Frutas Nutrição

Malefícios da graviola: veja 10 perigos do consumo da fruta

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Em outro artigo aqui no blog, você já leu sobre a graviola e os inúmeros benefícios que ela pode trazer à saúde. Originária das Antilhas e de sabor agridoce, a fruta passou a servir apenas como alimento depois que vários estudos científicos comprovaram que as suas propriedades medicinais podem ser de muita utilidade para o bom funcionamento do corpo.

Além de conhecida como um remédio natural milagroso contra o câncer, o fato é que o consumo de graviola pode tratar e prevenir diversos outros tipos de doenças. Isso porque ela é rica em nutrientes essenciais, como é o caso do cálcio, ferro, magnésio, fósforo, zinco, potássio, cobre, além de vitaminas do complexo B (B1, B3, B2 e B6), vitamina C e folato.

Confira, a seguir, outros principais benefícios da graviola para a saúde:

  • Previne o câncer;
  • Ajuda a emagrecer;
  • Fortalece os músculos;
  • Combate câimbras;
  • Fortalece os ossos;
  • Evita a retenção líquida;
  • Combate inflamações;
  • Deixa a pele mais jovem, saudável e bonita;
  • Melhora o humor e o sono;
  • Previne a osteoporose;
  • Acelera o metabolismo;
  • Combate a hemorroidas;
  • Hidrata o corpo;
  • Evita infecções no trato urinário;
  • Mata piolhos;
  • Alivia dores de cabeça e enxaqueca;

No entanto, para obter todos os benefícios listados acima, é preciso saber como consumir a graviola corretamente, pois a sua ingestão inadequada pode causar uma série de efeitos colaterais, inclusive fatais. Quer saber quais são os malefícios da graviola para a saúde? Então, continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo e descubra por que você não deve ingerir essa fruta sem tomar alguns cuidados…

1 – Mal de Parkinson

Especialistas afirmam que as acetogeninas annonaceous presentes na composição da graviola podem auxiliar no combate às células cancerosas, já que estas possuem forte ação quimioterapêutica. Por outro lado, de acordo com um estudo publicado pelo Memorial Sloan-Kettering Cancer Center mostrou que os alcaloides extraídos da graviola podem provocar disfunções e degeneração neuronal, o que pode levar ao desenvolvimento da doença de Parkinson.

2 – Pressão arterial baixa

O consumo de graviola também pode levar à dilatação dos vasos sanguíneos e, com isso, provocar a pressão arterial baixa. A princípio, esse efeito seria ideal para pessoas que sofrem com a pressão alta, no caso, pacientes hipertensos, mas outras pessoas que não têm hipertensão podem ter sintomas indesejados ao ingerir a fruta.

3 – Intoxicação

A graviola, quando consumida de forma excessiva, pode levar a casos de intoxicação, uma vez que a sua casca possui a anonine e anonaine, que são duas substâncias ricas em ácido cianídrico. Este, por sua vez, é um composto incolor considerado altamente venenoso e, portanto, causador de intoxicações.

4 – Náuseas

Se for consumida de forma excessiva, a graviola também pode causar efeitos colaterais indesejados e incômodos, levando à sensação de mal-estar.  Dentre eles, é comum as pessoas sentirem náuseas, sedação e vômitos depois de ingerir altas quantidades da fruta.

5 – Toxicidade

Em alguns casos, a graviola também pode apresentar perigo de toxicidade, principalmente nas suas versões de chá, que é preparada com as folhas da fruta.

6 – Interação com medicamentos

Ao consumir graviola, você também pode fazer com que suas propriedades reajam com fórmulas de medicamentos, dentre eles, anti-hipertensivos, drogas depressoras cardíacas, vasodilatadores, inibidores da MAO e anti-depressivos, podendo aumentar ou reduzir o efeito desses no corpo.

7 – Mata boas bactérias

A ingestão de graviola também pode causar a morte de bactérias boas no organismo. Inclusive, o consumo da fruta a longo prazo pode matar bactérias úteis no nosso trato digestivo.

8 – Aborto

O consumo de graviola não é considerado seguro para mulheres grávidas. Isso porque as propriedades presentes na fruta podem causar contrações uterinas prematuras, levando ao aborto.

9 – Constipação

A graviola também possui propriedades que podem levar a casos de constipação. Portanto, apesar de ser bastante utilizada para tratar a disenteria, aqueles que não sofrem com esse problema podem ficar com prisão de ventre e desidratação ao consumir a fruta.

10 – Alucinações

Consumir graviola em quantidades exageradas também pode levar à alterações nervosa e, inclusive, causar alucinações.

Como você conseguiu perceber no decorrer desse artigo, apesar de a graviola ser bastante benéfica à saúde, a fruta precisa ser ingerida de forma moderada, principalmente em casos específicos, para não causar qualquer efeito colateral indesejado.

Afinal, tudo em excesso, até mesmo os alimentos vindos da natureza, pode fazer mal. Neste caso, a dica é pesquisar bem os efeitos das frutas antes de incluí-las no cardápio. Prevenir sempre será melhor do que remediar, concorda?!

Até a próxima!

/* ]]> */