Nutrição

Farinha de milho: benefícios, dicas e receita

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

O milho é um alimento versátil e rico em nutrientes, tais como vitaminas do complexo B, vitamina E, minerais e fibras. A farinha de milho é apenas um entre vários exemplos do que podemos aproveitar dele. Ela é obtida por meio da moagem do cereal – um dos mais consumidos no mundo.

Para fabricar a farinha, o milho moído é colocado em um tacho e aquecido. Quando ele começa a grudar, forma placas que, esfareladas, resultam em farinha de milho.

Ao contrário de farinha de trigo, a de milho não contém glúten. Por isso, é uma opção segura para os que sofrem de intolerância à proteína.

A farinha de milho às vezes é confundida com o fubá de milho, porém, a farinha é mais grossa, enquanto o fubá é fininho, mais moído e peneirado.

Outra diferença é que a farinha de milho é amarelada ou branca, o que depende do tipo dela. Como já vem pré-cozida, é muito utilizada diretamente em pratos rápidos, além de ser excelente substituta da farinha de mandioca em pirão, cuscuz, purê ou cremes.

E por falar nele, o purê de farinha de milho, veja como é fácil preparar o alimento:

Receita de Purê de Farinha de Milho

• Ingredientes

• 1 ¼ de xícara de farinha de milho
• 1 colher (chá) de sal
• 3 ½ xícaras de água

• Modo de preparar

1. Separe um batedor de claras, uma colher de pau e uma tigela.
2. Coloque água em uma panela e leve-a ao fogo, acrescentando o sal logo no começo.
3. Depois de ferver a água, adicione a farinha de milho com ajuda do batedor de claras.
4. Continue cozinhando até engrossar a farinha.
5. Abaixe o fogo.
6. Dispense o batedor e prossiga o cozimento com a colher de pau – ainda em fogo baixo. A mistura continuará engrossando… e cuidado com os respingos dela, que podem queimar sua pele.
7. Quando a farinha de milho estiver desgrudando da panela, apague o fogo e despeje o purê em uma tigela.
8. Ele pode ser servido com mel, açúcar mascavo, xarope de bordo ou o que você preferir.

Saiba mais sobre a farinha de milho, e como aproveitá-la

farinha-de-milho-amarelo

Farinha de milho engorda? Sim, pois é um carboidrato. E estudos defendem que ela pode ser tão prejudicial à saúde e à dieta quanto o açúcar puro.

Eu explico: é que o alimento é fácil de ser degradado no estômago, fazendo com que seu açúcar entre rápido no sangue.

A consequência é que o pâncreas aumenta a produção de insulina para processar esse açúcar – e até depois de ter terminado o trabalho continua liberando a substância. Então, nosso organismo responde ao excesso de insulina “pedindo” mais açúcar.

Resultado: surge a sensação de fome com mais frequência, e o regime é ameaçado. Portanto, moderação é a palavra! Assim, você poderá aproveitar os benefícios dela sem prejudicar a saúde ou a forma.

Por outro lado, a farinha de milho é rica em fibra dietética. Ela ajuda a encher o estômago e permite prolongar nossa sensação de saciedade, além de favorecer o trânsito intestinal, evitando a prisão de ventre.

Uma xícara de farinha de milho fornece 8,9 gramas de fibra, ou seja, aproximadamente 36% da necessidade diária do nutriente para as mulheres e 23% para os homens.

Outro ponto positivo da farinha feita com milho é o aumento da ingestão de ferro. Uma xícara do alimento contém 4,2 miligramas de ferro, isto é, mais da metade dos 8 miligramas indicados para o sexo masculino e 23 % dos 18 miligramas que o sexo feminino precisa consumir todo dia.

Lembrando que o mineral auxilia no transporte de oxigênio por todo o corpo e ainda favorece o metabolismo, uma vez que age sobre as enzimas que produzem energia. E mais: o ferro é importante para o bom funcionamento do nosso cérebro.

Que tal ir para a cozinha preparar agora mesmo a receita de hoje com farinha de milho? É rapidinho, e fica uma delícia!

Até breve!

Veja também:

Comentar

/* ]]> */