Exercícios Saúde

Musculação feminina: tire todas as suas dúvidas aqui!

Musculação feminina
Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Há alguns anos, não era muito comum ver o público feminino treinando nas salas de musculação, e sim mais presente nas aulas aeróbicas, de spinning, pilates e alongamento, por exemplo.

Isso acontecia devido a alguns conceitos errados que pregavam que a musculação deixaria a mulher sem curvas e com músculos exageradamente definidos, acabando com a feminilidade do corpo.

No entanto, quem frequenta a academia atualmente, sabe que esse cenário mudou. É cada vez mais comum vermos mulheres que se conscientizaram de que é possível praticar a musculação conservando uma silhueta delicada e feminina. E mais, que a musculação feminina pode trazer muitos outros benefícios para o corpo e saúde, que vão muito além do ganho de massa magra.

Se você ainda não se rendeu à musculação feminina, leia este post, onde derrubamos falsos conceitos sobre a prática, mostramos os benefícios da musculação para a saúde e ainda damos dicas de treino. Confira!

O mito da masculinização

Como dissemos acima, um dos principais motivos que afastava as mulheres das salas de musculação das academias era o conceito equivocado sobre a prática, que pregava que mulheres que praticassem a musculação ficariam com o corpo masculinizado, ou seja, com músculos exageradamente grandes e definidos, sem as curvas que tanto caracterizam o corpo feminino e que conferem delicadeza e feminilidade à mulher.

Isso não passa de um grande mito. Em primeiro lugar, o organismo da mulher não produz a testosterona – hormônio masculino que, entre outras funções, está relacionado ao desenvolvimento dos músculos – em quantidade significativa, o que impede o alto grau de desenvolvimento dos músculos.

Além disso, um corpo extremamente musculoso é resultado de uma rotina de treino muito intensa, além de dieta específica e suplementação.

Outro mito bastante comum é que aderir a musculação feminina engorda. Isso não é verdade. Músculo e gordura são estruturas diferentes. O músculo é mais denso e firme, já a gordura é um tecido mole e amorfo. Adquirir músculos deixa as formas bem definidas e modifica o corpo, mas não significa ganhar peso.

Portanto, não se preocupe! Quando praticada de forma correta e com a orientação adequada, a musculação feminina não engorda e não faz os músculos se desenvolverem de forma exagerada. Pelo contrário! Na verdade, ela traz muitos benefícios para o corpo e saúde, como veremos a seguir.

Benefícios da musculação feminina

A prática da musculação promove o ganho de massa magra, o que aumenta a capacidade do corpo de queimar gordura corporal.

E apesar do emagrecimento estar mais relacionado aos exercícios aeróbicos, a musculação também ajuda a perder aqueles indesejáveis quilinhos e a queimar as gordurinhas localizadas. Para ter ideia, em um treino leve de musculação é possível eliminar cerca de 300 calorias.

Além disso, a prática da musculação ainda tonifica os músculos, combate a flacidez, melhora a postura e deixa sua silhueta mais definida.

E a saúde também só tem a ganhar com a musculação. Ela ajuda a reduzir o colesterol, melhora o fluxo sanguíneo e é uma grande aliada no combate à osteoporose, já que os exercícios fazem com que os ossos absorvam melhor o cálcio e fiquem mais resistentes.

Dicas de treino para mulheres

Para você que já está convencida dos benefícios da musculação feminina e deseja aderir a pratica, veja algumas dicas importantes para o treino:

  • Consulte e tenha o acompanhamento de um profissional. Ele saberá recomendar os exercícios mais adequados para o seu perfil e objetivo;
  • Não exagere. Uma hora de musculação diária é suficiente. Se quiser estender o treino, adicione mais 30 minutos de exercícios aeróbicos;
  • Não treine o mesmo grupo muscular dois dias consecutivos. Alterne os treinos de membros superiores e inferiores, pois é no descanso que ocorre o crescimento muscular;
  • As séries e repetições variam de acordo com o objetivo de cada mulher, mas de uma forma geral, na musculação feminina, costuma se usar repetições maiores, com cargas menores;
  • Diversos exercícios podem ser feitos, de acordo com os objetivos de cada mulher, mas os mais comuns são: agachamento, elevação pélvica, abdução de coxas, abdominais, rosca e elevação lateral.

Por fim, vale lembrar que antes de iniciar qualquer atividade física, é importante realizar uma avaliação física a fim de identificar seus limites, possibilidades e objetivos. Assim, é possível montar um treino de musculação feminina que esteja adequado ao seu perfil.

Você já se rendeu à musculação feminina? Converse com um profissional e comece a praticar agora mesmo!

/* ]]> */