Emagrecimento Frutas Nutrição

Como consumir cranberry? Veja dicas e receitas para fazer em casa

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

A cranberry é uma fruta originária da América do Norte, mas tem feito bastante sucesso aqui no Brasil devido aos seus inúmeros benefícios à saúde.

Também conhecida como oxicoco, muitas pessoas, especialmente aquelas que estão em busca de uma alimentação mais saudável para promover o bem-estar do corpo, inclusive no que diz respeito ao emagrecimento, passaram a inserir a frutinha vermelha no cardápio diário para conseguir a silhueta dos sonhos e, ainda, prevenir e tratar diversos males que possam acometer a nossa saúde.

Geralmente, ela é bastante usada na prevenção de doenças do trato urinário. Isso porque ela é rica em propriedades funcionais e terapêuticas, que podem ajudar a inibir a aderência de bactérias nas vias urinárias.

Veja também: Cranberry: conheça os seus benefícios para a saúde

No entanto, como a cranberry também contém uma carga potente de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do corpo, dentre eles, vitaminas do complexo B (B1, B2, B3 e B6), vitamina Cvitamina Evitamina K, além de minerais como magnésio, potássio, cálcio, ferro, sódio, fósforo e zinco, também pode trazer outros benefícios ao corpo, dentre eles:

  • Melhora da saúde cardiovascular;
  • Prevenção do câncer;
  • Prevenção de infecções respiratórias;
  • Combate à infecções no trato urinário;
  • Ajuda na perda de peso;
  • Melhora da saúde bucal;
  • Prevenção de pedras nos rins;
  • Redução dos níveis de colesterol no sangue;
  • Prevenção da gastrite e úlcera, já que impede a fixação de certas bactérias na mucosa estomacal;
  • Melhora da saúde mental;
  • Combate ao envelhecimento celular.

Porém, para obter todos os benefícios listados acima, é preciso saber como consumir a cranberry corretamente, como você vai aprender nos próximos parágrafos desse artigo…

Como consumir cranberry corretamente?

Em geral, a fruta costuma ser ingerida na sua forma in natura (fruta fresca), podendo compor receitas de sorvetes, caldas, geleias, sucos e outras sobremesas.

Mas você também pode encontrá-la nas versões em cápsulas, chás e fruta seca (desidratada). Portanto, você pode escolher a versão que mais lhe interessa ou incluí-las todas no seu cardápio para variar o consumo, desde que a ingestão não ultrapasse a quantidade diária recomendada de 480 ml, que se refere à toma do seu suco, especificamente.

O ideal é tomar um copo de 200 ou 250 ml de suco de cranberry por dia.  Já para quem optar pelas versões em cápsulas, tomar uma unidade duas vezes ao dia. Para quem comprar a fruta in natura, pode consumir algo em torna de 6 à 10 unidades por dia, mas o ideal é consultar um nutricionista para saber a quantidade ideal para você.

E tome muito cuidado com a cranberry desidratada! Opte por comprar aquelas frutinhas secas sem a adição de açúcares, que previnem tanto a diabetes quanto ajudam a emagrecer.

Cuidados ao consumir a frutinha vermelha

Consumir exageradamente a cranberry ou beber muito o seu suco pode causar dor de estômago e diarreia leve. Então, a dica é ficar sempre atenta à quantidade diária recomendada, que é de 480 ml para o suco (um copo com 200 ou 250 ml é o suficiente), 1 unidade da cápsula duas vezes ao dia,  6 à 10 unidades da fruta in natura (fresca ou seca) por dia.

Seguindo essas dicas à risca, você não sofrerá nenhum efeito colateral indesejado. Porém, também é preciso ficar de olho se não se encaixa no grupo de pessoas contraindicadas para consumir a fruta, que são gestantes e mulheres em fase de amamentação.

Pacientes com histórico de pedras nos rins também só devem consumir a cranberry sob orientação médica, uma vez que a fruta pode aumentar em até 43% as quantidades dessa substância na urina. O resultado é da piora ou desenvolvimento do problema, já que ele é causado justamente pela combinação de oxalato com cálcio.

Além disso, por conter quantidades significativas de ácido salicílico, tal como acontece com a aspirina, o consumo da cranberry também deve ser evitado por pessoas alérgicas a esse medicamento. E não custa nada lembrar que diabéticos devem evitar tomar sucos da fruta que contenham adição de açúcar. Neste caso, a melhor versão é a in natura.

Receitas com cranberry

Agora que você já conheceu todos os benefícios e como consumir cranberry, chegou a hora de aprender algumas receitinhas para complementar o seu cardápio diário. Veja!

1 – Bolo de cranberry e coco (vegano)

Ingredientes:

  • 2 xícaras de farinha de trigo branca;
  • 2 xícaras de coco ralado médio;
  • ½ xícara de farinha de trigo integral;
  • 1 xícara de cranberries desidratados;
  • 1 colher de cafezinho de bicarbonato de sódio;
  • ½ xícara de açúcar cristal ou demerara;
  • 2 a 2 ½ xícaras de água em temperatura ambiente;
  • 1 pitadinha de sal;
  • 1 colher (chá) de essência de baunilha (opcional);
  • ½ xícara de óleo vegetal;
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Como fazer:

Coloque as farinhas, o sal, o açúcar e o coco ralado em uma vasilha grande e misture bem. Em seguida, vá acrescentando água, aos poucos, e alternando com o óleo. Continue mexendo até que todos os ingredientes se incorporem e você obtenha uma massa homogênea, firme e pastosa.

Feito isso, adicione a xícara de cranberry à massa, mexendo delicadamente até ela agregar à massa. Por fim, acrescente o fermento em pó, misturando sem bater. Agora, despeje a massa em uma forma de buraco no meio (ou no formato que preferir), já untada, e leve para assar em forno pré-aquecido a uma temperatura de 180°.

Aguarde 30 minutos até que o bolo fique douradinho por cima. Para saber se está pronto, basta fazer o teste do palito. Prontinho! Pode servir à vontade.

2 – Suco de cranberry

Ingredientes:

  • 200g de polpa de cranberry;
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar;
  • 2 xícaras (chá) de água.

Como fazer:

Para fazer o seu suco de cranberry, basta colocar todos os ingredientes em um liquidificador e bater até obter uma bebida homogênea. Sirva à vontade em seguida!

Gostou do artigo? Já experimentou a cranberry ou já fez uma receita diferente? Então, compartilhe conosco deixando o seu comentário aqui embaixo…

Até a próxima!

/* ]]> */