Saúde

Estrogênio: saiba o que é o hormônio sexual feminino

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

O estrogênio é um hormônio essencial para o desenvolvimento sexual e reprodutivo, principalmente em mulheres. Ele também é chamado popularmente de hormônios sexual feminino.

O termo estrogênio refere-se, também, a todos os hormônios quimicamente semelhantes em termos de estrutura, como estriol e estradiol. Além deles, há os fitoestrogênios, que são substâncias quimicamente muito similares ao hormônio, mas de origem vegetal.

Estes componentes apresentam efeitos no corpo razoavelmente semelhantes ao hormônio humano. É o caso da isoflavona, por exemplo – facilmente obtida na soja e em seus derivados.

Saiba tudo sobre este hormônio e sua importância no corpo humano:

Função do estrogênio

ciclo-menstrual-15-728 (1)

No início da adolescência feminina, o estrogênio passa a assumir uma função essencial no desenvolvimento. Ele é o principal responsável pelo desenvolvimento do corpo de uma criança para o de uma mulher.

Ele gera as mudanças que causam o aumento dos seios, crescimento de pelos pubianos e sob os braços, assim como o início da menstruação. Uma vez que a fase da puberdade passa, o estrogênio continua sendo importante, auxiliando no controle do ciclo menstrual, na proteção dos ossos e no controle de colesterol. O hormônio também é essencial para a fertilidade e a reprodução.

O que faz o estrogênio?

O estrogênio é produzido primordialmente nos ovários – o mesmo órgão que produz os óvulos femininos. As glândulas adrenais também produzem alguma quantidade do hormônio, que é o motivo pelo qual homens também possuem o hormônio, mas em menor quantidade.

A gordura no corpo também é capaz de gerar estrogênio. Uma vez que o hormônio é criado, ele é transportado, através do sangue pelos tecidos que formam o corpo.

Durante o ciclo menstrual, os níveis de estrogênio mudam sua concentração no corpo. No meio do ciclo, os níveis atingem seu ponto máximo. Mulheres chegam no ponto de concentração mais baixa do hormônio durante o período de menstruação.

Mais tarde, quando chega a menopausa, os níveis do hormônio caem de forma definitiva na mulher. Isso ocorre em função da pausa na menopausa e do “término” do período fértil

Consequências de concentrações incorretas de estrogênio

menopause-symptoms

Quando o corpo faz muito ou muito pouco estrogênio, o resultado é uma série de possíveis problemas. Mulheres com níveis muito baixos do hormônio podem ter diversos distúrbios na menstruação, por exemplo.

Elas também podem experienciar sintomas semelhantes aos da menopausa, mesmo que não estejam passando por ela, de fato. Isso inclui calores súbitos, insônia e baixa libido. Variações de humor e pele seca também são possíveis problemas.

Níveis excessivos do hormônio, por outro lado, podem ocasionar o grande de peso e, também, mudanças no ciclo menstrual. O excesso de concentração também costuma ser associado com uma piora dos sintomas físicos da tensão pré menstrual. Cistos nos seios e no útero também podem desenvolver-se, nestas circunstâncias.

Homens que possuem concentração muito pequena de estrogênio no corpo, podem apresentar libido baixa e excesso de gordura abdominal. Já aqueles que possuem muito do hormônio podem desenvolver características andrógenas e problemas sexuais. Isso inclui disfunção erétil, desenvolvimento exagerado das mamas e perda de pelos pelo corpo.

Veja também:

Comentar

/* ]]> */