Maternidade

Conheça aqui como é feito o teste da orelhinha

Os bebês recém nascidos devem realizar uma série de exames para ajudar a tratar possíveis problemas de saúde o mais cedo possível. Exames como o teste do pezinho e o teste da orelhinha devem ser feitos nos primeiros dias de vida.

O exame da orelhinha é essencial para detectar falhas de audição o mais cedo possível para que a família possa se adaptar e proporcionar um ambiente saudável para o desenvolvimento da linguagem e também para o aprendizado da criança não ser prejudicado.

Neste artigo, tire suas dúvidas sobre o exame e saiba como ele é feito.

Veja também: Teste do pezinho: conheça os tipos e saiba como ele funciona.

Quando deve ser feito o teste da orelhinha?

O teste da orelhinha também é chamado de triagem auditiva neonatal. Deve ser feito no recém-nascido nos primeiro dias de vida. Alguns hospitais realizam o teste ainda na maternidade, antes que o bebê e a mãe recebam alta.

No entanto, alguns hospitais disponibilizam o exame junto com o teste do pezinho e do olhinho.

Segundo a Lei Federal nº 12.303/2010, todas os neonatos possuem o direito de fazer o teste da orelhinha gratuitamente.

Onde fazer?

O exame pode ser feito pelo Sistema Único de Saúde, nestes casos é importante se informar no posto de saúde no qual sua família é atendida.

Nos convênios, o exame é realizado antes da alta na maternidade ou é marcada uma consulta exclusivamente para a realização do exame.

Como é feito o teste da orelhinha?

Este exame é indolor e muito rápido. Quanto mais calmo estiver o bebê, mais rápido é possível concluir o procedimento.

O profissional geralmente utiliza um aparelho portátil que que faz uma análise das Emissões Otoacústicas, que é a mais recente tecnologia para detecção de problemas auditivos em bebês.

O aparelho emite ondas sonoras e capta como o ouvido reage a elas. Caso o aparelho haja alguma anormalidade, então o aparelho indicará que há algum problema auditivo no bebê.

O que fazer após o teste?

Caso seja detectado algum problema, o bebê deverá fazer um acompanhamento com um otorrinolaringologista, realizar exames complementares e, assim, obter o diagnóstico mais preciso sobre o problema.

O teste da orelhinha é muito básico e pode detectar desde problemas de audição graves, até otites comuns, que são inflamações que podem acontecer no ouvido do bebê e não representar a perda da audição, se tratados adequadamente.

A audição do bebê começa a funcionar desde o 6º mês da gestação e amadurece completamente por volta do 2º ano de vida. Por isso, é muito importante ouvir música e interagir muito com o bebê para auxiliar nesse processo.

Veja também: Teoria da extero gestação: 6 dicas essenciais para acalmar o seu bebê nos primeiros meses.

/* ]]> */