Nutrição

Tipos de sal: conheça as diferenças e benefícios deles

Siga nosso dia-a-dia no insta! Clique aqui para acessar nosso perfil.

Comer bem é um prazer essencial para muitas pessoas. Porém, nem sempre a tarefa é fácil. Para comer e ficar bem satisfeita, é preciso cozinhar com amor e temperar os alimentos de forma que fiquem não só atraentes aos olhos, mas também saborosos ao paladar. Afinal, uma comida bem temperada é mesmo de dar água na boca, não é mesmo?

Dentre os temperos utilizados para dar mais sabor aos condimentos está o sal. O cloreto de sódio, como é chamado cientificamente, é muito utilizado na culinária brasileira, assim em vários outros países. Saber utilizá-lo adequadamente na hora de temperar os alimentos é uma das maiores dificuldades na cozinha para boa parte da população, sendo um dom primordial dos chefs de cozinha.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o consumo exagerado de sal pode causar sérios problemas à saúde, dentre eles doenças cardiovasculares, renais e hipertensão. Por isso, a dosagem recomendada do tempero deve ser de 5 gramas por dia, sendo que a redução para 2 gramas seria melhor ainda, o que salvaria milhões de vidas.

No entanto, pesquisas da indústria brasileira mostram que nós brasileiros estamos bem longe da média de consumo indicado por especialistas. A ingestão diária de sal está em 15 gramas por dia, quantidade altamente perigosa para a saúde.

Ainda, o que muita gente não sabe é que existem vários tipos de sal que podem ser utilizados na culinária e que trazem inúmeros benefícios para a saúde, cada um da sua forma. As diferenças entre eles variam entre a quantidade de sódio e outros minerais, além das texturas e sabores que dão à comida.

Por isso, nós preparamos no decorrer desse artigo uma lista com os principais tipos usados na culinária e os benefícios que eles trazem para o nosso corpo, além de dicas de como usá-los para temperar. Assim, ao ler o post até o final, você poderá aprender a limitar o consumo diário de sódio e melhorar a sua qualidade de vida e da família!

Vamos lá?!

Sal refinado ou de cozinha

sal-refinado

É aquele tempero comum que você já conhece, muito utilizado nas cozinhas no país e no mundo afora. Ele contém 40% de cloreto e 60% de sódio, sendo considerado altamente perigoso para a saúde se adicionado a alimentos já prontos.

Por este motivo, foi recomendada pelo Ministério da Saúde a suplementação com iodo para evitar epidemia de doenças relacionadas à tireoide, como o hipertireoidismo e o bócio. A indicação da maioria dos médicos é de dosar religiosamente o consumo deste tipo de sal e retirá-lo da mesa durante as refeições para evitar o excesso.

Para quem não sabe, 1 grama de sal refinado equivale a 400 mg de sódio. Fique atenta!

Sal grosso

sal-grosso

Este tipo de sal possui a mesma composição do sal refinado ou de cozinha (400 mg de sódio para cada grama) e é mais utilizado como tempero de carnes, principalmente aquelas para o famoso churrasco de domingo, já que é conhecido por não ressecar os alimentos, justamente por não ter passado pelo processo de refinamento.

Mas, atenção! O sal grosso é tão perigoso quanto o sal comum e, por isso, deve ser consumido com precaução.

Sal light

O sal light é considerado por especialistas como uma excelente opção para prevenir a hipertensão. A sua fórmula é mais saudável, já que possui equilíbrio na quantidade de sódio e potássio, essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Este tipo de sal é composto por 50% de sódio e 50% de potássio. O primeiro tem a função de evitar a retenção líquida, enquanto o segundo atua como um diurético. Consumindo as duas substâncias em quantidades iguais, alivia a retenção de líquidos e, portanto, evita o aumento da pressão arterial.

Mas, espera aí! Mesmo sendo saudável, nem todo mundo pode consumir o sal light, como é o caso de pessoas com doenças renais. O tempero pode acarretar o acúmulo de potássio nos rins, favorecendo o surgimento de doenças cardíacas nestes pacientes.

Sal marinho

sal-marinho

Como o nome já diz, o sal marinho é obtido a partir da evaporação da água do mar e é considerado mais saudável do que o sal de cozinha comum, o refinado. Isso porque ele não passa pelo chamado processo de refinamento, que acarreta a perda de diversos minerais do tempero.

