Looks Moda

Shirtdress: confira dicas de como se jogar na tendência

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Sabe aquela camisa linda do seu namorado? Ou camiseta, ou cinto, ou qualquer coisa que é de homem, mas você toma posse e agora é seu? Foi isso o que aconteceu com a shirtdress.

A ideia do shirtdress não é novidade. Uma pesquisa rápida na internet vai te mostrar modelitos fofos que são totalmente vintage, diretos dos anos 1940 e 1950. Dá até para ver a tela do cinema, aqueles filmes em preto e branco, uma hora era filme de guerra, na outra, ETs cabeçudos raptavam lindas donzelas, e nos westerns, com tiros para todos os lados, lá estavam elas, as lindas mocinhas em suas shirtdress que não marcavam as formas femininas por puro medo da sensualidade, mas que hoje se tornaram quase um fetiche de tão charmosas que são.

O estilo foi revisitado nos anos 1970, dessa vez, com cintos de todos os tipos, para marcar a cintura. Algo como pegar o shirtdress comportado de do tempo da mamãe e colocar nele a rebeldia da época que descobriu que mulher também gosta de sexo.

E como a moda volta de tempos em tempos, o shirtdress também voltou e agora, dá para apostar nos novos cortes, mais folgados, leves, com cinto ou sem cinto, alguns com um laço para servir de cinto, no mesmo tecido do shirtdress, para amarrar na cintura e dar um ar levemente sensual, mas com todo o charme e graça de um sorriso numa manhã de primavera.

A moda hoje é pegar tudo o que já aconteceu, colocar em cima e criar uma moda nova, uma com a qual a gente se identifique. Vale o vintage, vale o retrô, vale o inovador, vale a releitura. Então, claro que podemos usar umas roupas masculinas, reaproveitar o shirtdress e fazer uma moda bem pessoal.

Usar shirtdress é fácil para o dia, num passeio, num dia mais quente. Meia estação, com alguns acessórios. Vai bem se esfriar. Mas os materiais do shirtdress são de seda, cotton, algodão, camisaria. Se esfriar muito e você tiver que colocar casacos ou jaquetas, o look fica comprometido.

O shirtdress pode ser muito elegante para um dia de sol, uma ocasião informal, mas acertar o estilo para o trabalho é mais complicado. Por ser soltinho demais, pode parecer muito à vontade no escritório. Nem todos os lugares dão essa liberdade às funcionárias.

E como a produção é para ser leve, vai bem acompanhar o shirtdress com sapatilhas, tênis sem cadarço, sandálias abertas, até sandálias de salto mediano e sapatinhos abertos. O peep toe também é companheiro dessa produção.

Botas e cintos grandes, sapatos, fechados, tamancos e botinhas podem ser destoantes. Atenção aqui porque o shirtdress é um traje de poucos e bons amigos. Não se mistura com qualquer um e a palavra-chave é leveza.

Para o trabalho, uma estampa mais clássica, lembrando mesmo os anos 1970 vai bem. E você pode apostar nas linhas ou faixas verticais, que emagrecem. Muito estampado, só se você trabalhar em um lugar muito informal e tranquilo. Sabe como é, ambientes de trabalho nasceram num mundo cinza ou preto e branco. Os bigodes brancos do chefe ficam ouriçados quando ele vê muita cor.

E para as amigas plus, sempre tem o shirtdress que ajuda a valorizar o rosto, a elegância e o bom gosto. É a hora em que você vai usar aquele sapatinho lindo, com cor contrastante à roupa, vai usar um corte reto e se sentir bem, vai marcar de leve a cintura com o laço feito no mesmo material e cor do vestido, pode colocar um casaquinho leve no final do dia ou até um blazer, mas lembrando que a ideia é fazer o visual parecer folgado. É para ser elegante e discreto.

O shirtdress tem muitas variações. Algumas acabam transformando a peça em um vestido longo, com estilo de roupa social. Uns são com mangas, a maioria, mas você já deve ter visto muito vestido estilo colete e saia, tudo numa única peça e ficou sem saber o nome. Amiga, pode chamar de shirtdress que eu duvido que alguém tenha um nome melhor.

O importante é lembrar que seja passeio no parque ou trabalho, o ideal é combinar leveza com leveza, vestido com sandália, salto mais tradicional e pensar em ser mais conservadora no estilo. Neste look, o bonito é ser elegante com jeitinho de comportada. Quer mostrar personalidade forte? Tente um acessório discreto que passe o recado. Mas poxa, se você queria causar, escolheu o shirtdress por quê?

Se sua ideia for mesmo mostrar um visual mais explosivo, tente uma camisa de banda bem longa, com casaquinho ou jaqueta, abuse do preto e de acessórios brilhantes, sapato fechado ou botinha, e complete o visual com uma bolsa nada comportada e pronto! Você ainda vai ter leveza no estilo, mas com um ar bem mais apimentado que o comum em um shirtdress.

E para quem tinha medo de usar botas longas ou até as Over the Knee com o visual shirtdress, o conselho é cuidar para não pesar demais. Bota chama muito a atenção, então, o visual vai ser mais monocromático. Vai ser bom se a cor das botas for discreta, um tom pastel, talvez. E para usar uma Over the Knee, cuidado para não mostrar demais as pernas. Shirtdress, botas Over the Kenee e perna de fora são perigosos juntos. E o mesmo cuidado aqui serve por causa do visual. Se você quis se vestir assim, precisa respeitar o look. Se quer mudar tudo, vá lá e tente. Se der certo, manda a foto pra gente, vamos adorar desconstruir as regras e mostrar o quanto você é criativa, amiga!

E para encerrar, é sempre com achar uma produção para os dias de zero criatividade, que cai bem em meninas com ou sem curvas, que agrada pela facilidade e beleza, e que, não importa sua cor, altura ou cintura, vai agradar, mostrar a todos o seu bom gosto e valorizar o seu rosto, olhos e as palavras que saem da sua boca.

Pode usar shirtdress quando quiser chamar a atenção para quem você realmente é e faça bonito!

Beijinhos!!

/* ]]> */