sex shops.

Existem diversos modelos disponíveis no mercado, mas todos eles têm o mesmo princípio: inserir uma quantidade certa de água pelo ânus para depois expelí-la.

Geralmente os kits enema são bombas de borracha bem fáceis de manusear. São mais seguros que o chuveirinho, já que permitem o total controle da quantidade de água que entra no corpo.

Independente da técnica escolhida, a dica final é realizar o procedimento com no máximo 4 horas de antecedência da relação sexual e no dia que em que fizer o enema, priorizar uma alimentação mais leve.

O ato de fazer a chuca – desde que seja de uma forma correta e segura – diminui o risco de transmissão de várias doenças e ainda proporciona um sexo anal livre de preocupações e com muito mais prazer.

Tem mais alguma dúvida sobre o sexo anal? Confira nosso post com dicas para quem quer experimentar a prática pela primeira vez!

/* ]]> */