Saúde

Bromidrose: saiba mais sobre o “mau cheiro do suor”

Sabe aquele cheirinho ruim que sai das axilas logo depois de você ter suado bastante? Ou então, aquele cheirinho desagradável que fica nos seus tênis depois que você os usa o dia inteiro? Esses cheirinhos desagradáveis são conhecidos como “Cê-cê” ou “Chulé”. Graças a uma condição chamada de Bromidrose, a sudorese corporal possui um cheiro totalmente desagradável.

O suor é produzido pelas glândulas sudoríparas que estão presentes em toda a extensão de pele. Essas glândulas possuem um papel fundamental no organismo que é de manter e regular a temperatura do corpo. Essa temperatura deve ser mantida em torno dos 36,5ºC.

Algumas pessoas possuem um suor com cheiro totalmente desagradável. Essa condição chamada de Bromidrose não é grave, então não precisa se preocupar.

O que ocorre nas pessoas que possuem esse tipo de desconforto é um certo tipo de prejuízo em relação a qualidade de vida do indivíduo, pois muitos se sentem incomodados em relação ao cheiro que exalam depois de transpirarem.

O excesso de produção de suor em determinadas regiões são excelentes para a proliferação maciça de algumas bactérias que causam o mau cheiro. Apesar de causar desconforto no indivíduo que apresenta a Bromidrose, seu tratamento é feito de maneira muito simples.

Conheça os tipos de glândulas sudoríparas

As glândulas sudoríparas são divididas em dois tipos, as écrinas e as apócrinas. Distribuídas ao longo do corpo, as écrinas possuem como função principal a termo regulagem.

O suor eliminado por elas não possuem nenhum tipo de odor, pois a sua constituição é basicamente de sais minerais e água. Esses sais minerais não conseguem se decompor, então não são capazes de provocar nenhum tipo de odor.

As glândulas sudoríparas apócrinas ao contrário das écrinas não estão presentes em todo o corpo. Elas são encontradas apenas em algumas regiões como as axilas, ao redor dos mamilos, em toda a área genital e couro cabeludo.

O suor que essas glândulas secretam possuem um odor nada agradável. Os folículos pilosos que eliminam o suor, que além de conter sais minerais, também possuem alguns restos celulares.

Quando esses restos celulares são expostos a ação das bactérias, o dor ruim é produzido instantaneamente. Essas bactérias e fungos conseguem se reproduzir muito mais rápido em um ambiente quente e úmido, onde haja principalmente a falta de luz.

É justamente essa condição que o organismo produz esse suor tão desagradável que é chamado de Bromidrose.

Quais são as causas do surgimento da Bromidrose?

As principais causas para que a Bromidrose apareça estão ligadas principalmente a algumas condições.

Confira a seguir quais são elas:

  • Ação microbiana;
  • Diabetes do tipo 1 e 2;
  • Ação de alguns alimentos como cebola e alho;
  • Produção desregulada de alguns hormônios.

Assim que essa condição de suor desagradável começa a aparecer é indicação de que já está na hora de começar algum tratamento preventivo.

Características dos principais sintomas

Os sintomas que caracterizam o surgimento de uma Bromidrose é justamente o odor desagradável do suor, que foi infectado por microrganismos vivos.

As regiões que são quentes e úmidas como a virilha e a axila são as mais comuns de apresentarem esses sintomas de odor fétido.

Indivíduos que estejam entrando na puberdade ou que já estejam entrando na vida adulta são os que apresentam maior incidência de casos de suor com odor desagradável.

Caso você tenha notado que o suor nessas regiões anda muito forte, isso pode indicar a presença da condição de Bromidrose.

Quais as melhores formas de tratar essa condição tão desagradável?

Quem tem que fazer o diagnóstico e indicar os melhores tratamentos são os profissionais especialistas nos assuntos relacionados a pele, nesse caso os médicos Dermatologistas podem te ajudar.

O tratamento da Bromidrose é bem simples, o ideal é que se trate em primeiro lugar as causas que estão levando o corpo a apresentar essa condição de sudorese com cheiro tão forte.

O primeiro passo que a pessoa tem que dar envolve a limpeza profunda de toda a região afetada. A limpeza da pele serve para que a higiene seja mantida e com isso as bactérias e fungos não ganhem espaço para proliferarem.

Alguns locais do corpo devem receber uma atenção especial, axilas, pés e principalmente as mãos devem ser higienizados corretamente. Essas regiões são as que mais concentram glândulas sudoríparas.

Outra maneira de se fazer o tratamento adequado da Bromidrose é utilizando produtos de higiene feitos para essa finalidade. Existem no mercado diversos desodorantes antitranspirantes que diminuem a produção de suor. Existem inclusive alguns com ação fungicida, bactericida e antimicótica.

Os médicos utilizam os procedimentos cirúrgicos apenas em último caso. Casos de cirurgia são extremamente raros. Essas cirurgias existem apenas para controlar a quantidade de produção de suor e não para curar definitivamente essa condição.

Recomendação e prevenção da Bromidrose

Existem algumas recomendações que devem ser tomadas para que essa condição não apareça mais.

A primeira recomendação é que a pele afetada esteja sempre limpa e seca. Depois de tomar banho, seque bem a pele, especialmente nas regiões da axila e virilha, entre os dedos dos pés, local preferido para o surgimento de frieira.

Uma excelente opção é utilizar o secado de cabelos em uma temperatura mais morna para eliminar totalmente os locais úmidos.

Sabonetes antissépticos e bactericidas são excelentes.

Uma ótima recomendação que vai te ajudar a prevenir esses episódios é trocar todo o tipo de roupa com tecido sintético por roupas com tecido de algodão.

Troque as suas meias de tecido sintético por meias de algodão e deixe os seus sapatos em lugares mais ventilados.

Nunca se automedique, procure sempre um especialista.

Depilar as regiões afetadas deve ser uma das primeiras medidas a tomar para evitar a proliferação desse tipo de desconforto. Mesmo que você seja homem, deixe o seu preconceito de lado, é melhor ficar sem pelos do que com bactérias e fungos.

Retirar os pelos ajuda a pele a respirar e até diminui a quantidade de suor produzido. Se você notar que mesmo depois da depilação o mau odor persistir, então procure um especialista para te dar mais dicas de como tratar essa condição de Bromidrose.

Se você não fizer isso seu cabelo vai quebrar...


/* ]]> */