Maternidade Remédios

É tentante? Conheça o medicamento Clomid para engravidar

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Se você está tentando engravidar e já tentou várias formas caseiras de conseguir a tão sonhada fecundação sem sucesso, talvez seja hora de procurar outras alternativas. Há medicamentos, como o Clomid que podem auxiliar o corpo da mulher a conseguir o tão sonhado filho.

Neste artigo, saiba como funciona o medicamento Clomid para engravidar. Também tire suas dúvidas sobre a bula, indicações e outros detalhes.

O que é Clomid?

Clomid é um medicamento usado por muitas mulheres para engravidar. Em sua composição, o princípio ativo do Clomid é o citrato de clomifeno. Além da substância principal, o medicamento Clomid também possui amido, corante amarelo tartrazina, estearato de magnésio, lactose monoidratada e sacarose. Por isso, caso você seja alérgica ou intolerante a estes componentes, evite este medicamento.

Para que serve o Clomid?

O medicamento Clomid não é indicado para qualquer mulher que quer engravidar. Ele é destinado às mulheres que possuem infertilidade por conta da dificuldade de ovular, pois ele trabalha como um indutor da ovulação.

Como isso acontece? O Clomid funciona como um potencializador da ação de hormônios como o LSH e o LH, que fazem com que os óvulos amadureçam com mais facilidade, crescendo e se desprendendo das trompas, para que possam ser fecundados com sucesso. A ovulação geralmente acontece de 1 a 2 semanas após a administração do remédio.

Como tomar Clomid para engravidar?

Antes de usar o Clomid, é preciso se consultar com um médico especialista para que ele avalie junto com você se esse é a melhor opção para o seu caso.

O tratamento com Clomid funciona em 3 ciclos ciclos menstruais. Você pode tomar o medicamento em ciclos seguidos ou alternados, dependendo da orientação médica.

O mais adequado é tentar engravidar após o tratamento. No entanto, caso você engravide antes do final dos 3 ciclos (o que é muito comum acontecer, por sinal), é necessário interromper o tratamento, pois o Clomid não é indicado para gestantes.

A maneira como você vai usar o Clomid, a dosagem e os intervalos devem ser conversados com o médico. Na bula do Clomid, podemos encontrar a seguinte recomendação:

  • 1º ciclo: tomar 1 comprimido de 50 mg por dia durante 5 dias;
  • 2º ciclo: se ocorrer a ovulação, manter a mesma dose. Caso não ocorra a ovulação, aumentar a dose para 1 comprimido de 100 mg por 5 dias após 30 dias do tratamento anterior;
  • 3º ciclo: seguir as mesmas recomendações do 2º ciclo.

Há algumas precauções que é preciso tomar ao fazer o tratamento com Clomid:

  • nunca ultrapasse a dose diária de 100 mg;
  • caso não ocorra a ovulação durante os três ciclos, a continuidade do tratamento não é indicada;
  • informe seu médico, caso você possua a síndrome do ovário policístico, pois haverão ajustes na dosagem e na duração dos ciclos que reduzirão riscos de complicações;
  • Clomid pode alterar a síntese a forma como o organismo sintetiza o colesteral, caso administrado por muito tempo.

É possível engravidar de gêmeos tomando Clomid?

Como o medicamento age induzindo a maturação dos óvulos para que sejam liberados pelas trompas, é possível sim que ocorra a chamada dupla ovulação. Com dois óvulos liberados pelas trompas, as chances de que os dois sejam fecundados e a gestação seja de gêmeos é de 7,9%. Também é possível que a gravidez seja de trigêmeos ou mais, no entanto, as chances são mínimas: 1%.

Qual dosagem de Clomid é melhor: 50 ou 100 mg?

A dosagem mais adequada será indicada pelo seu médico. Na bula há a orientação de tomar 100 mg apenas se após o primeiro ciclo do tratamento não acontecer a ovulação.

Existe Clomid para homens?

Quais são as contraindicações de Clomid?

Você não deve tomar Clomid se:

  • for alérgica ou sensível aos componentes da fórmula;
  • se estiver grávida, por isso, faça o teste de gravidez antes de iniciar o tratamento;
  • se você tiver doenças hepáticas (fígado), sangramento uterino anormal, tumor sensível a tratamentos hormonais, cisto no ovário (exceto ovário policístico) ou disfunções tireoidianas descompensadas (hipotireoidismo ou hipertireoidismo).
  • contém açúcar, por isso os diabéticas devem evitar este medicamento.

O que eu devo fazer antes de iniciar o tratamento com o Clomid?

Antes de iniciar o tratamento com Clomid, você deve consultar um médico e realizar alguns exames médicos para descartar a possibilidade de:

  • gravidez;
  • para descartar a possibilidade de câncer de endométrio, é preciso fazer uma biópsia endometrial.

Existe algum risco para a saúde ao usar o Clomid?

Algumas mulheres tiveram a chamada Síndrome da Hiperestimulação Ovariana após o uso desse medicamento. Por isso é essencial não ultrapassar a dose indicada pelo médico e ficar atenta a alguns sinais de alerta durante do tratamento:

  • qualquer dor abdominal ou pélvica;
  • aumento repentino de peso;
  • desconforto ou aumento do volume abdominal.

Caso você apresente alguns desses sintomas, procure seu médico, pois ele fará os exames necessários para constatar se você adquiriu um cisto ovariano.

Caso você perceba alguma anormalidade visual, como flashes ou pontos cintilantes, avise seu médico.

 

A maternidade é um momento de transformação para qualquer mulher. Leia mais artigos sobre o assunto:

/* ]]> */