Pele Saúde

Queloide: O que é? Como tratar?

Queloide o que é tratamento

Quando a pele é machucada, um tecido fibroso, chamado de tecido cicatricial, forma-se sobre a ferida para reparar e proteger o machucado. Em alguns casos, este tecido cresce demais, formando marcas na pele chamadas de queloide.

Uma queloide pode ser muito maior do que o machucado original que a ocasionou. Elas são mais comuns no peidos, nos ombros, nas orelhas e nas bochechas. No entanto, podem afetar qualquer parte do corpo.

Embora a queloide não seja necessariamente um risco à saúde, pode gerar desconfortos – especialmente estéticos.

Sintomas da queloide

O sintoma da queloide é seu próprio aparecimento. Por isso, é necessário identificar quando um tecido já não configura uma cicatrização normal sobre o machucado. Os sintomas da condição podem incluir:

  • Uma área bem definida com a cor da pele, ou mais avermelhada ou rosada;
  • Área com tecido protuberante, geralmente rugoso, destacando-se da pele;
  • Área na qual o tecido segue desenvolvendo-se além da própria cicatriz, com o tempo;
  • Uma área de pele que coça sobre a cicatriz (em estágios iniciais);

Causas da queloide

A mais parte das lesões na pele podem contribuir para o surgimento de queloides. Isso inclui queimaduras, arranhões, cortes, cicatrizes de acne e sarampo, locais de vacina, etc. Estima-se que cerca de 10% da população apresente queloides em algum nível.

Homens e mulheres são igualmente afetados pela condição. Sabe-se, também, que alguns tipos de peles são mais propícias a desenvolver queloides. É o caso de quem possui ascendência africana, latina ou asiática, por exemplo.

Outros fatores de risco para o desenvolvimento da condição são a idade (abaixo dos trinta anos) e a gravidez. Há, ainda, o fator genético. Pessoas cujos pais apresentam a condição possuem chances muito maiores de desenvolver queloides. O gene que determina esta característica em pessoas já é, aliás, bem conhecido pela medicina.

Pessoas que sabem ter a condição na pele, ou está em diversos grupos de risco, devem evitar situações que causam cicatrizes. É o caso de piercings, tatuagens ou pequenas cirurgias estéticas.

Quando buscar auxílio médico

A queloide geralmente não requer atenção médica. No entanto, é válido buscar auxílio se o crescimento do tecido for contínuo, ou gerar mais sintomas. Também é necessário buscar por ajuda se você deseja a remoção das marcas.

Queloides de crescimento descontrolado podem ser indício de câncer de pele. Após o diagnóstico visual da condição, médicos podem pedir por uma biópsia do tecido, para descartar outras condições mais graves. O procedimento consiste em retirar uma pequena amostra do tecido para analisá-lo, em busca de células modificadas.

Tratamento para queloide

A decisão do tratamento de uma queloide é complicado. Como consiste no processo exagerado de reparo do corpo, nada garante que uma queloide não crescerá no local da cirurgia que retirou o tecido. Se isso acontecer, a tendência é que o novo tecido cresça ainda maior que o anterior.

Se a escolha for o tratamento, ele provavelmente iniciará por métodos menos invasivos. Em geral, estes são as aplicações de pressão ou injeções sobre o local. Estes tratamentos requerem aplicação cuidadosa e frequente, para gerarem resultados. A expectativa é que eles auxiliem a diminuir ou tirar o volume da queloide.

Em casos mais extremos, a remoção cirúrgica pode ser uma opção. É necessário analisar, no entanto, os riscos de a condição aparecer no mesmo lugar de onde foi removido.

Comentar

/* ]]> */