Saúde Terapias

Ayurveda: conheça a milenar medicina indiana

indian doctors doing traditional ayurvedic oil foot massage

A ayurveda, ou medicina ayurvédica, é um dos sistemas de cura holístico mais antigos do mundo. Ela foi desenvolvida há alguns milênios na Índia, onde é utilizada até hoje.

Ela é baseada na crença de que a saúde e o bem estar dependem de um delicado balanço entre a mente, o corpo e o espírito. O foco principal da ayurveda é promover a boa saúde, ao invés de lutar contra doenças. Há, no entanto, diversos tratamentos específicos para problemas de saúde.

Saiba mais sobre a milenar ciência da medicina ayurvédica:

Conceitos da ayurveda

Ayurvedic_Panchakarma_What_is_it_&_Why_do_We_Need_it!

De acordo com a teoria ayurvédica, tudo o universo – seja vivo ou morto – está conectado. Uma boa saúde é alcançada quando a mente, o corpo e o espírito estão em plena harmonia com o universo. Uma ruptura desta harmonia pode levar a problemas de saúde.

Para os seguidores da ayurveda, tudo que afeta suas condições físicas, espirituais ou emocionais pode causar um desequilíbrio com esta conexão universal. Entre estes fatores capazes de afetar o equilíbrio, há desde emoções e mudanças climáticas, até lesões e problemas genéticos.

O prakiti é a constituição de seu corpo, determinada pela forma como ele funciona para manter você saudável. Seu prakiti é mantido durante a vida, mas pode ser influenciado por diversas condições.



Praticantes e consultas

Os principais centros de formação de praticantes da medicina ayurvédica estão, obviamente, na índia. Por lá, o treinamento pode levar mais de cinco anos, e os estudantes são efetivamente graduados na medicina ayuvérdica.

Por isso, sempre é importante perguntar sobre a formação de quem diz ser especialista na área. A ayurveda é uma ciência milenar que exige formação, e não é uma prática livre para ser executada por qualquer pessoa.

Em uma primeira consulta de ayurveda, o profissional irá examinar você. Durante o exame, irá determinar suas características, equilíbrios e desequilíbrios. O exame geralmente inclui análises e questionamentos.

Checa-se o peso, assim como a pulsação (não apenas a velocidade dela, mas uma série de elementos). Há exame de urina, fezes, dos olhos, dentes, língua e pele. Além disso, o profissional irá ouvir sua voz, e fazer perguntas específicas.

Ele perguntará sobre seus hábitos, sobre sua dieta, estilo de vida e histórico médico. Os questionamentos fazem parte do diagnóstico, por isso é essencial responder com honestidade.

Tratamento ayurvédico

O tratamento depende da análise do seu prakiti e de outros elementos físicos e espirituais, assim como o equilíbrio entre eles. O objetivo principal da ayurveda é limpar seu corpo de elementos não digeridos. Acredita-se que estes elementos ficam dentro do seu corpo, deixando-o doente. O processo de purificação destes elementos é chamado de panchakarma. Ele é utilizado para diminuir sintomas desagradáveis e restabelecer a harmonia e o equilíbrio entre os elementos da sua vida.

Shirodhara1

O panchakarma pode incluir:

  • Purificação do sangue (através da retirada de um pouco de sangue, ou de chás especiais);
  • Massagens;
  • Óleos medicinais aplicados através do nariz;
  • Métodos especiais para promover o vômito;
  • Uso de laxantes, com o objetivo de limpar seus intestinos;

Outros tratamentos que podem ser recomendados são:

  • Restauração do equilíbrio;
  • Promoção da cura espiritual;
  • Fortalecimento da imunidade;
  • Redução sintomática;

Estes tratamentos são realizados através de atividades como a aromaterapia, exercícios de respiração, mudanças alimentares e utilização de ervas, vitaminas, minerais, metais, óleos e temperos. Além disso, algumas mudanças nos hábitos de vida e práticas como a meditação podem ser prescritas.

Alguns pesquisadores demonstraram que a meditação funciona muito bem para o alívio do estresse. A consequência disso é a redução do risco de ataques cardíacos. Alguns estudos, ainda em fase de testes, afirmam que a utilização de plantas da ayurveda ajudam no tratamento de câncer.

Veja também:

Sobre o autor

Pedro Henrique Ferreira Mendes

/* ]]> */