Frutas Nutrição

10 benefícios da pinha: saiba por que a fruta é importante para a saúde

Benefícios da pinha

Manter uma alimentação saudável é o principal requisito para quem quer ter uma melhor qualidade de vida e um corpo sempre sadio e em boa forma. No entanto, essa não é uma tarefa assim tão fácil de colocar em prática.

Isso porque entrar em uma reeducação alimentar exige uma mudança no modo de olhar para os alimentos e conseguir distinguir quais realmente fazem, de fato, bem à saúde, quais fazem mal e não devem estar no cardápio, além da quantidade em que estes devem estar na rotina para não prejudicar a saúde.

Veja também – Descubra os benefícios da graviola para a sua saúde e bem-estar

Somente depois disso, é possível avaliar quais parecem saudáveis, mas não são, e quais aqueles que são ditos como “inimigos da dieta”, mas que não são tão horríveis quanto se pensa.

Sendo assim, no artigo de hoje, você vai começar a entender que alguns deles, mesmo não tão presentes na nossa alimentação, podem fazer muito bem à saúde e, inclusive, dar aquela forcinha que você estava precisando para emagrecer com saúde e de uma vez por todas.

Um deles é a pinha, uma fruta originária das Antilhas, também conhecida como “fruta do conde”, que além de deliciosa, é extremamente nutritiva e pode prevenir e tratar diversas doenças que acometem o nosso corpo. De casca rígida e polpa doce, ela é recheada de poderes e efeitos benéficos ao nosso corpo e bem-estar, sendo este motivo de sua popularidade aqui no Brasil.

Dentre os seus nutrientes essenciais à saúde podemos citar a vitamina A, vitaminas do complexo B (B1, B2, B5 e B6), vitamina C, além de ferro, cálcio, potássio, magnésio, fósforo, proteínas, carboidratos, niacina, entre outros.



Quer saber mais sobre os benefícios da pinha para a saúde e por que ela não pode mais faltar no seu cardápio a partir de agora? Então, fique de olho nos próximos parágrafos desse post!

Benefícios da Pinha para a saúde [Infográfico]

1 – Faz bem para a pele e cabelos

Pinha para pele e cabelos

Devido às boas quantidades de vitamina A em sua composição, a pinha é considerada uma excelente aliada das vaidosas nos cuidados com o cabelo e a pele. Isso porque ela é capaz de combater os radicais livres presentes em sua composição, principais causadores do envelhecimento precoce, e, sendo assim, prevenir o aparecimento de rugas, linhas de expressão, manchas e sulcos na derma.

Nos cabelos, a fruta pode ser usada como principal ingrediente em máscaras e soluções caseiras para aplicar nos fios. O resultado será de madeixas mais hidratadas, brilhosas, macias e sem frizz.

2 – Ajuda no ganho de peso

Assim como a pinha pode ajudar na perda de peso, consumir a fruta também serve para causar o efeito contrário no corpo, ou seja, auxiliar no ganho de peso. Pode parecer estranho, mas muitas pessoas possuem a dificuldade de conseguir subir os ponteiros na balança, o que pode ser conseguido facilmente e de forma saudável ao inserir a fruta na alimentação de forma regular.

3 – Auxilia na gravidez

Pinha para a gravidez

Se você está grávida ou planejando ter um filho também pode ter a pinha como a sua aliada para melhorar a sua saúde e do seu bebê. Isso porque as vitaminas e minerais presentes na fruta podem ajudar a desenvolver o cérebro e o todo o sistema nervoso, além do sistema imunológico do feto de forma saudável e eficaz.

Além disso, consumir a pinha também pode evitar os riscos de aborto e, ainda, amenizar as dores do parto. Durante os primeiros meses de gestação, também é possível aliviar os sintomas da chamada “doença da manhã”, combatendo as náuseas, enjoos, dormências e alterações de humor comuns deste período, além de ajudar na produção de leite materno.

4 – Combate a asma

Rica em vitamina B6, a pinha também pode ser consumida para prevenir ou combater os sintomas da asma, como é o caso dos ataques asmáticos. Além disso, comer a fruta também pode ajudar a diminuir a inflamação brônquica.

5 – Protege o coração

Pinha para o coração

A pinha possui um alto teor de magnésio, um mineral essencial no relaxamento dos músculos, inclusive do coração. Portanto, ao inserir a fruta na sua dieta, é possível proteger o coração de diversos males, como ataques cardíacos, hipertensão, AVC, aterosclerose e derrames, por exemplo.

Além disso, por conter entre os seus nutrientes também a vitamina B6, a fruta também é capaz de prevenir a coleta de homocisteína e, portanto, evitar o risco de doenças no sistema cardiovascular.

6 – Melhora a digestão

A pinha é uma excelente fonte de fibras e cobre, nutrientes considerados essenciais para a melhora do funcionamento do nosso sistema digestivo. Sendo assim, ao consumi-la, você pode melhorar a digestão e facilitar o movimento do intestino, prevenindo e aliviando o desconforto causado pela prisão de ventre ou diarreias.

7 – Controla a diabetes

Pinha para diabetes

Por ser rica em fibras, consumir a pinha ou “fruta do conde” também pode retardar a absorção de açúcar no sangue e diminuir os riscos do desenvolvimento da diabetes tipo 2. Por isso, se você é uma paciente diabética pode inserir a fruta na sua alimentação tranquilamente para evitar picos de insulina que possam levar ao agravamento da doença. Além disso, pessoas com predisposição à diabetes também pode consumir a pinha como uma medida preventiva para proteger o corpo.

8 – Reduz a pressão arterial

Com alto teor de magnésio e potássio em sua composição, a pinha também pode ajudar a manter os níveis da pressão arterial sob controle, o que é outro ponto positivo para o coração, uma vez que ele pode ficar livre de doenças causadas pela pressão alta, como é o caso da hipertensão.

9 – Controla o colesterol

Pinha para colesterol

A pinha contém altos níveis de fibras e de niacina, o que quer dizer que, ao consumi-la, você pode baixar as taxas do colesterol ruim (LDL) no sangue e aumentar as do bom colesterol (HDL), mais uma boa notícia para a saúde do nosso coração.

10 – Combate a anemia

Alta fonte de ferro, a pinha também pode prevenir e tratar a anemia, uma doença causada justamente pela deficiência desse mineral na corrente sanguínea. Portanto, é uma boa opção de fruta para incluir na alimentação de crianças e gestantes, que são as mais propícias a desenvolver a doença.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Raiane

/* ]]> */