Maternidade

Confira: 4 técnicas para desentupir o nariz do bebê fácil

Quando chega o frio é muito comum que o bebê fique com mais secreção no nariz. Para a mãe é importante dominar várias técnicas para melhorar a respiração do pequeno.

Neste artigo, conheça 4 técnicas para desentupir o nariz do bebê em casa de maneira fácil.

A importância de manter o nariz limpo:

Tanto o bebê, quanto crianças e adultos deve sempre estar com o nariz limpo. Isso não é só por conta da estética. Este simples ato de higiene diminui, e muito, as chances de ocorrer alguma infecção, que leva a problemas de saúde graves, como pneumonia e bronquite.

Por meio da cor da secreção, você pode ter uma noção do seu motivo. Quando a sujeira que sai do nariz é aquosa, significa que o bebê pode estar no início de uma gripe.

Se ela for mais espessa, mas ainda assim transparente, feito clara de ovo, significa que ele está com uma coriza normal, advinda de uma gripe ou alergia respiratória.

Quando a secreção sai amarelada ou esverdeada, significa que ele pode estar com algum nível de infecção respiratória. Sempre consulte um médico em casos de dúvidas.

Soro fisiológico é material obrigatório:

O soro fisiológico, vendido em garrafas grandes em farmácias e drogarias, é a solução mais indicada para lavar as vias aéreas, tanto de bebês, quanto de crianças e adultos.

Ele também é usado para dissolver medicamentos ou simplesmente ser base de inaladores. Sempre tenha soro fisiológico em sua casa para aliviar desconfortos respiratórios com facilidade.

Depois de aberto, o soro fisiológico deve ser conservado dentro da geladeira por até 15 dias, para não desenvolver micróbios.

Técnicas para desentupir o nariz do bebê:

1. Aspirador nasal:

O aspirador nasal é um aparelho simples e fácil de usar que funciona por meio da sucção da secreção nasal. Existem vários modelos no mercado, por isso vou apresentar dois tipos principais dos que são vendidos e vou te ensinar a fazer um caseiro.

Antes de usar o aspirador nasal, pingue algumas gotinhas de soro fisiológico no nariz do bebê. Sempre certifique-se de que ele está sentado ou com a cabeça num nível acima do restante do corpo, para evitar que ele engasgue.

Nosefrida é o aspirador nasal de marca estrangeira muito vendido, inclusive já existem alguns genéricos no mercado. Ele possui um cano de plástico por onde a sujeira é sugada e filtrada para não ir para a boca do adulto.

Lillo, também conhecido como pera, é um sugador que deve ser apertado, encaixado na narina do bebê e solto, para que a pressão sugue a secreção. É o modelo mais fácil de encontrar hoje em dia e também é o mais barato.

O aspirador caseiro é um misto de Nosefrida com Lillo. Para fazer é bem fácil, basta ter um aspirador do tipo Lillo em casa e um pequeno cano de plástico. Aqueça algum objeto pontiagudo de metal e fure o fundo do aspirador nasal. No buraco, encaixe o cano de plástico. Você pode usar cola quente para vedar o fundo do aspirador.

2. Lavagem nasal:

A lavagem nasal é uma técnica que ajuda a hidratar as vias aéreas quando o tempo está muito seco. Também elimina o excesso de secreção quando o nariz do bebê está congestionado.

Pode ser feita, assim como a aspiração nasal, desde que o bebê é recém-nascido. Também não existe um número de vezes certo para fazer por dia.

Se o nariz está muito congestionado, você pode fazer a lavagem quantas vezes for necessário. Também pode apenas pingar soro fisiológico na narina do bebê, caso perceba que ele está com pouco muco acumulado.

Lavagem com Seringa: 

A seringa geralmente é usada para desobstruir o nariz do bebê que está entupido mesmo. Para cada idade do bebê, existe uma quantidade recomendada:

  • recém nascido: 1 a 2 ml de soro;
  • 3 a 8 meses: 2 a 3 ml de soro;
  • crianças maiores: até 10 ml de soro.

Se é a primeira vez que vai fazer a lavagem na criança, é preferível não usar uma grande quantidade, mas ir começando com menos e aumentar gradativamente.

Para fazer a lavagem nasal, são necessários alguns cuidados. Veja o passo a passo:

  1. Pegue a quantidade de soro fisiológico que você vai usar para lavar o nariz do bebê e deixe fora da geladeira para que ela fique em temperatura ambiente;
  2. Embrulhe a criança numa toalha, para que os braços não atrapalhem e sente-a no seu colo;
  3. Posicione a seringa na narina do bebê ou da criança e introduza o líquido de uma vez;
  4. O soro pode sair pela outra narina, junto com a secreção, ou a criança vai engolir e o muco sairá nas fezes.

Veja este vídeo de uma mãe lavando o nariz de seu bebê:

Conta-gotas:

Para usar o conta-gotas, deixe a cabeça do bebê num nível acima do restante do corpo. Aplique o soro e espere o bebê engolir. Depois, aplique na outra narina.

3. Cotonete:

O cotonete também pode ser usado para a limpeza nasal. Apenas tome cuidado para não introduzir o algodão muito no fundo da narina. O ideal é usar o cotonete apenas para tirar a secreção visível. Se quiser, umedeça o algodão com soro fisiológico.

4. Banho quente:

Um banho quente geralmente ajuda a desobstruir o nariz do bebê. Também ajuda a acalmá-lo quando ele está agitado. O banho quente também pode ser usado junto com outra técnica para melhorar  respiração do bebê.

Prevenir é melhor do que remediar:

Sem dúvidas, a prevenção é o melhor a se fazer. Para evitar que o nariz do bebê fique congestionado, é preciso atentar para alguns detalhes importantes de sua saúde e do ambiente.

Vitamina C:

Sempre dê alimentos ricos em vitamina C para o bebê. Frutas como laranja, acerola e tangerina são ótimas opções. Caso o bebê ainda mame no peito e ainda não tenha feito a introdução alimentar, a mãe deve reforçar a ingestão desses alimentos, para que possa passar os nutrientes para o bebê.

Veja também: Camomilina C: veja como usar este remédio natural.

Casa sempre ventilada:

É importante manter sempre a casa ventilada. No calor, use circuladores de ar ou ventiladores. No frio, evite deixar a casa totalmente fechada. Isso ajudará a não concentrar fungos e bactérias, além de não deixar a poeira acumulada no ar do ambiente.

Evite poeira:

Mesmo com a casa ventilada, é importante evitar deixar a poeira acumulada sobre os móveis. Quando for limpar o chão, prefira passar um pano úmido ou o aspirador de pó, no lugar da vassoura.

Nem seco nem úmido demais:

O ar muito seco, irrita as vias aéreas. No entanto, excesso de umidade favorece o desenvolvimento de fungos e bactérias que causam doenças.

Perfumes:

Perfumes muito fortes devem ser evitados. Além de prejudicar a respiração, também pode causar dores de cabeça e alergias de pele no bebê, caso ele entre em contato direto com o produto.

Aerosol:

O aerosol possui, em sua composição, uma espécie de pó químico, que irrita tanto quanto a poeira, quando usado em ambientes fechados. Este produto também pode ter um cheiro muito forte. Use roll-on ou desodorante em creme.

Fumaça:

A fumaça de cigarro é extremamente prejudicial a saúde do bebê. Um dos males causados por ela são os problemas respiratórios.

 

Espero que tenha gostado do artigo! Caso tenha alguma dúvida, escreva nos comentários.

Já curtiu nossa página no Facebook? Corre lá curtir!

/* ]]> */