Beleza Estética

Talassoterapia combate dores, estresse, celulite e gordura localizada; saiba mais

Olhar para o mar já é, por si só, algo prazeroso e relaxante. Imagine, então, desfrutar dos recursos terapêuticos dele, que vão além da visão. É o que acontece na Talassoterapia, uma forma antiga de aproveitar as propriedades curativas do mar. Eu explico tudo isso e muito mais no post de hoje!

O que é a Talassoterapia?

Aliviar o estresse conta muito, porém, as virtudes marinhas abrangem os mais variados problemas de saúde e desconfortos.

Na verdade, a Talassoterapia é um método conhecido pelos antigos gregos como forma terapêutica e medicinal. A palavra ‘thalassa’ significa mar, e ‘terapia, cura.

Os chineses também desfrutam de seus benefícios há cerca de 4.000 anos, embora possam ter dado outros nomes. Eles retiram de algas vermelhas substâncias com propriedades curativas.

A Talassoterapia é uma forma de revitalização física e mental por meio da utilização da água do mar, algas e lamas marinhas, tudo com supervisão médica e em ambiente especialmente preparado.

Além disso, recursos como calor, procedimentos de balneoterapia e massagens favorecem a absorção dos sais minerais por nossa pele. Com isso, ocorre o processo natural de remineralização – o que é bastante benéfico para a saúde.

Como fazer?

Atualmente, a Talassoterapia é empregada no tratamento de problemas como gota, artrite, artrose, osteoporose, nevralgia e reumatismo, entre outros. Basta mergulhar o paciente em uma banheira contendo os elementos encontrados no mar.

Existe, ainda, a opção de simular o contexto marinho com água potável e uma pastilha efervescente que possui as características dele. Algo que inclui não somente o sal comum (cloreto de sódio), mas também uma variedade de minerais.

Para completar as sensações que só a Talassoterapia pode proporcionar, acrescente o ozônio presente na refrescante brisa do mar, a umidade alta e revigorante, a helioterapia ou a própria luz do sol e a areia do mar cheia de substâncias químicas da água marinha.

A abundância em oligoelementos e íons faz da Talassoterapia uma intensa maneira de potencializar o metabolismo humano, pois ela atua como desintoxicante, bactericida, laxativa e anti-inflamatório.

Benefícios

Confira as principais ações da água do mar sobre nosso organismo:

• Ativar a circulação do sangue – a água marinha estimula o fluxo sanguíneo nas artérias e veias, aliviando a sensação de pernas cansadas.

• Auxiliar no tratamento da Psoríase e outros problemas de pele, uma vez que limpa, desintoxica e favorece a saúde da epiderme.

• Diminuir dores – a água do mar conta com ação analgésica, especialmente em dores crônicas ou agudas na coluna vertebral e extremidades.

• Melhorar a respiração – é recomendada para promover importantes melhorias na respiração, principalmente em quadros de infecções nas vias respiratórias superiores.

• Reduzir o estresse – a água marinha, somada a técnicas relaxantes de massagem, serve para combater insônia, fadiga, esgotamento físico e até depressão.

Leia também: Conheça aqui 9 alimentos que combatem o estresse

Benefícios da Talassoterapia na estética

Como se não bastassem todas as vantagens citadas anteriormente, existem ainda os benefícios da Talassoterapia para perder barriga e combater celulite. Para isso, é preparado um banho de imersão ou bandagem umedecida em um talasso-cosmético dissolvido em água quente.

Na primeira técnica, a pessoa permanece dentro da banheira com água do mar quente, elementos marinhos e jatos de ar no local a ser tratado. O procedimento dura aproximadamente 30 minutos.

No segundo caso, o paciente passa por uma esfoliação da pele para, em seguida, receber as bandagens nas áreas do corpo que precisam de tratamento.

A Talassoterapia para gordura abdominal e celulite é realizada em clínicas de estética. Geralmente, são necessárias de 5 a 10 sessões para notar os resultados.

Ela contribui para a redução de medidas porque favorece a drenagem linfática, a quebra dos nódulos de gordura e a eliminação de toxinas que provocam o inchaço.

Então, já tinha ouvido falar da Talassoterapia? O que achou? Deixe seu comentário!

Até breve!