Beleza Cabelos

Baby Hair: conheça a tendência de fiozinhos moldados na testa

De repente, você precisa fazer um penteado mais elaborado para sair e aqueles fiozinhos mais curtos na linha da testa insistem em ficar rebeldes e apontando para o alto. Essa cena parece familiar para você? Não se preocupe, pois você não é a única que sofre com esses pequenos inimigos da vaidade…

Também chamados de Baby Hair, os fios novos que vão nascendo na parte frontal da cabeça (daí, o nome “cabelo de bebê”, em tradução livre para o português) costumam ter uma textura mais fina em relação ao restante do cabelo e, como ainda não têm força suficiente para crescer, acabam adquirindo uma aparência bagunçada bem na testa, deixando qualquer visual para baixo.

Neste momento, você tenta de tudo para disfarçar os fios curtos, mas eles não param em nenhum lugar. Então, o que fazer? A boa notícia é que, com a volta da moda anos 90, você pode usar a tendência Baby Hair, que era febre na época, para rejuvenescer a aparência na frente do espelho e brincar com as possibilidades que os fiozinhos teimosos podem te oferecer na hora de montar o look.

Agora, a onda da vez é colocá-los em evidência, em vez de tentar escondê-los. Ao serem moldados com produtos estilizadores, como géis ou pomadas capilares, você pode deixar os cabelinhos rentes à testa com um aspecto mais natural, deixando visual mais moderno e conceitual.

O Baby Hair já invadiu até mesmo as passarelas, em desfiles das maiores grifes do mundo, como Givenchy, DKNY e da brasileira Ausländer, além de ter feito a cabeça – literalmente – de celebridades como Katy Perry, Jennifer Lopez e Rita Ora.

Quer saber mais sobre o Baby Hair e como aderir à essa tendência inusitada, vinda direto do túnel do tempo? Então, confira algumas dicas para domar os fiozinhos curtinhos e cair de vez na moda anos 90. Vem comigo!

Baby Hair é diferente de cabelos com frizz

É comum falarmos em Baby Hair e algumas mulheres acharem que estamos tratando de cabelos com frizz. Não é nada disso! Baby Hair não é frizz. Apesar de os dois conseguirem deixar as madeixas com fiozinhos arrepiados, eles são bem diferentes…

O primeiro diz respeito aqueles fios novos que nasceram recentemente e estão em fase de crescimento, tais como os recém-nascidos na nuca. Eles fazem parte do ciclo natural de vida do cabelo, que, com o passar do tempo, vão substituindo a fibra capilar envelhecida por outra nova e saudável.

Enquanto isso, o frizz é o mais típico sinal de cabelos ressecados, podendo aparecer no alto da cabeça por diversos motivos, seja uso frequente e abusivo de aparelhos de alta temperatura (secador, chapinha ou babyliss), falta de hidratação ou, ainda, alterações climáticas, que costumam deixar os fios estáticos.

Quando qualquer uma dessas situações acontece, as cutículas da fibra capilar se abrem e ficam expostas, o que acaba comprometendo a estrutura do fio, deixando-o sem formato e, consequentemente, tornando rebelde e destacado dos demais.

Por outro lado, nada impede que o Baby Hair também seja afetado pelo frizz em dias de maior umidade, como nos períodos de chuva, por exemplo. Curto e fino, ele também pode ser considerado mais leve e, por isso, pode se levantar com facilidade sob a influência da umidade.

Para evitar que o problema derrube o seu novo visual, a dica é apostar em produtos antifrizz ou borrifar um spray fixador de cabelo nas palmas das mãos e, depois, passar no Baby Hair. Eles ajudarão a segurar os fios arrepiados que aparecem na hora errada!

Como modelar o Baby Hair?

Como falamos anteriormente, alguns produtos estilizadores, como pomadas e géis, podem oferecer um ar mais jovem, moderno e romântico ao visual, semelhante à moda anos 90, modelando os fiozinhos rebeldes próximos à testa, em vez de escondê-los.

Para moldá-los no contorno do rosto, basta molhá-los com a ajuda de um borrifador com água e, com a ajuda de um pente fino ou escova de dentes limpa, posicioná-los para a direção que deseja. Por fim, aplique um óleo capilar de sua preferência e texturizador de toque seco ou molhado (pomada ou gel) para fixar os fios no lugar. O visual fica muito mais moderno e desconstruído!

Veja também:

Além disso, para as mulheres com rostos largos, como é o caso dos redondos e quadrados, ou compridos, tal como o formato retangular, o Baby Hair pode criar a impressão de que a testa é menos e, portanto, deixar o rosto mais harmônico. Um truque legal também é maquiar essa parte das madeixas para corrigir, mas com leveza, as falhas entre os fiozinhos.

Você pode fazer isso usando uma sombra próxima ao tom do cabelo ou com o lápis ou maquiagem que você utiliza para marcar as sobrancelhas. Apostar em um tom mais claro para maquiar o Baby Hair também pode deixar o visual ainda mais natural.

Como disfarçar os fios curtos nos penteados?

No caso de quem não quer aderir ao visual e pretende apenas escondê-los na hora de fazer os penteados, posicionando-os para trás, especialmente nos modelos mais polidos, como coques e rabos de cavalo, a dica é umedecer os fios na frente da testa com um borrifador com água e, em seguida, secá-los com a ajuda de um secador até ficarem na posição que você deseja.

Para fixá-los, aplique um óleo capilar e texturizador (pomada ou gel) e, depois, modele-os para trás com a ajuda de uma escova de dentes limpa. Prontinho! Esses são os truques perfeitos para disfarçar os cabelos mais rebeldes, mantendo-os na posição correta e camuflados entre os demais fios.

Como apostar na tendência no dia a dia?

Apesar de o Baby Hair parecer uma tendência especial para mudar o visual em eventos mais importantes ou formais, ele também pode ser adotado para modelar os cabelos no dia a dia. Com uma escova de dentes velha e um pouco de sérum ou gel, você pode pentear os fiozinhos rentes à testa para baixo de acordo com o seu estilo.

Se você é mais descolada, basta adotar o estilo natural com os cabelinhos bagunçados. Já para as mais discretas, a dica é moldar os fios colados à testa junto com um penteado preso, o que é perfeito para os dias mais quentes do verão.

Para os eventos noturnos, não tenha medo de ousar! Investir em efeitos ultramodernos e ondulados coladinhos, que são mais conceituais, é a sua melhor aposta. Ondas trabalhadas e posicionadas estrategicamente no contorno do rosto requerem mais paciência, mas podem dar o diferencial que você procura ao look.

Gostou do artigo? Já experimentou usar a tendência do Baby Hair nos seus cabelos? Então, compartilhe!

Até a próxima!

/* ]]> */