Infográficos Saúde

Alimentos alcalinos: saiba o que são e a sua importância para a saúde

Não é de hoje que ouvimos falar o quanto a alimentação moderna está desequilibrada e perigosa. Afinal, com a variedade de alimentos processados, embalados e refinados que temos hoje em dia, além da vasta quantidade de açúcar e proteínas animais com altos índices de conservantes, não há mesmo como duvidar dessa ideia.

É por causa destes mesmos, os quais fazemos questão de colocar no carrinho de compras todos os meses no supermercado e levar para a nossa mesa, que estão aumentando cada dia mais o desenvolvimento de doenças crônicas, como cânceres e inflamações, no organismo humano. Você aí do outro lado da tela já deve ter se perguntado: “Mas, por que isto acontece?”.

Os problemas que acometem o corpo têm forte ligação com a acidez presente nos alimentos industrializados que consumimos, que tornam o pH do sangue ácido e vulnerável à doenças e ao ganho de peso, principalmente se associados a outros fatores, como estresse emocional, falta de descanso e distúrbios psicológicos.

É por esse motivo que médicos e nutricionistas estão recomendando o consumo diário e religioso dos chamados alimentos alcalinos na alimentação, a fim de torná-la mais saudável. Esses tipos de alimentos, que são o assunto do nosso artigo de hoje, são livres dos terríveis agentes químicos, encontrados em grandes quantidades em produtos industrializados, e que são responsáveis por trazer doenças ao nosso organismo.

A chamada dieta alcalina é aprovada por vários especialistas e tende a deixar o pH do sangue mais alcalino (limpo), fator ideal para manter uma saúde equilibrada e livre de riscos de doenças crônicas. Se você ainda não sabe quais são esses alimentos e quer incluí-los na sua dieta, continue lendo esse artigo até o final e conheça tudo sobre o assunto.



Acidez e alcalinidade no pH do sangue

Antes de conhecer quais são os alimentos alcalinos, é preciso que você entenda primeiramente o que são a acidez e alcalinidade do sangue. O pH diz respeito ao potencial de hidrogênio no organismo, que deve estar sempre alcalino (com 70% de alcalinidade de apenas 30% de acidez) para manter o corpo livre de doenças, como o câncer, a diabetes, a hipertensão, a insônia, entre outras.



Sendo assim, é lógico entender que o pH do sangue precisa estar praticamente livre de acidez para ficar saudável, certo? Pois bem. Neste caso, o ácido excessivo presente no sangue só é obtido por meio da alimentação com produtos ácidos, aliados a uma rotina de estresse emocional, acúmulo de toxinas e/ou reações imunes a qualquer processo que priva as células de oxigênio e outros nutrientes.

Alimentos alcalinos

O resultado será de menor habilidade do corpo de absorver minerais e outros nutrientes, diminuição da produção de energia nas células, da habilidade de reparar células danificadas, da habilidade de eliminar metais pesados, além de fazer com que as células de tumor cresçam e deixem o corpo mais suscetível à fadiga e doenças.

Portanto, levando em consideração que, para estar alcalino e saudável, o pH do sangue precisa estar entre 7,35 a 7,45 na escala de medida do potencial de hidrogênio, é possível entender que os alimentos precisam obedecer essa regra para deixar o organismo funcionando melhor. E é aí que entram os alimentos alcalinos, que se encaixam perfeitamente na medida de pH ideal para deixar o sangue alcalino. Entendeu?

O que são alimentos alcalinos?

Ainda seguindo a escala de medida de pH do sangue, é possível entender porque alguns alimentos são considerados alcalinos e outros ácidos. Alimentos com pH 7 são considerados neutros, enquanto os com pH abaixo de 7 são considerados ácidos e acima do pH 7 alcalinos. Estes últimos estão dentro da medida estimada para manter o organismo saudável, que, como você leu acima, deve estar entre 7,35 e 7,45.

Os alimentos alcalinos são livres de acidez por não passarem pelo processo de industrialização, que leva aos alimentos muitos agentes químicos e conservantes. É por isso que a maioria das frutas, vegetais, legumes, folhas, entre outros que você vai conhecer no decorrer desse artigo, estão entre os alimentos mais indicados por médicos e nutricionistas para fazer a dieta alcalina e manter o corpo saudável e em forma.

Eles ajudam a emagrecer?

