Acessórios Moda

Descubra a beleza das biojoias aqui!

Biojoias

O uso de materiais orgânicos disponíveis na natureza para fazer adornos é uma prática muito antiga utilizada pelos índios e negros. As biojoias ou ecojoias são peças de joalheria produzidas exclusivamente e de forma artesanal, projetadas por um designer de joias, utilizando matéria prima disponível na natureza. Conheça como são feitas essas verdadeiras obras de arte!

Quais materiais são utilizados na criação das biojoias?

As biojoias são produzidas através da combinação de metais preciosos com pedras e uma diversidade enorme de materiais orgânicos.

Metais preciosos

Os metais preciosos mais utilizados são:

  • Ródio;
  • Platina;
  • Ouro;
  • Rutênio;
  • Irídio;
  • Ósmio;
  • Paládio;
  • Rênio;
  • Prata;
  • Índio.

Pedras preciosas ou semipreciosas

As pedras mais utilizadas são:

  • Ametista;
  • Âmbar;
  • Azurita;
  • Água marinha;
  • Alexandrita;
  • Diamante;
  • Esmeralda;
  • Citrino;
  • Jade;
  • Granada;
  • Euclásio;
  • Malaquita;
  • Lápis-Lázuli;
  • Opala;
  • Pedra do sol;
  • Pedra da lua;
  • Safira;
  • Rubi;
  • Peridoto;
  • Topázio;
  • Turquesa;
  • Turmalina;
  • Rutilo.

Além das gemas, o silício extraído de plantas também é utilizado para a confecção das biojoias. Após sua extração, o silício é submetido a um processo térmico e colorido com corantes naturais o que faz com que ele se solidifique. Depois a pedra é lapidada e utilizada para a criação das joias.

Materiais orgânicos

A natureza oferece inúmeros materiais que podem ser utilizados na confecção das biojoias. Conheça alguns.



  • Conchas;
  • Lascas de madeira;
  • Couro;
  • Ossos;
  • Penas;
  • Sementes;
  • Frutos;
  • Madrepérola;
  • Fibras vegetais;
  • Casca de coco;
  • Pele de peixes.

Como são produzidas as biojoias?

As biojoias são produzidas artesanalmente e tem como princípio básico a conservação e preservação ambiental. Desenvolvidas por um designer de joias, que após desenhá-la seleciona os materiais que serão utilizados para a sua confecção criando peças harmoniosas e em perfeito equilíbrio. O que diferencia as biojoias das joias e das bijuterias tradicionais é a sua originalidade e exclusividade.

Podemos encontrar biojoias em peças como:

  • Anéis,
  • Pulseiras;
  • Brincos;
  • Colares;
  • Braceteles;
  • Tiaras;
  • Gargantilhas;
  • Correntes;
  • Alianças;
  • Pingentes.

A coleta do material orgânico para a confecção das biojoias é feito de maneira sustentável e tem também como objetivo promover o sustento das comunidades envolvidas na extração e coleta da matéria-prima.

Como é feito o tratamento do material orgânico utilizado para a confecção das biojoias?

Toda a matéria-prima utilizada na confecção das biojoias passa por um tratamento de esterilização e polimerização retirando a umidade para que não ocorra a proliferação de fungos e bactérias. As cascas de coco são hidratadas com óleos naturais que evitam a proliferação de fungos. Na madeira, para que sua durabilidade seja maior, são usados compostos químicos como ácidos e sultatos.

Como cuidar das biojoias?

Como as bijuterias e as joias, as biojoias também devem ser guardadas atentando para alguns detalhes.

1. Guarde as biojoias em local seco e arejado

É muito importante guardar as biojoias longe da umidade. Mesmo que estejam em caixas e gavetas, a umidade pode aceleração o processo de oxidação. Procure guarda-las individualmente em sachês com sílica-gel, que irá absorver a umidade do ambiente e conservá-las por mais tempo.

2. Mantenha as biojoias longe da água, produtos químicos e perfumes

Com o passar do tempo a oxidação é um processo natural que ocorre com o metal mas que pode ser acelerado em contato com a água, produtos químicos, como creme hidratante, xampus, e perfumes. Procure não tomar banho com elas, aguarde um tempo para coloca-las depois de passar cremes ou perfumes.

3. Não pratique atividade física com as biojoias

A transpiração excessiva durante a prática de atividades físicas libera alto teor de ácido úrico, substância que irá provocar a oxidação dos metais e consequentemente o seu escurecimento.

4. A limpeza das biojoias

Limpe as peças sempre após usa-las com uma flanela macia e seca.

O que faz das biojoias serem um grande sucesso e reconhecidas internacionalmente?

As biojoias são muito apreciadas não só por sua beleza, mas por serem produzidas de forma sustentável e ecologicamente correta na maioria das vezes. O uso de sementes, capim, folhas, frutos, madeiras, entre outros, juntamente com metais e pedras, criam peças exclusivas, coloridas e alegres que expressam a cultura brasileira. Conheça algumas peças criadas a partir de material orgânico, pedras e metais.

Capim dourado

O capim dourado é uma espécie de sempre-viva encontrada em abundância na região do Jalapão, no Tocantins, e muito utilizado na confecção de artesanatos como bolsas, chapéus, potes, mandalas e bijuterias, herança do povo indígena Xerente. Agora, o capim dourado é amplamente utilizado na confecção das biojoias.

Sementes de Tucumã

O tucumã é uma palmeira nativa da região amazônica, seus frutos são doces e com sabor parecido com o do damasco. Suas folhas maceradas se transformam em uma fibra resistente e são utilizadas no artesanato de malhadeiras e redes de dormir. Suas sementes são utilizadas na confecção de anéis, pulseiras, entre outras peças.

Capim rosário ou Lágrimas de Nossa Senhora

Conhecidas também como conta de lágrimas possui uma cor cinza azulada, tradicionalmente utilizada na confecção de terços, ganha mais beleza e delicadeza nas peças de biojoias.

Pele de Tilápia

A pele da tilápia, peixe pequeno de água doce encontrado nas águas da bacia do Rio Amazonas, era descartado após ser separado o filé, agora é aproveitado na confecção de pulseiras, braceletes e brincos, entre outros. É mais fino e macio que o couro de boi, porém mais resistente e aceita muito bem todos os tipos de coloração.

Açaí

Fruto muito consumido principalmente na região norte do país, as sementes são utilizadas para a confecção das peças, ressaltando que somente a que são encontradas no chão, não havendo nenhum desperdício ou mau uso do fruto.

Casca de coco

A casca de coco apesar de ser fina e lisa é altamente resistente e é utilizada na confecção de várias peças.

Olho de cabra

Conhecida por espantar o mau olhado, o olho de cabra, espécie do Cerrado brasileiro, possui frutos em forma de vagem e suas sementes são bicolores: vermelha e preta, sendo principalmente utilizada para a criação de colares.

Jarina

Jarina é uma variedade de palmeira e seus frutos são conhecidos como “marfim vegetal” por sua coloração e consistência. Além de amplamente utilizado na confecção de biojoias é muito usado na fabricação de botões.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */