Frutas Nutrição

Como consumir graviola? Veja receitas saborosas e fáceis de preparar

A graviola é uma fruta com sabor agridoce, toque cítrico e aroma único e excêntrico, que é bastante consumida no Brasil, especialmente nas regiões norte e nordeste. No entanto, além da sensação única que ela oferece ao paladar, a fruta também pode fazer muito à saúde, graças à potente carga nutricional presente em sua composição.

Isso porque ela é rica em nutrientes essenciais à saúde, dentre eles, magnésio, cálcio, potássio, fibras, vitaminas do complexo B, vitamina C, manganês, zinco, ferro, fósforo, sódio, cobre, entre outros, que podem ajudar a tratar e prevenir diversos tipos de doenças, entre elas, a diabetes.

Confira, a seguir, os principais benefícios da graviola para a saúde:

  • Previne o câncer;
  • Ajuda na perda de peso;
  • Faz bem para a pele;
  • Controla a pressão arterial;
  • Previne a diabetes;
  • Combate a asma e a febre;
  • Trata a artrite;
  • Fortalece os ossos;
  • Combate a ansiedade e depressão;
  • Melhora o sono e o humor;
  • Evita infecções urinárias.

Porém, para obter todos os benefícios listados acima, é preciso saber como consumir a graviola corretamente. Em geral, a fruta costuma ser ingerida na sua forma in natura, podendo compor receitas de sorvetes, sucos e outras sobremesas.

Além disso, as suas folhas podem ser utilizadas no preparo do chá. Nos próximos parágrafos desse artigo, você vai conhecer as melhores maneiras de consumir graviola e aprender receitas fáceis e deliciosas para incluir no cardápio e aproveitar os seus benefícios a partir de agora!

3 maneiras ideais para consumir graviola

In natura

O consumo da graviola em sua forma in natura é a mais comum e mais simples. Em geral, os seus degustadores gostam de comê-la sem casca e sem sementes. Já a sua polpa pode servir como ingrediente principal em receitas de doces, sucos, sorvetes, entre outras.

No entanto, para que o seu consumo seja saudável e seguro, é preciso acertar na escolha da fruta, optando sempre pelas unidades que estiverem mais macias no supermercado ou feira.

Evite aquelas que estiverem com a casca preta ou rachada e, ainda, verifique se a fruta não está com o chamado bicho-da-graviola, uma praga que atinge os frutos de qualquer idade e tamanho. O bicho perfura a casca e penetra na polpa, provocando o endurecimento e enegrecimento da parte afetada, o que pode acabar deixando a fruta podre.

Chá

Assim como a fruta em si, as folhas da graviola também são bastante benéficas à saúde, já que possuem uma série de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do corpo, dentre eles, vitaminas do complexo B, vitamina C, carboidratos e bioativos.

Portanto, você pode usá-las para preparar o chá de folhas de graviola, fervendo as folhas em um pouco de água e tomando em seguida. A bebida é ideal para tratar e prevenir problemas como artrite, colesterol alto, reumatismo, asma, gripe, problemas no aparelho digestivo, hipertensão, vermes, excesso de catarro, inflamações, entre outros. Porém, a sua ingestão é contraindicada à grávidas e mulheres que estejam amamentando.

Cápsula

A forma de consumo da graviola em cápsulas é mais comum em regiões em que a fruta não é facilmente encontrada, onde as pessoas podem aproveitar os seus benefícios através da suplementação. O produto pode ser encontrado em qualquer loja de produtos naturais, mas só deve ser tomado com a recomendação de um médico.

Além disso, gestantes, mulheres em fase de amamentação, crianças de até três anos de idade e pessoas com hipotensão não devem fazer uso das cápsulas.

Receitas com graviola

Agora que você já sabe tudo sobre como consumir a fruta, chegou a hora de aprender algumas receitas fáceis e deliciosas com graviola para incluir na dieta e aguçar ainda mais o seu paladar. Vem comigo!

1 – Mousse de graviola

Ingredientes:

  • 1 envelope gelatina sem sabor;
  • 1 lata leite condensado;
  • 3 colheres (sopa) água;
  • 1 lata creme de leite;
  • 1 xícara (chá) de leite;
  • 2 saquinhos polpa de graviola congelada.

Como fazer:

O primeiro passo para fazer a sua mousse de graviola é hidratar a gelatina na água e dissolvê-la em banho-maria. Em seguida, coloque os demais ingredientes no liquidificador, inclusive a gelatina, e bata bem até obter um creme homogêneo.

Depois, disponha a mistura em taças individuais e leve à geladeira por cerca de quatro anos para ganhar consistência. Passado esse tempo, pode servir com cobertura para sorvete de chocolate. Bom apetite!

2 – Gelado de graviola

Ingredientes:

  • 4 polpas de graviola;
  • 4 colheres (sopa) de leite Ninho em pó integral;
  • 1 caixa de creme de leite Nestlé sem soro;
  • 1 lata de leite condensado moça;
  • 4 colheres (sopa) de açúcar.

Como fazer:

Coloque o açúcar, o leite condensado e as polpas de fruta em um liquidificador e bata bem por cerca de 3 minutos. Em seguida, adicione o creme de leite sem soro, sem desligar o liquidificador, e bata por mais 2 minutos.

Feito isso, junte também o leite em pó e bata por mais 3 minutos. Após esse tempo, verifique se a consistência ficou firme e bem cremosa. Despeje a mistura em uma travessa de inox e leve ao congelador.

Quando o creme estiver começando a congelar, retire-o do congelador e bata novamente no liquidificador para quebrar os cristais de gelo. Em seguida, disponha-o de novo na travessa de inox e leve-o ao congelador para gelar até a hora de servir. Bom apetite!

/* ]]> */