Assim, mantendo os minerais em sua composição, o sal marinho é super benéfico para o nosso organismo. As suas características são de cristais maiores e meio irregulares, além de variar as cores, dependendo da região em que for encontrado, com nas versões branca, rosa, preto, cinza ou resultante de uma combinação de cores.

Um grama de sal marinho equivale a 420 mg de sódio.

Sal defumado

Existe uma grande variedade de sais defumados e, por serem bem requintados, não têm um preço muito atraente, podendo ser bem “salgado”. Os mais famosos deles são o francês, o chamado fumée de sel, e o dinamarquês.

Para se ter uma ideia do requinte desses dois temperos, o sal defumado francês é obtido a partir da queima de barris de carvalho usado de vinhos chardonnay.

Já o dinamarquês, por sua vez, é produzido segundo a famosa tradição viking, na qual, após a evaporação da água do mar, o sal é secado em recipiente aberto sobre uma fogueira com muita fumaça, feita a partir de galhos de madeiras aromáticas, como a cerejeira e o carvalho.

Um grama de sal defumado equivale a 395 mg de sódio, o que o torna mais saudável que o sal de cozinha.

Flor de sal

flor-de-sal

A flor de sal é considerada um tempero gourmet, sendo usado em vários restaurantes requintados. Ela contém 10% a mais de sódio do que o sal de cozinha, possui sabor bem marcante e textura crocante e, por isso, é sempre ideal para adicionar às refeições após a preparação dos condimentos.

O tempero é retirado da camada superficial das salinas e, por isso, tem uma coloração meio acinzentada. Porém, é possível utilizar outros elementos para modificar a cor da flor de sal tranquilamente.

Um grama do tempero possui 450 mg de sódio.

Sal negro

sal-negro

Este tipo de sal, também conhecido como Kala Namak, é um tempero refinado da Índia e de origem vulcânica. Por isso, além de ter uma cor chamativa – meio cinza rosada – ele tem em sua fórmula a presença de compostos de enxofre, que dão um sabor forte e sulforoso ao tempero, lembrando o gosto da gema de ovo.

Além dos compostos de enxofre, o sal negro possui em sua composição o cloreto de sódio, ferro e o cloreto de potássio. A sua textura é crocante e super solúvel, sendo muito usado no preparo de receitas vegetarianas para massas, saladas e molhos.

Mas, o tempero também pode ser utilizado para dar sabor à carnes, peixes e aves, principalmente na finalização dos pratos. Um grama de sal negro equivale a 380 mg de sódio.

Sal rosa do Himalaia

sal-rosa-do-himalaia

Este tipo de sal é procedente dos chamados “pés” do Himalaia, das montanhas onde já houve a presença do mar há milhares de anos, e é considerado o mais antigo e puro dos sais marinhos.

Como o nome já evidencia, a principal característica do sal rosa do Himalaia é a cor rosada. A coloração do tempero se deve à presença de mais de 80 minerais em sua composição, como o potássio, cálcio, ferro e magnésio.

Apesar de ter um preço mais caro, este tipo de sal é considerado mais saudável do que o sal de cozinha, além de ter sabor agradável e suave. Por isso, ele é muito utilizado para temperar carnes, saladas, peixes, aves e legumes, sendo ideal também para decorar alguns pratos. Fica a dica!

Um grama de sal rosa do Himalaia possui 230 mg de sódio.

Sal líquido

Este tipo de tempero é obtido através da dissolução de sal de alta pureza e sem aditivos em água mineral e, por isso, é encontrado sempre em forma de spray. Em geral, a quantidade contida na embalagem é de 250 ml e possui um sabor suave, podendo ser usado em qualquer tipo de alimento, sem modificar as suas características.

O sal líquido tem entre as suas vantagens a de permitir uma melhor distribuição do tempero na comida, de acordo com o paladar de cada um, e também de equilibrar o consumo de forma moderada. Além disso, ele possui menor quantidade de sódio do que o sal de cozinha.

0,1ml de sal líquido em spray equivale a 11mg de sódio. Não é ótimo?

