Frutas Nutrição

Malefícios da carambola: descubra os perigos de consumir a fruta

Bela e tão benéfica à saúde, é difícil acreditar que a carambola seja capaz de representar um perigo. No entanto, apesar do seu charmoso formato estrelar, o que faz com que a fruta seja conhecida entre os ingleses como a famosa star fruit, que quer dizer fruta estrela, em português, além de seus inúmeros nutrientes importantes para o funcionamento do corpo, a carambola pode ser responsável por quadros de saúde relativamente alarmantes para certas pessoas.

Devido à sua potente carga nutricional, que incluem vitamina A, vitaminas do complexo B, vitamina C, além de minerais essenciais como magnésio, cálcio, potássio, cobre, zinco, ferro e fósforo, incluir a fruta no cardápio de forma frequente pode trazer inúmeros benefícios à saúde, dentre eles:

  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Ajuda na perda de peso;
  • Controla a diabetes;
  • Protege o coração;
  • Aumenta a produção de leite materno;
  • Faz bem para o cabelo;
  • Combate micróbios;
  • Melhora a saúde da pele;
  • Ajuda na gravidez;
  • Previne o câncer;
  • Melhora a digestão;
  • Previne a anemia.

No entanto, vários estudos atualmente têm mostrado que, mesmo sendo tão importante dentro da nossa alimentação, a fruta também pode ser tóxica à saúde, graças à presença do ácido oxálico presente em sua composição. Essa substância é considerada altamente prejudicial a pacientes com doenças renais.

O que é o ácido oxálico?

O ácido oxálico nada mais é que um composto químico tóxico presente na carambola e em diversos outros alimentos. No entanto, o seu poder de toxicidade depende da quantidade em que é consumido dentro da alimentação. Quando em pequenas dosagens, que é o que acontece na maioria dos casos, o ácido oxálico não deve fazer nenhum mal à saúde.

E é aí que entram os malefícios da carambola, uma vez que a fruta, mesmo sendo saborosa e nutritiva, contém altas concentrações da substância, bem como em alimentos como o cacau e espinafre. Por este motivo, o consumo de carambola é contraindicado à pessoas com tendência ou já pacientes de cálculos renais, reumatismo, artrite, gota e osteoporose.

A explicação para isso é porque o ácido oxálico é considerado o principal causador de pedras nos rins e, ainda, a sua presença no organismo reage com os íons de cálcio e ferro, ajudando a neutralizar a ação desses nutrientes tão importantes e necessários à saúde.

E, especificamente no caso do cálcio, a reação pode ser ainda mais perigosa, uma vez que, além de neutralizar a ação deste mineral nos ossos, ainda pode ocasionar a formação do oxalato de cálcio, um sal de baixa solubilidade cujos cristais crescem nos rins e na bexiga na forma de “pedras” dolorosas, conhecidas como cálculos.

Estes últimos, por sua vez, são os principais responsáveis por causar a insuficiência renal e, em casos graves e não tratados adequadamente, levar à morte.

Quem não pode comer carambola?

De forma resumida, o consumo da carambola é proibido no caso de pacientes com cálculos renais, artrite, reumatismo, osteoporose e gota.

Pessoas saudáveis, sem qualquer problema relacionado aos rins ou ossos, podem consumir a fruta tranquilamente, sem riscos à saúde, desde que de forma moderada. O excesso no organismo também poderá levar ao desenvolvimento de cálculos renais.

Pacientes diabéticos também devem evitar o consumo da carambola, uma vez que têm tendência a desenvolver problemas renais. Algumas pessoas com hipertensão possuem problemas renais assintomáticos, de modo que a ingestão da fruta pode agravar o quadro.

Quais são os malefícios da carambola?

No caso de pacientes com problemas de saúde relacionados aos ossos ou rins, como é o caso daqueles que possuem cálculos renais ou osteoporose, reumatismo, artrite ou gota, por exemplo, podem sentir os seguintes efeitos colaterais ao consumir a fruta:

  • Dormência e fraqueza;
  • Soluços;
  • Convulsão;
  • Agitação;
  • Confusão mental;
  • Vômitos;
  • Morte.

Qual é a quantidade máxima da fruta que posso comer?

Ainda não há estudos que indiquem qual é a dose máxima de carambola a ser ingerida de forma correta na alimentação. Isso deve variar de acordo com a pessoa. Portanto, apenas cuide para não extrapolar nas unidades de frutas consumidas ao longo do dia ou semana.

Caso exagere na quantidade e passe a sentir quaisquer dos sintomas listados anteriormente, a recomendação é buscar ajuda médica imediatamente.

/* ]]> */