Recomendados para você
Beleza Nutrição Plantas Medicinais Saúde

As propriedades e os benefícios da calêndula

Você já ouviu falar sobre a calêndula, flor ornamental que tem uso medicinal e culinário? Saiba quais os benefícios, propriedades medicinais e como utilizar a calêndula para tratar várias enfermidades!

A calêndula, nome científico Calendula officinalis, popularmente chamada de Malmequer e Maravilha-do-jardim, é bem semelhante às margaridas. Suas flores de cor amarela ou laranjada são bastante perfumadas e suas folhas bem aveludadas, costumam compor arranjos ou enfeitar vasos e jardineiras.

O uso da calêndula na história

A calêndula é uma das primeiras flores mais antigas a ser cultivada. Na Grécia Antiga as flores eram utilizadas para decoração e para a preparação de água aromatizada para o uso após o banho. Era também considerada a flor da gratidão e de recordações amorosas. No Egito era utilizada como um rejuvenescedor. Os romanos a utilizavam como substituta do açafrão.

Os árabes acrescentavam a calêndula à ração dos cavalos de raça por acreditarem que ela aumentava e melhorava a circulação sanguínea, o que os deixariam mais fortes. Para os espanhóis, ela era considerada uma planta ligada à magia e usada por feiticeiros como talismã. Durante a Guerra Civil Americana, que durou de 1861 a 1865, foi muito utilizada por suas propriedades anti-inflamatória, antisséptica, cicatrizante e por sua ação bactericida.

Propriedades medicinais da calêndula

A calêndula possui ação anti-inflamatória, antisséptica, refrescante, antialérgica, antiespasmódica, bactericida, antifúngica, antitumoral, emenagoga, colagoga, antiflogística, diaforética, entre outras.

A sua constituição química consiste em:

  • Vitamina B e C;
  • Ácido salicílico e oleânico;
  • Resinas;
  • Iodo orgânico, que é o responsável por sua propriedade antisséptica, evitando a formação de pus em cortes e queimaduras, auxiliando na granulação dos tecidos acelerando a cicatrização;
  • Mucilagem;
  • Carotenoides;
  • Xantofila, flavoxatina, flavocromo, mutacromo, autocromo, crisantemaxantina;
  • Cálcio e silício;
  • Saponinas;
  • Flavonoides como quercentina e quercentinoglicosideo;
  • Princípios amargos;
  • Ésteres colesterínicos;
  • Pigmento calendina;
  • Mono, di e tripertenos;
  • Cumarinas;
  • Óleos essenciais.

Benefícios da calêndula para a saúde

A calêndula, está disponível nas farmácias homeopáticas e lojas de produtos naturais, na forma de tintura-mãe, extrato, cremes, unguentos, óleos essenciais e para massagens, sabonetes, xampus e suas flores que são utilizadas para tratar uma infinidade de problemas. Confira a riqueza medicinal por traz dessa flor!

  • Sua ação cicatrizante auxilia no tratamento de gastrite e ulcera duodenal;
  • Regenera os tecidos danificados reduzindo a inflamação causada por queimaduras, escaras, queimaduras de sol, vermelhidão da pele, acne, verrugas, eczemas, impetigo, picadas de insetos e abcessos;
  • Auxilia nos quadros e cólicas e menstruação irregular e é antiabortiva;
  • Previne assaduras e protege dos raios UVA e B;
  • Favorece a produção da bile;
  • Trata as feridas purulentas de difícil cicatrização;
  • Estimula o funcionamento dos rins e estimula a eliminação de toxinas através da transpiração;
  • Fortalece o sistema cardiovascular;
  • Auxilia no tratamento da artrite e artrose;
  • Trata a dor de cabeça e de dente;
  • Auxilia no tratamento das mucosas da boca e problemas da garganta.

Utilização da calêndula

Quer saber como usar a calêndula e quais as suas indicações? Então confira como fazer corretamente o seu uso e tirar o melhor proveito para a saúde de uma forma geral.

