Emagrecimento Saúde

Inchaço ou gordura? Aprenda a diferenciá-los no seu corpo

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Sabe aquele dia no qual a gente acorda com uma sensação que engordou? A barriga parece maior, as pernas pesam mais que o normal. Será que isso é gordura ou inchaço?

Na verdade, o que muitas vezes parece gordura é causado pela retenção de líquidos entre as células, provocando a impressão de que é preciso começar um regime rapidinho…

Essa tal retenção acontece geralmente por causa de desregulação hormonal. No entanto, o excesso de sal na alimentação costuma ser o grande vilão dessa história.

Para saber a diferença entre gordura e inchaço devido à retenção hídrica, a dica é um teste simples, que você mesma pode fazer em casa: posicione os dedos em forma de pinça e aperte o local onde está o edema.

As áreas nas quais a pele sofre mais resistência são mais indicadas. É o caso dos tornozelos, que possuem osso logo abaixo. Bochechas, pescoço e outros locais com tecidos moles não são recomendáveis para o teste.

Se, ao retirar os dedos, a pele levar cerca de 3 segundos para retornar à forma normal, trata-se de líquido retido. A retenção deixa apenas uma leve depressão por alguns segundos.

A distinção prática e teórica do que é gordura e do que é inchaço ajuda a descobrir o que de fato está acontecendo com a silhueta.

No caso da gordura, por exemplo, há aumento de volume das células adiposas, e não do nível de água e outros elementos. Por esse motivo, basta um toque para definir a razão do aumento das medidas.

A gordura localizada é resultante do sobrepeso; um acúmulo de tecido adiposo em determinadas partes, como quadris e abdômen. É reflexo de uma alimentação inadequada e do sedentarismo.

Infelizmente, tanto o inchaço quanto as gordurinhas depositadas levam a alterações na balança. Mas tente reparar se os números diminuem ou não entre uma semana e outra, sendo que o inchaço é capaz de aumentar o peso em até três quilos.

Ok, mas como resolvo isso?

Dicas para evitar o inchaço causado por acúmulo de líquido entre as células

• Procure manter uma alimentação balanceada, sem excesso de sal, principalmente. Dê preferência a produtos com ação diurética, alface, agrião, melão, melancia, abacaxi, maracujá, gengibre, couve, limão, hortelã e chá-verde.

• Evite: produtos alimentícios embutidos e processados e/ou em conserva. Por exemplo: carne defumada, queijo amarelo, patês industrializados, temperos prontos, margarinas e manteiga com sal, frituras, refrigerantes e doces.

• Beba pelo menos 2 litros de água por dia. Ao contrário do que muitos pensam, manter a hidratação auxilia no alívio da retenção.

• Pratique atividade física regularmente, pois ela ajuda a eliminar o excesso de água e impurezas.

• Procure ajuda junto a um especialista para verificar possíveis distúrbios hormonais ou alterações na pressão no caso do inchaço.

• Redobre os cuidados nas estações mais quentes, porque o calor tende a aumentar o edema. É que as células passam a expulsar mais líquido de seu interior, levando ao acúmulo do excesso entre elas.

• Se for possível, procure profissionais capacitados e passe por sessões de drenagem linfática para tratar e prevenir o inchaço. O procedimento permite transportar a linfa com mais rapidez, estimulando a eliminação do excesso de líquido que fica preso entre as células.

Outra vantagem da drenagem linfática é que ela previne a formação de celulite, pois ainda melhora a circulação e o metabolismo, potencializando a queima de gordura localizada e a redução de medidas.

Gordura X inchaço. O que está acontecendo, afinal? A dúvida aflige muita gente, mas hoje você aprendeu a diferenciar uma coisa da outra. Já é meio caminho andado para buscar formas de resolver o desconforto, certo?

Boa sorte! Até a próxima…

/* ]]> */