Ajudam sim. Por serem livres de ácidos, os alimentos alcalinos realmente podem auxiliar de maneira eficiente no emagrecimento. Isso se deve, principalmente, às propriedades termogênicas e diuréticas que a maioria deles traz, deixando o nosso corpo livre da retenção líquida, do acúmulo de gordura e das toxinas, que são os maiores responsáveis pelo ganho de peso.

Lista de alimentos alcalinos

Agora que você já sabe o que são os alimentos alcalinos e qual a sua importância para a saúde, veja agora a lista dos que não devem faltar na sua alimentação para assegurar que o pH do sangue fique saudável e o organismo menos suscetível à doenças.

Alimentos alcalinos infográfico

Vegetais
Vegetais orientais
  • Daikon
  • Raiz de dente-de-leão
  • Kombu
  • Maitake
  • Nori
  • Reishi
  • Shitake
  • Umeboshi
  • Wakame
Frutas
Proteínas
Adoçantes
  • Stevia
Temperos
Outros
  • Água Antioxidante Alcalina
  • Vinagre de Maçã
  • Pólen de Abelha
  • Suco de Frutas Frescas
  • Sucos de Folhas Verdes
  • Grãos de lecitina
  • Água Mineral
  • Melaço
  • Culturas Probióticas
  • Laticínios Fermentados
  • Sucos de Vegetais

Lista de alimentos ácidos

Do mesmo modo, também é preciso que você saiba quais são os alimentos com alta quantidade de acidez e que podem estar prejudicando a sua saúde e acarretando, inclusive, o aumento de peso.

Confira abaixo quais são eles e de forma eles podem ser inseridos na sua alimentação – ou não – para equilibrar o pH do organismo. Vale lembrar que é o nosso corpo precisa de 70% de alcalinidade e 30% de acidez para manter-se saudável. Por isso, é possível regular o consumo de alguns deles na sua dieta. Veja a seguir:

Frutas
Vegetais
Grãos
  • Trigo
  • Cevada
  • Pão
  • Farelo de Trigo
  • Farelo de aveia
  • Bolachas
  • Amido de Milho
  • Milho
  • Farinha de trigo
  • Kamut
  • Farinha de semente de cânhamo
  • Farinha branca
  • Macarrão
  • Quinoa
  • Bolos de arroz
  • Aveia
  • Talharim
  • Arroz (todos)
  • Centeio
  • Espelta
  • Espaguete
  • Gérmen de trigo
  • Amaranto
  • Aveia (grão)
Feijões e legumes
  • Leite de Amêndoas
  • Feijão Preto
  • Grão de bico
  • Ervilha Verde
  • Feijão Comum
  • Lentilha
  • Feijão carioca
  • Feijão Vermelho
  • Leite de arroz
  • Soja
  • Leite de soja
  • Feijão Branco
Laticínios
  • Manteiga
  • Queijo
  • Queijo Processado
  • Sorvete
  • Leite
Castanhas e manteigas
  • Caju
  • Legumes
  • Manteiga de Amendoim
  • Amendoim
  • Noz-pecã
  • Tahini
  • Nozes
Proteínas animais
  • Bacon
  • Vaca
  • Carpa
  • Amêijoa
  • Bacalhau
  • Carne Seca
  • Peixe
  • Cordeiro
  • Lagosta
  • Mexilhão
  • Carnes de Órgãos
  • Ostra
  • Pike
  • Porco
  • Coelho
  • Salmão
  • Sardinha
  • Salsicha
  • Vieiras
  • Crustáceos
  • Camarão
  • Atum
  • Peru
  • Vitela
  • Veado
Gorduras e óleos
Adoçantes
Álcool
  • Cerveja
  • Destilados
  • Aguardente
  • Vinho
Outros alimentos
  • Molho de tomate
  • Cacau
  • Café
  • Mostarda
  • Vinagre
  • Refrigerantes

Dieta alcalina

pure-de-cenoura

Para quem não sabe como começar a introduzir os alimentos alcalinos na alimentação, nós separamos aqui embaixo um cardápio que pode ser o pontapé para você iniciar a desintoxicação do seu organismo. Confira:

  • Café da manhã: Pão de espelta + purê de cenoura + aipo.
  • Almoço: Soja estufada com quinoa + salada de tomate, alface e cebola temperada com orégano + suco de limão.
  • Lanche: Pão de espelta + chá de salsa adoçado com stévia + abacate.
  • Jantar: Berinjela com tofu + salada de repolho roxo e pimentão temperada com orégano + suco de limão.

Sobre o autor

Raiane