Sal do Havaí

Este tipo de sal tem quase a mesma quantidade de sódio encontrada no sal de cozinha e, por isso, também deve ser consumido de forma moderada. A sua principal característica é a coloração vermelha, proveniente de uma argila havaiana chamada Alaea, que é muito rica em dióxido de ferro.

O tempero pode ser utilizado para preparar variadas receitas, como aves, saladas, grelhados e massas. Um grama de sal havaiano equivale a 390 mg de sódio.

Sal temperado

sal-termperado

Este tipo de sal é obtido a partir da mistura de sal grosso com ervas ou temperos para conferir maior e melhor sabor aos alimentos. Entre as ervas ou temperos estão o alecrim, manjericão, salsa, orégano, tomilho e sálvia.

Vale lembrar que o sal deve ser usado em menor quantidade neste caso.

Sal Kosher

Esse tipo de sal não é refinado e, por ser naturalmente mineral, costuma ser mais salgado do que o sal de cozinha comum. O tempero tem esse nome por ser muito utilizado para preparar a chamada carne kosher, um alimento preparado de acordo com leis judaicas.

Entre as principais características do sal kosher está o formato irregular e maior do que o sal comum, já que ele não passou pelo processo de refinamento. Graças às suas propriedades naturais, ele é capaz de secar melhor o sangue das carnes e, devido ao seu sabor marcante, é um dos favoritos dos chefs nos restaurantes.

Sal verde

Está entre os tipos de sal mais recomendados por nutricionistas, uma vez que é de origem vegetal e, por ser preparado de forma caseira, é bem mais nutritivo e contém menos sódio que os demais temperos. Para fazê-lo, basta selecionar algumas ervas e temperos que você tem na cozinha, como cebolinha, manjericão, salsinha, cebola, alho, sal marinho e azeite, e bater no liquidificador para começar a usá-lo na cozinha.

Sal amargo (sal de epsom)

Esse tipo de sal é um dos mais famosos quando o assunto é efeitos benéficos para a saúde, inclusive para o emagrecimento. Também conhecido como sulfato de magnésio ou sal de magnésio, por conta de sua composição, na verdade, este nem é um sal propriamente dito. Trata-se de um mineral puro, composto de magnésio e sulfato, que na natureza pode ser encontrado geralmente em fontes de água quente.

Entre os seus benefícios estão o tratamento de prisão de ventre ou constipação, limpeza do organismo e eliminação de toxinas, alívio de toxinas e câimbras musculares, tratamento do estresse, esfoliação da pele, redução de hematomas, remoção de fragmentos da pele, suavização de queimaduras solares e irritações na pele, melhora da qualidade do sono, prevenção e tratamento da diabetes, tratamento de bronquite, asma e enxaquecas e combate aos maus odores do corpo, como o chulé, e, é claro, na perda de peso.

A boa notícia é que o sal também pode ajudar nos afazeres domésticos, como fertilização de plantas e controle de ervas daninhas do seu jardim, e limpeza da casa.

Saiba mais lendo o nosso artigo completo sobre o sal amargo.

Moedores de sal

moedor-de-sal

Para você que já está pensando em como moer os tipos de sal mais grossos, cristalizados ou irregulares que mostramos nesse artigo, como o sal grosso ou sal rosa do Himalaia, aqui vai uma dica muito importante.

É comum vermos à venda em mercados de luxo os famosos moedores de sal, que, apesar de lindos e intrigantes, não têm um preço muito acessível, tornando a vontade de aderir ao objeto vir por água abaixo.

Muitas pessoas cogitam ter o objeto em sua cozinha por causa da utilidade valiosa que ele parece ter de deixar os grãos mais finos, o que daria maior sabor à comida.

A maioria delas pensa dessa maneira comparando o sal à pimenta do reino, que moída na hora da refeição fica realmente muito mais saborosa do que a que passou previamente pelo processo.

No entanto, de acordo com especialistas, o mesmo não acontece com o sal. Segundo eles, o que vai diferenciar o sabor do tempero é o tamanho e o feitio dele. Portanto, o exemplo da pimenta do reino não serve para o sal.

Então, não se desespere! Os moedores de sal não são realmente úteis para sua cozinha, pois não vão mudar o sabor da sua comida.

Agora, se você quiser os objetos na decoração, fique à vontade. Eles são mesmo lindos!

Até o próximo post!

Comentar

/* ]]> */