Looks Moda

Moda Anos 80: Intensa, inovadora e eclética

Se você acha que é novidade juntar blazer com short e camiseta, saiba que não é… Na moda anos 80, essa tendência era muito comum.

Em 1980, as mulheres conquistavam cada vez mais espaço no mercado de trabalho. O blazer apareceu no guarda-roupas das executivas como forma de igualá-las aos homens.

A peça era quadrada, com ombreiras pesadas, bem diferente dos modelos de hoje. Mas logo começou a compor looks mais descontraídos.

E não foi só isso! Para entender um pouco mais sobre a moda oitentista, é preciso voltar no tempo e visualizar o final do período anterior, a moda anos 70. O panorama social e fashion dos últimos momentos da década de 1970 mais precisamente.

Em 1977, com o sucesso do filme “Os Embalos de Sábado à Noite, a discoteca estava com tudo, tendo no ator John Travolta a grande estrela. O personagem dele exibia conjunto de paletó e calça branca em uma das cenas mais memoráveis da produção, que virou hit em pouco tempo.

Naquele tempo, a ordem era dançar, dançar e dançar. Para isso, as pessoas usavam calças boca-de-sino e plataformas.

No Brasil, a moda Disco ganhou força com ajuda da novela Dancin’ Days, exibida em 1978 pela Rede Globo de Televisão. O destaque dela era uma mulher, Júlia, interpretada pela atriz Sônia Braga.

Ela ditava as tendências, que incluam meias soquete usadas com sandália e roupas metalizadas.

Enquanto a galera soltava o corpo com muito brilho e colorido nas danceterias, lá na Inglaterra, o marco de despedida dos anos 70 não tinha nada desse tom descontraído e alegre. O movimento Punk trazia tachas, alfinetes, jaquetas de couro e cabelos espetados.

A estética foi influenciada pela estilista Vivienne Westwood e Sid Vicious, ex-baixista da banda Sex Pistols, era o maior ícone do movimento.

O lema era “no future”, ou seja, sem futuro, traduzindo literalmente. Havia muito descontentamento entre os jovens ingleses. Insatisfações que eram representadas pela música acelerada e agressiva. A roupa acompanhava esse ritmo.

A moda anos 80: movimentos, música e expressão

Portanto, a moda anos 80 começou com essa mistura de situações, ideias, comportamentos e estilos.
O Punk, por sua vez, abriu caminho para outra tendência musical e visual que seria notada praticamente durante toda a década, o New Wave.

Na verdade, há quem diga que este movimento começou ainda no final dos anos 70, lá nos Estados Unidos, juntando elementos do Punk e do chamado Glam Rock andrógeno.

Na prática, isso significava vestir coisas vibrantes, cítricas, muito chamativas, mas com os cabelos espetados e cheios de gel, além de looks com uma pegada masculina.

A moda anos 80 que trazia essa vibe teve como ícones as cantoras Nina Hagen, Cyndi Lauper e as bandas Talking Heads, B-52’s e Blondie.

A estética New Wave era colorida, fluorescente. Em conjuntos ou peças misturadas, o importante era brincar com as tonalidades e os materiais das roupas e acessórios.

Os tecidos, que já vinham em pleno processo de inovação na década anterior, ficaram cada vez mais surpreendentes. O strech, que é usado até hoje, foi um dos hits oitentistas. Naquele tempo, proporcionava um ar futurista às peças. Quem diria…

Impossível falar da moda anos 80 sem lembrar dos astros do pop Michael Jackson e Madonna, grandes influências no cenário fashion.

O primeiro caprichava em jaquetas extravagantes, cheias de zíperes. Já Madonna abusava do tule, ombreiras, minissaias, leggings, meia arrastão e make pesada.

A moda anos 80 vai muito além…Também teve espaço para a moda aeróbica e suas polainas, roupas de lycra e colantes. Afinal de contas, não bastava estar bem-vestido e ser bem-sucedido; era preciso ter um corpo bonito e saudável para alcançar o sucesso pleno.

Os anos de 1980 tinham como marca o exagero, a ostentação, o luxo, o poder e o status. Com certeza, uma palavra só não conseguiria definir um período tão intenso que continua atraindo olhares até os dias de hoje.

Vejo você no próximo post!

/* ]]> */