Beleza Cabelos

Escova Indiana: saiba como alisar o cabelo sem utilizar químicas

Os cabelos lisos nunca saem de moda e, por isso, mesmo com a volta com tudo dos cacheados e crespos, ainda há mulheres que não dispensam fios bem alinhados e bonitos, principalmente por conta da sua praticidade no dia a dia.

Por isso, existe no mercado de beleza um leque de opções de procedimentos químicos e produtos que prometem alisar as madeixas de maneira rápida e eficiente, mas sem prejudicar a saúde da fibra capilar. Aqui no blog, você já conheceu alguns deles, como a escova gradativa, escova de quiabo e a escova alemã, entre outras técnicas que não possuem substâncias agressivas aos fios em sua composição.

Hoje, você vai conhecer a escova indiana, que não contém formol em sua fórmula e, em vez dessa substância altamente prejudicial às nossas madeixas, o procedimento possui 15 especiarias do Oriente que podem alisar, controlar o volume dos fios, hidratar, nutrir e dar vida aos cabelos como nenhum outro.

Quer saber mais sobre o assunto e descobrir o segredo dos cabelos longos e maravilhosos das mulheres indianas? Então, fique de olho nesse artigo e conheça tudo sobre a escova indiana! Vamos lá?

O que é e como funciona a escova indiana?

A escova indiana nada mais é que um tipo de escova progressiva que não leva formol em sua fórmula e, portanto, não agride a fibra capilar, efeito que costuma deixar muita gente com um pé atrás quando o assunto é alisamento químico.

Em vez dessa substância, que é capaz de prejudicar a saúde dos cabelos e, ainda, provocar uma série de reações alérgicas perigosas, inclusive podendo levar a morte, a escova indiana traz em sua composição 15 especiarias do Oriente, como extrato de sândalo, cravo-da-índia e amêndoas doces, que são misturadas a um aminoácido chamado PCA sódico, que tem como principal função reter umidade, fator essencial para manter os cabelos bem hidratados.

Por conter todos esses nutrientes, a escova indiana pode ser feita em todos os tipos de cabelos, inclusive os quimicamente tratados com tioglicolato, hidróxidos (guanidina) e pirogalol (henê), que são compatíveis com a fórmula do produto. No caso dos cabelos cacheados e crespos, o resultado será de uma redução no volume, e não de alisamento completo, oferecendo cachos mais leves e soltos ao visual.

Os principais ingredientes da composição da escova indiana são as proteínas, que atuam com ação antifrizz; extrato de sândalo e queratina de caxemira, que dão força e resistência aos fios; extrato de rubi, henna, amêndoas doces, canela, ginseng, damasco, mirra, erva-doce e gengibre, que oferecem brilho e hidratam os fios; além de noz-moscada e castanha e cravo-da-Índia, que atuam na nutrição dos cabelos.

Devido à sua fórmula especial, o procedimento é recomendado para quem quer alisar ou reduzir o volume dos cabelos sem danificar a fibra capilar. O resultado será de madeixas mais lisas, saudáveis e bonitas em um piscar de olhos!

Como fazer? Veja passo a passo

Infelizmente, a escova indiana, diferente dos demais tipos de alisamento químico, não pode ser feita em casa. Isso porque os produtos disponibilizados para realizar o procedimento só possuem venda autorizada a profissionais do ramo de beleza. Ou seja, você só poderá comprá-los se for uma cabeleireira ou algo do tipo.

Sendo assim, para fazer a escova indiana, você deve se dirigir ao salão de beleza mais próxima da sua casa ou de sua confiança. Lá, o profissional deverá seguir o seguinte passo a passo:

Passo 1: Aplicar o shampoo antirresíduos, quantas vezes for necessário, até remover toda a sujeira e resíduos presentes nos fios.

Passo 2: Em seguida, ele deverá retirar o excesso de umidade dos cabelos com uma toalha, sem esfregá-la no cabelo, apenas pressionando-a contra os fios delicadamente.

Passo 3: O profissional aplicará o condicionador e prosseguirá com o enxágue normal, secando o cabelo com a toalha novamente em seguida.

