Maternidade

O que é doula? Conheça a profissional de apoio e atenção à gestante

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

A doula é um tipo de profissional que vem ganhando espaço entre as gestantes. Embora pareça uma coisa nova, a história da doulagem é bem mais antiga do que parece.

Neste artigo, conheça mais sobre a profissional que dá suporte emocional, informa e encoraja a gestante que quer fazer o parto normal.

Doula é tradição:

O papel de doula é bem mais antigo do que se imagina. Na época em que se fazia partos em casa, com a ajuda de uma parteira, geralmente uma mulher da vizinhança que possuía mais conhecimentos e experiência, a doula não era uma profissional contratada.

Naquele tempo,ainda não havia muitos conhecimentos de medicina, o que infelizmente não permitia que as parteiras conseguissem lidar com alguns tipos de complicações do parto e pós-parto.

O parto era um evento natural na vida da mulher e que era vivido em família. As mulheres da família, que já eram mães, davam o apoio, compartilhavam experiências e informavam a gestante.

A mulher grávida era auxiliada por outras mulheres como ela, que também a ajudavam a lidar com a dor e ter coragem de enfrentar as contrações, afinal não havia outra opção, não é?

Depois que o parto passou a ser realizado no hospital, a figura da parteira praticamente desapareceu. O médico passou a ser a figura central da sala de parto, ficando responsável por tomar todas as decisões.

Aos poucos, as mulheres perderam a tradição de passar as informações de uma geração para outra. As mães de repente não tinham tanta propriedade para confortar ou dar informações para suas filhas que iam parir.

Assim, se perdeu o domínio das mulheres sobre o parto, assim como toda a rede de apoio que existia antes.

A mulher que serve:

Foi só na década de 1970, lá nos Estados Unidos, que surgiu a figura da Doula. Doula significa “mulher que serve”. Esse nome é dado a toda mulher, sem formação na área da saúde que escolher conhecer mais sobre o que é parir e ajuda a gestante em tudo que ela precisa: a obter informações baseadas em evidências científicas sobre a gestação e o parto, a lidar com a dor do parto, a conseguir se sentir mais forte e enfrentar seus medos…

É uma assessoria psicológica e afetiva também. São mulheres unidas em prol da geração de uma nova vida, se fortalecendo, resgatando o poder do feminino.

A doula nunca vai assumir tarefas de médico, enfermeira ou parteira. Ela está no ambiente do parto apenas para assegurar o bem-estar da gestante.

Durante o trabalho de parto, o médico ou a parteira estão preocupados com a saúde física do bebê e da mãe. A enfermeira coleta as informações para o médico ou parteira, como pressão arterial, batimentos cardíacos do bebê, dilatação, entre outros detalhes.

A auxiliar de enfermagem está ali para ajudar a enfermeira com seus afazeres.

Quem cuida do bem-estar psicológico da gestante? Quem zela por sua segurança, tranquilidade? Quem a ajuda a lidar com a dor?

Essa pessoa é a doula.

Quanto Custa?

Existem doulas que atendem pelo SUS em algumas cidades. Também há algumas profissionais que trabalham como voluntárias ou fazem atendimento solidário para gestantes que não possuem condições de pagar.

Mas, geralmente, os serviços da doula por toda a gestação custam de R$1 mil reais até R$3 mil reais. Depende muito da experiência e de como a doula vai atender a gestante.

A doula costuma fazer consultas com a gestante para tirar dúvidas e acompanhar a gestação, dando apoio sobre os medos e inseguranças relacionadas à gestação, parto e pós-parto.

A profissional também acompanha a gestante durante todo o trabalho de parto e parto. Ela presta atenção ao bem-estar da gestante durante todo o processo, ajuda a lidar com a dor de várias maneiras não farmacológicas, encoraja, conversa… enfim, é uma companheira fiel.

Algumas doulas ainda trabalham com uma substituta, caso aconteça de ela estar atendendo outra gestante no mesmo momento. Isso é raro, mas pode acontecer. Por isso, é importante que a gestante conheça e tenha entrosamento com a doula substituta.

Curso para doula, existe?

Para as mães, tias, irmãs, primas ou até amigas das gestantes que querem ter a honra de ser doula de uma mulher próxima, há cursos de formação de doulas em diversas cidades do Brasil.

Nesses cursos, a aspirante a doula é apresentada a um panorama geral da gestação e do parto de uma perspectiva humanizada, que coloca a gestante como protagonista do processo.

Apenas o curso não basta, uma mulher que quer ser doula deve estar constantemente se informando.

Como contratar uma doula?

O ideal é procurar centros de apoio à gestante na sua cidade. Essas organizações podem ser privadas ou estatais e promovem o conhecimento baseado em evidências científicas para fortalecer mulheres que querem parir seus filhos.

Nesses centros é possível conhecer doulas e saber mais sobre os seus serviços.

Para contratar a doula, é importante perceber se há uma conexão e uma confiança real entre a gestante e a profissional, afinal, o parto é um momento delicado e a mulher que vai ajudar a grávida deve ter uma conexão forte com ela.

Outro item essencial é a experiência. Saiba quanto tempo a doula possui de experiência e converse com gestantes que ela atendeu.

Se você tiver alguma indicação dada por alguma pessoa de confiança, melhor ainda!

 

A doula é uma figura muito importante para a gestante, pois é a única profissional que está presente no parto apenas para assisti-la. Além disso, a doula é essencial para que a grávida se sinta segura para exigir respeito em locais onde o parto não é humanizado.A doula empodera a gestante.

E aí, ainda possui dúvidas sobre a doula? Escreva nos comentários!

Veja também: 8 lindos vídeos de parto normal que vão te emocionar

/* ]]> */