Saúde

Ferro: entenda sua importância para nosso bem-estar

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

É por causa do ferro que o sangue é vermelho. Ele é o componente principal da hemoglobina, o pigmento que transporta oxigênio para as células e retira delas o dióxido de carbono. O ferro é, portanto, importante na produção e liberação de energia em nosso corpo.

O organismo humano tem reserva de ferro em alguns locais (fígado, baço, medula e músculo). A ferritina é uma dessas formas de armazenamento; é uma proteína de reserva que, quando baixa, pode ser interpretada como sinal de anemia em formação.

Porém, a maior forma de “estoque” de ferro em nosso corpo é o sangue. A transferrina, a proteína que liga o ferro ao sangue, é uma indicativa de alterações no líquido – e precisa ser melhor investigada.

Sem ferro, nosso organismo não se desenvolve, não sobrevive. As taxas ideais do mineral devem ser buscadas a vida toda, principalmente entre os praticantes de atividade física.

Quando existe carência de ferro, acontece a anemia ferropriva. Uma condição que contribui fortemente para a redução da capacidade de trabalho no mundo inteiro. Ela afeta uma parcela considerável da população e tem consequências sérias na qualidade de vida.

Anemia é um baixo nível de hemoglobina no sangue. O problema pode ser causado pela insuficiência de células vermelhas ou de hemoglobina em cada célula, ou em ambos.

Muitas famílias não têm condições financeiras de manter uma alimentação balanceada, com todos os itens necessários ao bom funcionamento do corpo. Outras desconhecem os alimentos ricos em ferro. Todas estão expostas a diversas consequências da anemia.

É bom salientar que, no caso deste mineral, a educação nutricional faz grande diferença; é preciso escolher bem os alimentos e suas combinações. Assim, podemos melhorar a absorção deles e corrigir possíveis deficiências.

Conheça grandes fontes de ferro

Different types of cereal grains with ears

• Agrião
• Algumas folhas verde-escuras (couve, brócolis, almeirão etc.)
• Carnes (aves, boi, peixes, entre outras)
• Cereais enriquecidos
• Cereais integrais
• Ervilha
• Farinha de peixe
• Frutas secas
• Leguminosas
• Ovos
• Pimentão
• Salsa
• Sardinha
• Vísceras animais (fígado, coração, moela)

Alimentos de fonte animal apresentam uma absorção de ferro entre 20 a 30% do total do mineral ingerido; já nos produtos de origem vegetal, a absorção gira em torno de 5% do total de ferro que levam em sua composição.

É interessante observar que os produtos ricos em ferro devem ser consumidos sempre com uma fonte de vitamina C. Laranja, morango e pimentão, entre outros, melhoram a absorção do mineral por nosso organismo.

strawberries-823782_960_720

Uma dica de combinação perfeita é feijão preto no almoço e uma laranja de sobremesa.

Quando a anemia é provocada pela carência de ferro no sangue, alimentos tais como as carnes vermelhas ou o pão de cevada podem ajudar a resolver o problema.

Os itens ricos em ferro precisam ser ingeridos em todas as fases da vida. Porém, gestantes, bebês e idosos têm necessidade maior do mineral. Portanto, o consumo por estes grupos merece atenção diferenciada.

A carência de ferro eleva o risco para várias doenças infecciosas relacionadas à queda de resistência imunológica causada pela anemia.

As mulheres ficam mais expostas por causa da perda de sangue durante o ciclo menstrual, aumentando a probabilidade de deficiência de ferro.

Confira sinais e sintomas da carência de ferro

• Fadiga generalizada
• Falta de apetite
• Palidez de pele
• Palidez de mucosas (parte interna do olho, gengivas)
• Menor disposição para o trabalho

Lembrando que os sinais e sintomas da carência de ferro não são específicos. É preciso passar por exames como o de sangue para conformar o diagnóstico.

Cuide-se! E até breve…

Veja também:

Comentar

/* ]]> */