Chá de calêndula

A infusão com as flores é indicada para o tratamento de gastrites, úlceras, gripe, escorbuto, inflamação nos olhos, menopausa, cólicas menstruais e intestinais, e inflamação do esôfago. Sua ação é desintoxicante e antiespasmódica.

Ingredientes

  • 300 ml de água;
  • 1 colher de sopa de flores secas de calêndula.

Modo de preparo

  • Coloque as flores em uma xícara;
  • Ferva a água e derrame sobre elas;
  • Deixe descansar por 2 minutos;
  • Ingira 2 xícaras de chá ao dia entre as refeições sem adoçá-lo.

Tintura-mãe

A tintura-mãe pode ser usada internamente para tratar problemas de fígado, má digestão, problemas menstruais e dores em geral. Mas também pode ser utilizada externamente para tratar feridas, queimaduras, abcessos, furúnculos, em compressas para ferimentos, em gargarejos e bochechos para tratar problemas como mau hálito, aftas, estomatite, gengivite e dor de dente.

Uso interno da tintura-mãe

Para o uso interno basta adicionar 10 gotas de tintura-mãe em 200 ml de água e ingerir 3 vezes ao dia durante uma semana.

Uso externo da tintura-mãe

Para tratar os problemas de pele, dilua 20 gotas da tintura em 200 ml de água morna e aplique sobre as regiões afetadas de 3 a 4 vezes ao dia. Para gargarejos e bochechos, que deverá ser feito por 3 vezes ao dia, dilua 10 gotas em 200 ml de água morna.

Sumo das flores frescas

Aplicar compressas frias feitas com flores frescas e vinagre, alivia rapidamente a dor de cabeça ou dor de dente. Esse sumo também pode ser utilizado para tratar verrugas, calos e pólipos, bastando coloca-lo sobre eles deixando agir por 15 minutos.

As compressas quentes são eficazes no tratamento de gastrites, úlceras, cólicas menstruais e intestinais, disfunções hepáticas e digestivas, policistos, fibromas e espasmos. Para o prepara da compressa basta aquecer 2 litros de água e adicionar 2 colheres de sopa de sumo das flores de calêndula e aplicar na região afetada com o auxilio de uma tolha durante 15 minutos.

Cataplasma

A cataplasma feita com as flores secas de calêndula é um poderoso antisséptico para feridas, acne, úlceras de pele e inflamações purulentas. Basta socar muito bem as flores até obter uma pasta. Coloque a pasta entre duas gazes ou aplique diretamente na região afetada deixando agir por 10 minutos.

Óleo essencial

O óleo essencial é utilizado em banhos de imersão para tratar a ansiedade, inquietação, angústia, irritabilidade e a depressão. Basta adicionar de 5 a 10 gotas na banheira. O óleo essencial é utilizado no preparo de supositórios por sua ação anti-inflamatória e antisséptica. Ele também é usado para massagens atuando como um revigorante.

Calêndula na culinária

Na época do Renascimento as pétalas secas de calêndula eram utilizadas para o preparo de sopas e colorir queijos e manteigas. Atualmente elas ainda são utilizadas como corante e quando frescas no preparo de saladas, e de sanduíches que levam ainda maionese, creme de leite e gergelim. Suas folhas, quando novas, são consumidas da mesma forma que o espinafre e o agrião. Além de saborosas e dar um toque todo especial ao prato, elas auxiliam no processo de digestão evitando a fermentação e os gases.

Vinagres e vinhos

Já na França, os botões das flores de calêndula são maceradas durante 21 dias no vinagre de maçã e é utilizado no preparo de vinagretes. Para o preparo do vinho, pétalas são colocadas em vinho branco e maceradas durante sete dias. Ele é utilizado para tratar glândulas inflamadas e é ingerido um cálice antes das principais refeições durante 3 dias.

Considerações finais

A calêndula não possui contraindicações e nem efeitos colaterais, exceto se a pessoa for alérgica. No entanto, a superdosagem pode provocar irritação, nervosismo, falta de apetite e dor de estômago. Procure sempre um médico para maiores informações e esclarecimentos quanto ao uso de qualquer medicação.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */