Saúde Terapias

O que é auriculoterapia chinesa? Conheça a técnica que trabalha pontos específicos da orelha

Auriculoterapia chinesa

A auriculoterapia chinesa é uma terapia milenar que vem ganhando adeptos no Ocidente graças aos muitos benefícios que ela proporciona para o corpo e para a saúde.

Ela é uma terapia oriental baseada na ideia de que todo o nosso corpo está presente e refletido na orelha e, portanto, ao estimular pontos específicos deste órgão, é possível diagnosticar, prevenir e tratar diversos transtornos físicos, psíquicos e emocionais.

Quer saber mais sobre o assunto? Saiba tudo sobre a auriculoterapia chinesa a seguir.

Sobre a auriculoterapia chinesa

A auriculoterapia chinesa é uma terapia milenar baseada em estudos antigos datados do período da dinastia Han (206 a.c – 220 a.c.) em que eram descritas as ligações dos órgãos, sistemas e membros do corpo com pontos auriculares (pontos localizados na orelha).

Por meio dessas ligações, é possível diagnosticar, prevenir e tratar diversas condições de saúde através do estímulo correto destes pontos, que pode ser feito com agulhas, laser, sementes, objetos metálicos e até magnéticos.

Veja também: Acupuntura dói? Saiba tudo sobre a terapia chinesa que usa a inserção de agulhas no corpo

Desde aquela época, muitos estudos se desenvolveram e muitas descobertas foram descritas em diversos livros sobre o assunto, até que, em 1982, o Grupo Nacional de Trabalho em Auriculoterapia foi criado na China, para dar mais autenticidade e credibilidade às pesquisas realizadas na área.

Atualmente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a auriculoterapia chinesa um método clínico complementar da medicina tradicional.

Princípios básicos da auriculoterapia chinesa

Como dissemos acima, a auriculoterapia chinesa parte do princípio de que todos os órgãos do corpo – incluindo nervos, vísceras e músculos – estão relacionados a pontos específicos localizados na orelha.

O pavilhão auricular funciona como um microssistema capaz de refletir problemas do organismo humano, permitindo diagnosticar, prevenir e tratar uma série de doenças.

Para tanto, os terapeutas usam pontos meridionais que se baseiam na reflexologia entre a orelha e um feto de ponta cabeça, cujos formatos são muito semelhantes.

Como funciona uma sessão de auriculoterapia chinesa

Uma sessão de auriculoterapia chinesa consiste em realizar pressão sobre alguns pontos específicos da orelha, correspondentes à condição que se quer diagnosticar ou tratar.

Essa pressão pode ser realizada por meio de diversos instrumentos, sendo os mais comuns as agulhas (do mesmo tipo das utilizadas na acupuntura), laser e esferas metálicas e magnéticas.

A técnica também pode ser aplicada com pequenas sementes presas à orelha por adesivos. Esse tipo de tratamento costuma ser muito eficaz, barato e prático, além de ser uma opção para pessoas que tem medo de agulhas ou são sensíveis às picadas.

Para quem a técnica é indicada

Por ser uma técnica terapêutica, a auriculoterapia chinesa costuma ser indicada como um tratamento complementar, ou seja, auxiliando no alívio de alguns sintomas relacionados à determinadas condições de saúde.

Ela pode ser indicada em casos de:

  • Dores crônicas e agudas;
  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Tratamento de vícios;
  • Obesidade;
  • Enxaqueca;
  • Insônia e outros distúrbios do sono;
  • Tensões musculares;
  • Crises psicológicas.

Vale lembrar que a técnica pode ser aplicada em crianças, jovens, adultos e idosos.

Por fim, se você tem interesse em realizar um tratamento com auriculoterapia chinesa, é recomendável que você peça aconselhamento sobre o uso da técnica com seu médico de confiança.

Além disso, é primordial buscar um profissional qualificado, com formação e experiência em medicina chinesa a fim de garantir a eficiência desse tratamento.

Você já conhecia a auriculoterapia chinesa? Tem alguma experiência com esta terapia? Compartilhe!

Sobre o autor

Juliana Mitsuda