Curiosidades Flores

Orquídeas: Curiosidades e Dicas de Cultivo

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

A primavera é a estação delas, as flores. E não tem como falar de flores sem falar das orquídeas, de seu multicolorido, curiosidades e dicas de cultivo. Afinal, o florescimento depende muito de sua adaptação ao ambiente, e não somente da época do ano.

Para manter as sensíveis orquídeas saudáveis e lindas, é preciso reforçar os cuidados com a drenagem no vaso, investir em fertilizantes e não esquecer de regar as folhas.

Um detalhe importante: é necessário conhecer o tipo de orquídea para adequar os cuidados.

Falta ou excesso de luz, água demais, substratos errados e mudanças no local de cultivo são aspectos capazes de comprometer os brotos. Ou seja, orquídeas exigem atenção!

Outras dicas de cultivo das orquídeas

cultivo-de-orquideas-12

• Prefira os vasos de barro, pois eles são porosos, favorecem a drenagem da água e, portanto, evitam que as raízes da planta apodreçam – ao contrário dos vasos de plástico.

• Jamais deixe a planta ultrapassar o limite do vaso. A dica é manter a orquídea dois dedos para dentro da superfície.

• Evite trocar a planta de vaso sem perceber de que lado surgem os brotos novos, também chamados de “parte da frente”. Eles precisam ficar livres, sem encostar na parede.

• Lembre-se de colocar nó de pinho ou placas de madeira na orquídea, para conservar a água por mais tempo e ainda decorar o vaso.

• Esterilize a tesoura antes da poda com um maçarico portátil ou a chama do fogão. Deixe o objeto esfriar antes de aparar a orquídea. O ideal é esterilizar o equipamento de novo se for podar outra planta, impedindo a transmissão de doenças.

• Aplique canela em pó depois de podar as orquídeas para cicatrizar naturalmente a planta.

• Fique de olho nas manchas na folhagem – que podem ser sinal de praga. Geralmente, detergente líquido diluído em água e borrifado nas folhas e raízes ajuda a resolver o problema.

Caso a infestação seja grande, aplique o sabão puro. Em seguida, deixe a planta na sombra, lave e replante.

• Troque de vaso depois de eliminar pragas. Se não for possível, lave bem o recipiente com cloro seguido de detergente neutro, enxaguando bastante antes de devolver a orquídea a ele.

• Saiba interpretar a coloração das folhas: muito escura quer dizer que está faltando luz. Então, troque a orquídea de lugar.

O recomendado é que a planta fique em local no qual seja possível tomar banho de sol até 9 h da manhã ou depois das 16 h. Do contrário, ela não vai florescer.

cultivo-de-orquideas-5

• As orquídeas também podem ser cultivadas no tronco das árvores que não façam sombra muito densa, como as mangueiras, por exemplo. Mas atenção: quando a planta florescer, não poderá ser levada para dentro de casa.

• Outra recomendação de plantio das orquídeas é que seus vasos fiquem o máximo possível no mesmo lugar e na mesma posição.

• Use placas para anotar o nome da espécie e o período da última floração.

• Plante orquídeas compatíveis com a região onde você vive, as que já foram catalogadas nela.

• Como as orquídeas florescem uma ou, no máximo, duas vezes por ano é interessante ter várias espécies diferentes, pois os ciclos de floração serão diversificados. Resultado: maior chance de ter sempre alguma bela flor por perto.

• Plante suas orquídeas em locais arejados, porém, sem exagero na ventilação, para não derrubar os vasos e prejudicar as flores.

As orquídeas são associadas à sofisticação. Donas de uma beleza única, elas fascinam gente no mundo inteiro.

Existem mais de 1,8 mil gêneros de orquídeas, sendo que o total de espécies pode ser algo em torno de 35 mil.

Que tal escolher a sua e aproveitar as dicas de cultivo de hoje para deixar seu ambiente ainda mais agradável e encantador?

Boa sorte! Até breve…

Veja também:

/* ]]> */