Doenças Saúde

Doenças causadas pelo consumo de cigarro

Doenças causadas pelo cigarro

Fumar é muito prejudicial à saúde, e é conhecido que os fumantes têm maiores riscos de desenvolver diversas doenças que, inclusive, podem levar a morte.

Todos os anos, a Sociedade do Câncer incentiva os fumantes a parar de fumar, e apesar dos esforços dos órgãos públicos em mostrar que o cigarro traz diversos malefícios ao nosso organismo, a sensação que fica é que as pessoas precisam de ainda mais incentivos para entender os perigos do cigarro e para decidir parar de fumar.

As doenças causadas pelo tabagismo prejudicam quase todos os órgãos do corpo. O consumo do cigarro é a causa de 1 em 5 mortes, mas ainda assim o número de fumantes parece crescer ano a ano. Se você finalmente está ciente de todos os malefícios que o cigarro pode trazer ao seu corpo e sua saúde e está pensando em parar, a hora é sempre agora, e nunca é tarde para tentar. Abaixo você conhece algumas das principais doenças causadas pelo consumo do cigarro e pode ganhar alguma motivação a mais para parar hoje mesmo.

Câncer de pulmão

Mais pessoas morrem de câncer de pulmão do que qualquer outro tipo de câncer. O cigarro é o fator de risco número um para o desenvolvimento do câncer de pulmão, sendo responsável por 87% das mortes. Sua chance de estar vivo cinco anos após ter o diagnóstico de câncer de pulmão é inferior a 1 em cada 5.

DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica)

A DPOC é uma doença pulmonar obstrutiva que dificulta a respiração, provoca séria incapacidade respiratória de longo prazo e morte precoce. A DPOC começa dificultando atividades físicas simples, como brincar com uma criança, e, em geral, piora, até o momento em que subir uma pequena escada ou até mesmo fazer uma caminhada de cinco minutos parece cansativo ou impossível.

Esse tipo de doença pode deixar as pessoas presas em suas casas, incapazes de fazer as coisas que querem ou de socializar, por exemplo. Cerca de 80% de todos os casos de DPOC são causados pelo tabagismo.

Doença cardíaca

Fumar prejudica quase todos os órgãos do seu corpo, incluindo seu coração. O tabagismo pode causar bloqueios e estreitamento nas artérias, o que significa um menor fluxo de sangue e oxigênio para o seu coração. Quando o consumo de cigarro diminui, as taxas de doenças cardíacas também diminuem.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Fumar afeta suas artérias, e isso pode desencadear um acidente vascular cerebral. Um acidente vascular cerebral acontece quando o suprimento de sangue para o seu cérebro é temporariamente bloqueado. As células cerebrais são privadas de oxigênio e começam a morrer. Um AVC pode causar paralisia, fala arrastada, função cerebral alterada e morte. O acidente vascular cerebral é a quarta principal causa de morte no Brasil e uma das principais causas de incapacidade para adultos.

Asma

A asma é uma doença pulmonar crônica que torna mais difícil trazer o ar para dentro e fora de seus pulmões – ou seja, respirar. Como a fumaça do cigarro irrita as passagens aéreas, ela pode desencadear ataques de asma repentinos e graves. A asma é uma grave condição de saúde que afeta cerca de 25 milhões de pessoas no Brasil, e fumar apenas piora essa situação.

Efeitos reprodutivos nas mulheres

O tabagismo pode causar uma gravidez de trompa nas mulheres, que é quando um ovulo fertilizado se desloca para um local fora do útero. Esse óvulo não conseguirá se desenvolver e esse tipo de gravidez pode ser fatal para a mãe. Além disso, fumar também causa uma redução da fertilidade, o que significa que engravidar se torna mais difícil.

Bebês prematuros de baixo peso

Os efeitos do tabagismo não só afetam a saúde da mãe, mas também a do bebê. Fumar durante a gravidez pode fazer com que os bebês nasçam prematuramente e/ou com baixo peso ao nascer. Os bebês nascidos muito cedo ou muito pequenos aumentaram o risco de complicações de saúde, o que pode levar até a morte.

Diabetes

Se você fuma, é muito mais provável que você desenvolva diabetes tipo 2. O risco de desenvolver diabetes tipo 2 é de 30 a 40 por cento maior para os fumantes do que para os não fumantes. Além disso, o tabagismo aumenta o risco de complicações, como doenças cardíacas e renais, fluxo sanguíneo insuficiente para pernas e pés (o que leva a infecções e possíveis amputações), cegueira e danos nos nervos.

Cegueira, catarata e degeneração macular

Fumar pode fazer você ficar cego. Fumar danifica seus olhos e pode resultar na perda de visão parcial ou total. A degeneração macular relacionada à idade é causada pelo tabagismo, e é a principal causa de cegueira em adultos de 65 anos ou mais.

Outros cânceres

Basicamente, o fumo está relacionado ao desenvolvimento de todos os tipos de câncer. Para pacientes com câncer e sobreviventes, aqueles que fumam são mais propensos a desenvolver um segundo câncer primário. E agora sabemos que o tabagismo causa pelo menos uma dúzia de cânceres, incluindo fígado e colorretal, e reduz as taxas de sobrevivência para pacientes com câncer de próstata.

Câncer de orofaringe

Este tipo de câncer começa na boca ou na garganta. O risco de desenvolvê-lo está diretamente relacionado com a quantidade de fumo. Esse tipo de câncer pode afetar a voz, os lábios, a superfície interna dos lábios, bochechas e gengivas.

Câncer de esôfago

O Instituto Nacional do Câncer afirma que fumar aumenta as chances de desenvolver câncer de esôfago. O carcinoma de células escamosas, ou o câncer no revestimento de órgãos ou a superfície da pele, está diretamente ligado ao consumo de tabaco e álcool.

Mais de 10 outros tipos de câncer, incluindo câncer de cólon, colo do útero, fígado, estômago e câncer de pâncreas estão intimamente ligados ao consumo de cigarro.

Aneurisma Aórtico

A aorta é o maior vaso sanguíneo do corpo. Os aneurismas são mais comuns nos homens do que nas mulheres de acordo com estudo feito em Harvard, e além disso demonstrou-se que o risco de um aneurisma aórtico aumenta ainda mais nos homens que fumam.

Artrite

Demonstrou-se que fumar aumenta suas chances de desenvolver artrite, que é uma doença que causa inflamação nas articulações, dores, deformidades e imobilidade.

Síndrome de morte súbita infantil

A Síndrome de morte súbita infantil é a morte repentina e inexplicável de uma criança durante o sono. Ocorre entre as idades de um mês e um ano. Estudos demonstraram que as mães que fumam durante a gravidez colocam seus bebês em maior risco de desenvolver essa doença, e o risco é ainda maior se pessoas da convivência da mãe também fumam.

Como você pode perceber, o consumo de cigarro está ligado a diversas doenças e o fumo pode trazer malefícios para todo o nosso organismo. Se você é fumante e chegou até aqui, pense que é a hora de parar e investir em uma vida plena e mais saudável a partir de hoje.

/* ]]> */