Curiosidades Saúde

Soluço: causas e soluções

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

O soluço é uma contração breve e involuntária do músculo do diafragma, que pode gerar incômodos bastante desagradáveis para quem sofre do problema. À medida que o músculo contrai-se repetidamente, a abertura entre as cordas vocais sofre um estalido.

Este movimento gera um fluxo de ar que origina o som do soluço. Além disso, a irritação dos nervos que vão do pescoço ao peito pode gerar o soluço. Embora seja, muitas vezes, associado a uma variedade de problemas (algumas vezes bastante graves, como é o caso da pneumonia, ou da falência dos rins), os soluços – por si – não representam uma ameaça ao corpo. Além disso, nem sempre possuem uma razão clara para ocorrer.

Em raras ocasiões, sua presença pode causar problemas de saúde, interferindo na habilidade de falar. Em casos ainda mais raros, o soluço pode chegar a causar impedimentos para a pessoa alimentar-se e dormir.

Entenda mais sobre o soluço, suas possíveis causas, e o momento em que tornam-se uma condição médica:

Causas do soluço

Em geral, associa-se o soluço a um estômago muito cheio. Quando esta é a situação, a tendência de soluços e arrotos curtos aumenta significativamente. O estômago cheio pode ser causado por uma refeição ingerida muito rapidamente, excesso de ingestão de álcool ou muito ar engolido.

Também associa-se a condição ao tabagismo. Além disso, mudanças súbitas na temperatura do estômago, como a ingestão de duas bebidas com temperaturas extremas e contrárias em sequência, pode gerar o problema.

Muitas pessoas, ainda, apresentam o soluço em situações de estresse, excitação ou momentos emocionalmente intensos.

Quais são os sintomas do soluço?

Os sintomas do soluço são bastante óbvios, sendo quase auto-explicativos. Soluços podem ser descritos como espasmos breves e constantes do diafragma, repetindo-se durante alguns segundos ou minutos.

É bastante raro que durem por mais de alguns minutos em pessoas com  a saúde adequada. Se seu soluço durar por horas ininterruptas, é importante buscar por auxílio médico.

Qual é o médico responsável por tratar soluços?

Como os soluços raramente são, por si só um problema, não há uma especialidade necessariamente focada neles. Você pode consultar o médico ou médica que geralmente consulta para assuntos gerais, e crianças podem ir ao pediatra.

Em alguns casos, onde a situação demonstre-se verdadeiramente grave, pode ser necessário consultar um otorrinolaringologista. Algumas vezes, a solução está na área de um gastroenterologista (responsável pelo sistema digestivo), um neurologista, um pneumonologista ou, até mesmo, um psiquiatra.

Qual é o momento em que deve-se buscar ajuda médica

Uma pessoa deve buscar ajuda médica em função de seu soluço quando ele for crônico e/ou persistente. Isso quer dizer: quando durar mais do que três horas, afetar a capacidade de dormir e comer normalmente, ou causar refluxo e vômitos.

Sempre que a duração exceder este período, ou acompanhar dores, febres, falta de ar ou qualquer outro sintoma anormal, a atenção médica é necessária.

Como é feito o diagnóstico do soluço?

Na verdade, o diagnóstico feito é em busca da causa deste soluço. Os testes de laboratório raramente são necessários, a menos que haja desconfiança de que o soluço seja sintoma de outro problema.

Por isso, os testes realizados serão relativos às possíveis condições médicas associadas ao soluço. Os testes para diagnosticar estas condições serão o que se entende como o “diagnóstico dos soluços”.

Como livrar-se dos soluços?

soluço

Há uma variedade de remédios caseiros que podem resolver o problema de soluços. Os clássicos envolvem prender a respirar e beber um copo de água rapidamente. A ciência por trás destas soluções está em acumular dióxido de carbono no sangue, estimulando o corpo a parar com os soluços para dar atenção à questão.

Quando for necessário efetivamente buscar por ajuda médica, as soluções serão relacionadas ao problema associado. Neste caso, o tratamento do soluço será consequência do tratamento da doença.

Veja também:

Comentar

/* ]]> */