Exercícios Saúde

Dicas para escolher o melhor tênis de corrida

Escolher tênis de corrida

O que é melhor para mim pode não ser para você, e preço não é o fator principal. É básico assim. Fora isso, confira dicas para escolher o melhor tênis de corrida:

  • Antes de tudo, entenda que os calçados desenvolvidos para corrida têm, em resumo, duas funções: proteger os pés do esforço das passadas e favorecer o desenvolvimento do potencial do corredor.

Como é projetado para dispersar o impacto durante a atividade, por aí você já deduz que escolher qualquer tênis não é uma boa ideia.

Caso a força do impacto criada no choque quando os pés batem contra o chão não tenha o amortecimento ideal, podem surgir problemas nas articulações.

A flexibilidade na frente do calçado de corrida também conta, pois ela melhora a aderência, potencializa a sensibilidade e proporciona conforto durante a atividade.

  • Saiba qual seu tipo de pisada. São três, e cada uma tem características próprias. O Pé Pronador tem um arco pequeno, deixando no solo quase que toda a sola dele. Ele apoia a região medial do pé ao tocar o chão, tem muita flexibilidade e, por isso, provoca instabilidade ao corredor.

Já o Pé Supinador conta com arco muito acentuado, ou seja, deixa no solo uma área reduzida, que une o calcanhar à parte frontal do pé. A parte da frente acaba tendo que aguentar o peso do corpo à cada passo. Os tênis de corrida recomendados são os flexíveis, com alto nível de amortecimento, porque leva o pé a fazer a pronação.

O Pé Neutro apresenta arco de tamanho normal. Seu toque no chão causa impressão de certa concavidade ligando o calcanhar e a porção dianteira dos pés. Isto é, existe um apoio uniforme, sem curva para dentro ou para fora.

Se você ainda não sabe qual seu tipo de pisada, a maioria das grandes lojas especializadas em artigos esportivos atualmente oferece teste com aparelho. É simples, rápido e gratuito.

Depois de saber isso, é hora de passar para as próximas dicas para escolher o melhor tênis de corrida…

  • Antes de decidir, não leve em conta só as cores, a beleza, o design. Experimente vários modelos e tamanhos. Ao testar, amarre da forma que costuma fazer, para analisar melhor inclusive a largura do tênis.
  • É importante que a ponta do dedo nunca não encoste na parte da frente do tênis, porque o calçado não cede. O recomendado é uma distância entre 1 e 1,4 cm.

O tênis não deve pressionar os dedos, tornozelo ou qualquer parte do seu pé. O ideal é andar um pouco na loja para perceber os detalhes.

  • Aposte em modelos sem costuras apertadas ou que fiquem em cima das partes que passam por mais atrito durante as passadas.
  • Invista em tênis de corrida com parte de trás macia, sem costuras capazes de provocar o surgimento de bolhas.
  • Lembre-se de verificar a área do calcanhar. Seu solado precisa ter pelo menos 2 cm, para evitar calos.
  • Dê preferência aos calçados mais leves. Os tênis duros ou pesados demais têm condições de afetar articulações e músculos, além de prejudicar a performance. Mesmo que você não seja um atleta profissional, quer dar o melhor de si, não é mesmo?
  • Procure comprar seu tênis no final da tarde, porque à noite os pés, normalmente, estão mais inchados. E isso pode levar a escolhas ruins.
  • Os tênis de competição, em geral, são muito levinhos, mas isso compromete o amortecimento. Se você é uma corredora leve, que busca melhorar seu tempo, aposte neles. Mas se é alta e pesada, tente outras opções.
  • Adquiria dois ou mais pares se você corre todo dia. Depois de uma corrida, acontece a compressão e a deformação do amortecimento. Ele precisa de 1 dia sem uso para voltar ao normal.

Espero que, com as dicas de hoje, você possa achar o modelo perfeito para deixar sua corrida ainda melhor.
Sucesso!

E até a próxima…

/* ]]> */