Nutrição Plantas Medicinais Saúde

Boswellia Serrata combate asma e dores nas articulações; saiba mais

As plantas medicinais tornaram-se bastante comuns no uso popular quando o assunto é cuidar da saúde e bem-estar, isso graças ao seu fácil acesso, maior eficiência em relação aos medicamentos industrializados e, é claro, baixo custo. Por isso, várias espécies passaram a ser estudadas pela ciência para conhecer os benefícios que essas alternativas naturais podem trazer ao nosso corpo.

Uma delas é a Boswellia Serrata, que você vai conhecer melhor no nosso artigo de hoje. Nativa da Índia e Arábia Saudita, essa planta medicinal tem o seu extrato bastante utilizado pela Medicina Ayurveda (conhecimento médico oriundo da Índia) para fabricar produtos de beleza, sabonetes, alimentos, bebidas e incensos, assim como acontece com outras plantas do gênero boswellia.

No entanto, o que poucas pessoas sabem é que ela também pode ser amplamente utilizada na medicina para tratar e curar diversos males, devido às suas propriedades anti-inflamatórias. E se você aí do outro lado da telinha sofre com dores nos joelhos e articulações, ou outras doenças crônicas, vai adorar saber quais são os benefícios da Boswellia Serrata para a saúde, além dos seus efeitos colaterais e formas de usar.

Vem comigo!

Benefícios

Entre as substâncias ativas dessa plantinha medicinal estão os ácidos boswelicos, os principais responsáveis por oferecerem suas propriedades anti-inflamatórias. Por isso, ela é reconhecida pela ciência por ajudar a prevenir e tratar vários tipos de doenças crônicas, podendo ajudar os pacientes a aliviar as dores e demais sintomas. Veja:

Artrite

Vários estudos comprovaram a eficiência da Boswellia Serrata no tratamento de doenças como artrite reumatoide (doença que afeta o tecido conjuntivo, articulações e alguns órgãos internos como pulmões, coração e rins) e osteoartrite (doença degenerativa das articulações).

Um deles, divulgado em 2006, mostrou que a substância beneficia pacientes em tratamento contra a artrite reumatoide. Outra pesquisa, desta vez realizada em 2008, testou a eficácia da planta medicinal em 30 pessoas com osteoartrite. Durante os testes, metade delas ingeria placebo e a outra metade a Boswellia Serrata durante um período de oito semanas. Posteriormente, os grupos foram trocados, de modo que todos ingeriram as duas substâncias.

O resultado foi que aqueles que consumiram a plantinha relataram redução nas dores nos joelhos, maior facilidade para caminhar longas distâncias e melhoria na flexibilidade. Além disso, os pacientes também sentiram uma boa diminuição do inchaço nas articulações do joelho.

De um modo geral, o extrato utilizado foi bem tolerado pelos pacientes, causando apenas alguns efeitos colaterais leves, como problemas gastrointestinais.

Especialistas também acreditam que o extrato ou suplemento feito à base da Boswellia Serrata também podem ser benéficos para problemas como crises de tosse e cólicas muito fortes em períodos menstruais.

Asma

Em 1998, outro estudo mostrou que a Boswellia Serrata também é capaz de aliviar os sintomas da asma. Durante a pesquisa, os pesquisadores notaram que 70% dos pacientes que usaram uma quantidade de 300 mg da planta três vezes ao dia, durante seis semanas, sentiram melhora em relação aos sintomas da doença e, ainda, redução em relação ao número de ataques.

Colite

A colite, que nada mais é que uma inflamação no intestino grosso, também está na lista das doenças crônicas que podem ser tratadas com a Boswellia Serrata. Um estudo realizado em 2007 com 31 portadores da doença mostrou que os indivíduos que tomaram 400 mg de extrato da plantinha medicinal três vezes ao dia, durante seis semanas, obtiveram mais chances de entrar em processo de remissão da doença em comparação com aqueles que haviam ingerido placebo durante o mesmo período.

Além disso, anteriormente a esse estudo, uma pesquisa já havia constatado que 14 de 20 pessoas com colite entraram em processo de remissão da doença depois de consumirem 900 mg da substância diariamente durante seis semanas.

Como usar?

Boswellia Serrata pode ser consumida em forma de extrato, óleo essencial ou cápsulas. Para cada situação, existe uma recomendação de dosagem adequada da substância, o que deve ser feito por um médico ou fisioterapeuta. Porém, de um modo geral, é indicado:

  • Em cápsulas ou extrato: Tomar cerca de 300 mg, 3 vezes ao dia, para o tratamento da colite, asma, edema, osteoartrite ou artrite reumatoide.
  • Em óleo essencial: Pode ser utilizada como cataplasma para tratar feridas. Para isso, basta acrescentar o óleo essencial em uma compressa e aplicar sobre a região afetada.

Contraindicações e efeitos colaterais

Apesar de todos os benefícios mencionados anteriormente, é válido lembrar que a Boswellia Serrata também pode causar alguns efeitos colaterais indesejados, especialmente se for consumida fora das quantidades recomendadas.

Alguns deles, mesmo pouco relatados, incluem alergias, dores no peito, suor excessivo, dificuldades para respirar ou até urticária. Nestes casos, a recomendação é suspender o uso do produto imediatamente e procurar ajuda médica.

Além disso, também foram relatados por alguns pacientes que fizeram tratamento com a plantinha medicinal casos de dermatite, que inclusive foram comprovados por pesquisadores do departamento de dermatologia de um hospital na Espanha e, ainda, por testes clínicos feitos em uma universidade indiana.

Em tratamentos de osteoartrite, foram registrados problemas gastrointestinais, em alguns pacientes, como desconfortos estomacais, azia, diarreia e náuseas. Por isso, o uso da planta não é recomendado para pessoas que tenham histórico de problemas gastrointestinais, a não ser que esteja sob orientação e prescrição médica.

Da mesma forma, a utilização de Boswellia Serrata ou qualquer produto à base da plantinha medicinal não pode ser feita por mulheres grávidas, que ainda estejam amamentando os seus bebês ou até mesmo que planejem ter um filho.

Isso porque as substâncias presentes em sua composição são capazes de causar contrações no útero e promover a menstruação, podendo levar a problemas no nascimento do bebê e até induzir o aborto.

Além disso, pessoas que fazem uso contínuo de medicamentos também devem ficar atentas à interação com o extrato ou suplemento feitos à base da Boswellia Serrata. Isso porque ela pode aumentar os efeitos ou toxicidade de remédios para tratar asma, suplementos usados para abaixar o colesterol, substâncias usadas no tratamento contra problemas no joelho e agentes antifungos e remédios contra o câncer.

Ainda, a planta pode diminuir a eficiência de medicamentos anti-inflamatórios, antibióticos e sedativos. É justamente por este motivo que, antes de optar por iniciar um produto à base da planta, é fundamental conversar com o médico para ter certeza de que ele não irá atrapalhar ou agravar o efeito de algum medicamento que você esteja tomando.

Onde comprar e preço

Boswellia Serrata pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, geralmente em forma de extrato, óleo essencial ou cápsulas, inclusive pela internet. O preço vai variar conforme a marca, tamanho da embalagem e estabelecimento onde você está comprando o produto.

Vale a pena fazer uma pesquisa aprofundada para conseguir adquirir um produto 100% natural, que é o mais indicado para conseguir todos os benefícios listados nesse artigo e, ainda, ficar livre de efeitos colaterais indesejados.

Cuide-se e até a próxima!

LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
close-link
/* ]]> */