Passo 4: Depois, ele desembaraçará o cabelo e o dividirá em quatro partes, deixando uma mecha fininha solta na parte inferior.

Passo 5: O próximo passo é aplicar o produto em cada mecha, respeitando o limite de um centímetro da raiz e de, no máximo, quatro dedos de largura.

Passo 6: Em seguida, ele usará um pente para alinhar os fios e ajudar na penetração do produto na fibra capilar.

Passo 7: Feito isso, o seu cabelo será dividido em quatro partes novamente para começar a escová-lo (alisá-lo) com o secador.

Passo 8: Depois de escovar todo o cabelo, novamente o profissional dividirá o cabelo em quatro partes para passar a chapinha, cerca de cinco vezes em cada mecha.

Passo 9: Após isso, será necessária uma pausa de cerca de 10 minutos até enxaguar o seu cabelo em água morna, sem passar shampoo ou condicionador.

Passo 10: Depois de enxaguar, o profissional deverá aplicar um creme sem enxágue ou leave-in nos fios para desembaraçá-los. Prontinho! Você pode deixar os cabelos secarem naturalmente ou escová-los novamente, de acordo com o que você faz de costume.

Quanto tempo dura a escova indiana?

Como você já leu no decorrer desse artigo, a escova indiana possui em sua fórmula 15 especiarias do Oriente que, misturadas a um aminoácido chamado PCA sódico, que tem como principal função reter umidade, podem ajudar a manter a hidratação dos cabelos por mais tempo.

No entanto, esse não é o único benefício que essa mistura pode trazer. Todos esses nutrientes juntos com o PCA sódico podem também prolongar o efeito alisador do produto em até 30 dias.

Neste caso, a recomendação é fazer uma aplicação no mês durante cinco meses para alisar o cabelo de forma gradativa. Quanto mais você fizer, mais volume o seu cabelo perderá e, portanto, mais ficará liso.

Contraindicações

Apesar de não possuir nenhum tipo de química agressiva aos fios, a escova indiana não deve ser feita por pessoas que possuam alergia a qualquer um dos ingredientes presentes em sua fórmula. Além disso, gestantes devem consultar um médico antes de realizar o procedimento para saber se algum dos componentes presentes na composição do produto é prejudicial à sua saúde e à do bebê.

E atenção! Mulheres com cabelos muito claros, em tons acima de 7.0, podem sofrer alterações na cor dos fios. Portanto, se você se encaixa neste grupo, deve procurar outro tipo de alisamento químico caso não queira mudar o tom das madeixas.

Cuidados após a aplicação

Apesar de ser benéfica aos cabelos, a escova indiana também exige cuidados específicos com os fios, não só para manter o efeito liso por mais tempo, como também para deixá-los sempre saudáveis e bonitos. Afinal, ela se trata de um alisamento químico e, como qualquer outro, deve ter uma rotina de cuidados especiais após a aplicação.

Neste caso, a sugestão dos especialistas no assunto é para que se invista em hidratações profundas a cada 15 dias e que sejam feitas menos lavagens após a aplicação do produto.

Além disso, é necessário apostar em produtos específicos para cabelos quimicamente tratados e evitar shampoos antirresíduos, já que estes ajudam a remover químicas das madeixas durante o banho por abrir as cutículas dos fios.

Ainda, uma dica muito importante é evitar também banhos de mar e de piscina, exposição excessiva ao sol e não usar shampoos e condicionadores com sal.

Preço

O preço da escova indiana vai depender da marca do produto, do valor cobrado pela mão de obra do profissional e preço estipulado pelo salão de beleza que você escolher para fazer o procedimento. Em geral, o custo médio varia entre R$ 100 e R$ 150, no caso de cabelos longos (abaixo da linha dos ombros) ou mais curtos, só que com grande volume. Converse com o seu cabeleireiro de confiança e peça um desconto especial!

Gostou do artigo? Então, aproveite para ler os nossos outros post sobre escovas progressivas e escolher a melhor para você:

Até a próxima!

/* ]]> */