Doenças Saúde

Dor no quadril: descubra o que pode estar causando o problema

A dor é um sinal de alerta para algum problema. E hoje vou falar sobre a dor no quadril e suas possíveis causas. Já deixando claro que o objetivo aqui é informar – diagnóstico só o médico pode fornecer, ok? Recado dado, vamos lá!

Bem, normalmente, dor no quadril é um sintoma de desgaste na articulação, que afeta principalmente os idosos. Porém, os mais jovens e os praticantes de atividades físicas não estão livres de desenvolver esta condição por causa de esforço intenso ou má postura.

Dependendo do caso, o problema pode ser amenizado com bolsas de água quente na região dolorida e repouso! Ou seja, dar um tempo nos exercícios de impacto, por exemplo. Isso quando a dor do quadril não é indício de algo mais sério.

Se o desconforto persistir por mais de um mês, sem alívio com ajuda de analgésicos, ou apresentar piora, o ideal é procurar um ortopedista para descartar doenças como hérnia de disco ou artrite.

Quando a dor surgir de forma repentina e impedir a realização de movimentos simples como sentar ou caminhar, também é hora de buscar ajuda médica o quanto antes.

Entenda o que pode estar por trás da dor no quadril

Sabia que podemos ter tendinite no quadril? Pois é… Ouvimos falar mais de tendinite no ombro, nas mãos, etc. No entanto, os músculos e tendões em torno da cintura podem inflamar, provocando dor.

Em geral, é uma condição mais frequente em pessoas que praticam corrida, ciclismo, futebol, tênis e caminhada mais pesada, entre outras atividades.

Durante a corrida, os músculos que formam a estrutura do quadril (pelve, fêmur e osso da coxa) podem se desestabilizar e provocar lesão, especialmente quando não se tem preparo físico esperado.

A prática inadequada de exercícios físicos e o excesso deles são outras possíveis razões para o aparecimento da inflamação.

Entretanto, o avanço da idade e a osteoporose também podem causar tendinite no quadril. Além do desgaste ósseo, a degradação progressiva das articulações contribui para a indisposição acontecer.

Causas

Veja outros fatores de risco para a tendinite na área da cintura:

• Falta de fortalecimento muscular;
• Não se alongar antes e depois da prática esportiva;
• Postura errada durante um exercício;
• Calçados inapropriados.

Nem sempre a tendinite no quadril tem como sintoma as dores na cintura. Entre os sinais do problema estão ainda as dores nos joelhos e/ou virilha, fisgadas nos glúteos, câimbra nas pernas depois de repouso demorado e dificuldade para andar.

No caso da dor causada pela tendinite no quadril, bolsas de água gelada são capazes de amenizar a situação até que o diagnóstico correto seja feito. Elas devem ser aplicadas por 20 minutos no ponto de dor no quadril. Repouso também faz parte da estratégia para aliviar o incômodo.

Fora isso, os médicos costumam prescrever anti-inflamatórios após confirmar a tendinite no quadril.

Luxação e artrose: saiba como elas provocam dor no quadril

A luxação traumática desta região não é muito comum, mas requer atendimento de urgência porque é uma situação grave, de intensa dor e alto comprometimento dos movimentos.

O trauma pode acontecer durante queda, jogo de futebol, atropelamento, acidente de carro, entre outros eventos. O tipo mais comum de luxação é aquele em que a cabeça do fêmur vai para trás, gerando complicações como fraturas diversas e compressão do nervo ciático.

Já a artrose de quadril é uma espécie de desgaste que prejudica esta articulação, gerando dor principalmente ao andar, mas também ao ficar sentado durante muito tempo ou deitar lateralmente sobre o local afetado.

Lembrando que os sintomas apresentados aqui não necessariamente significam que uma pessoa possa estar com os quadros e doenças descritos.

Seja qual for a sua idade ou estado físico, não deixe de consultar seu médico para realizar seus exames de rotina e tirar todas as dúvidas sobre dor no quadril e demais problemas.

Cuide-se! Até a próxima…

/* ]]> */