Saúde

Ardor ao urinar: 5 coisas que podem estar acontecendo

Se você bateu o olho neste título e clicou sem pestanejar, é provável que tenha passado por uma experiência desagradável há pouco: acomodou-se no vaso sanitário para aliviar a bexiga e sentiu um desconfortável ardor ao urinar.

Uma dor ardente, abrasiva, que se intensifica ao fluir de cada milímetro do líquido a ser descartado, ao ponto de fazê-la interromper o fluxo para cessar a agonia, ato que se demonstrou alívio temporário, mas que não serviu de muito, pois é impossível manter o trato urinário cheio para sempre. Talvez a ilustração que melhor define é o de se estar urinando arame farpado.

E naturalmente questões a respeito das possíveis causas do ardor ao urinar povoaram a sua mente o que a motivou a buscar informações na internet antes da consulta ao médico. Consulta, aliás, indispensável, pois chás caseiros podem aliviar os sintomas, mas não resolver o problema. Ardor ao urinar é sinal de problema que requer tratamento específico e duradouro.

O primeiro pensamento a vir a cabeça é infecção urinária. É a causa mais comum que leva ao ardor ao urinar, enfermidade típica em mulheres pelo fato do ânus está mais próximo a uretra, porém homens também estão sujeitos a contrair a moléstia. Mas saiba que infecção urinária não é a única possibilidade para explicar o ardor ao urinar. Há outras causas que requerem cuidado, urgência igual ou maior para resolver esse problema de saúde.

No post de hoje vamos apresentar as possíveis causas desse transtorno, os sintomas de cada um e quais as melhores formas de tratamento.

Saiba mais a respeito de ardor ao urinar a seguir.

Infecção urinária

Vamos começar com a resposta mais comum ao incômodo de ardor ao urinar.



É provável que tenha desenvolvido uma infecção urinária.

A infecção pode ocorrer devido à má higiene na parte íntima, isso vale tanto para mulheres como para homens, sexo anal sem proteção e também por causa de pedra nos rins. Quando a causa da infecção é esta última, aliás, o transtorno da infecção costuma durar mais do que o usual, pois o problema no canal urinário, por se manifestar primeiro, mascara a causa real da desordem.

Os exames das primeiras avaliações se restringem a análise da urina. Percebida a alteração, medica-se remédio para combater a infecção, mas como, neste caso, trata-se de mais um sintoma do problema a ser lidado de fato, a cura dura pouco, pois volta a reincidir em curto espaço de tempo. Somente na segunda ou terceira ocorrência de distúrbio com a urina é que os médicos passam a cogitar a possibilidade da pedra. Para averiguar a hipótese, solicitam radiografias ou ultrassons da região dos rins.

Os sintomas clássicos da infecção na urina são:

  • Queimação;
  • Sensação de bexiga cheia;
  • Vontade de ir ao banheiro em intervalos mais curtos do que o habitual;
  • Urina com odor muito forte;
  • Urina muito escura;
  • Febre baixa;
  • Dores, “pontadas” na lombar.

Tratamento

O médico, um ginecologista ou urologista, irá receitar medicamentos para serem consumidos, normalmente de 2 a 7 dias. Remédios mais recorrentes:

  • Ciprofloxacina;
  • Fosfomicina.

Alergias a produtos de limpeza íntima

Se o ardor ao urinar vir acompanhado de coceira, uma hipótese a se considerar é que a moléstia talvez seja provocada por uma reação, uma alergia a determinados produtos de higiene íntima. Essa ocorrência novamente é mais comum em mulheres por passarem gama de produtos mais diversificadas na região, como cremes, desodorantes, sabonetes etc.

A reação pode até levar ao desequilíbrio do pH.

Além do ardor ao urinar e de coceira, outro sintoma que pode reforçar a possibilidade é o de vermelhidão.

Tratamento

Para tratar de ardor ao urinar no caso de alergia a produtos químicos é necessário adquirir a percepção de qual item é o que provoca mais irritação na parte íntima, parar de usá-lo e trocá-lo por outro que tenha a mesma finalidade. Lave o local da aplicação dos produtos com água morna e sabão com pH neutro.

Candidíase

Se a causa do ardor ao urinar for candidíase, os sintomas são parecidos com os demais motivos levantados, inclusive a vermelhidão e coceira, mas acresça na lista de sintomas corrimento esbranquiçado e desconforto durante o contato íntimo.

O que leva ao quadro de desenvolvimento de candidíase é a acumulação de fungos na parte íntima devido a umidade da região. Ou seja, as mulheres estão mais sujeitas a esse problema, no entanto a enfermidade pode ascender em todos que estejam com o sistema imunológico enfraquecido, seja por resfriados ou por uso de antibióticos.

Tratamento

Para tratar desse mal o método mais eficaz e rápido é fazendo uso de pomadas antifúngicas. Mas uma higiene adequada nunca é dispensável.

Feridas

O ardor ao urinar pode ser motivado por feridas despontadas na região íntima. Os ferimentos podem irritar a pele e se agravarem ao terem contato com a urina. O que normalmente é responsável por pequenos machucados na região é o contato durante a relação sexual.

Tratamento

Em 2 ou 3 dias, é comum que tais feridas se regenerem. Neste período é recomendável beber bastante água para reduzir a concentração de urina e evitar relações sexuais.

DSTs

É uma das causas mais raras do ardor ao urinar, mas Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) como tricomoníase e clamídia podem ser as responsáveis pelo desconforto. Além da dor, outras características de tais enfermidades:

  • Odor desagradável;
  • Corrimento amarelado;
  • Coceira;
  • Sangramento.

Como deve saber todos que praticam sexo sem preservativo estão sujeitos a contrair moléstias dessa natureza.

O método de tratamento consiste em antibióticos receitados por um médico. É importante que sejam diagnosticadas e tratadas no começo de suas inserções no organismo, pois do contrário poderão acarretar em complicações mais severas como infertilidade.

Considerações finais

A causa mais habitual de ardor ao urinar é a infecção na urina que se desenvolve devido a má higiene na parte íntima, sexo anal sem proteção e por ocorrência de pedra nos rins. No entanto, há outras possibilidades que também pode ocasionar o desconforto no ato de urinar.

São elas:

  • Alergia a produtos de limpeza íntima;
  • Candidíase;
  • Feridas;
  • Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio é muito importante para nós.

Leia mais de nossa sessão de saúde.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */