Beleza Cabelos

Cabelo orgânico: saiba como ter um e cuidar do seu

Já pensou em ter um cabelo divo igual ao da Beyoncé? Talvez você não saiba, mas não só a cantora pop como tantas outras celebridades apostam em apliques idênticos aos cabelos humanos para mudar o visual e, ainda, preservar os fios naturais.

Afinal, com a rotina puxada de shows, eventos, publicidade, entrevistas à imprensa, viagens, além de mudanças frequentes no tamanho, textura e cor do cabelo para diferentes trabalhos em curto espaço de tempo, não é fácil para nenhuma artista manter os fios naturais sem nenhum dano, concorda?

É para isso que surgiu no mercado beauté e tem sido cada vez mais procurado pela mulherada o chamado cabelo orgânico, que você vai conhecer melhor no nosso artigo de hoje. Para quem não sabe, este nada mais é que um aplique capilar com fios semelhantes aos de cabelo humano, tanto no toque quanto na aparência, que se tornou uma alternativa ao cabelo sintético pode deixar o visual com aspecto mais natural, enquanto mantém a saúde das nossas madeixas originais.

Dentre as vantagens deste tipo de fio está a possibilidade de fazer tudo o que a gente faz normalmente no cabelo natural, como lavar, tratar, usar secador, chapinha, babyliss, tingir, usar acessórios, além de poder transformar o look quando quiser, a partir de diferentes formas, cores e comprimentos!

Quer saber mais sobre o cabelo orgânico e como ter um para chamar de seu? Então, fique de olho nos próximos parágrafos desse artigo que eu te mostro dicas de como cuidar e onde comprar os fios orgânicos! Vamos lá?

O que é o cabelo orgânico?

O cabelo orgânico é um tipo de aplique capilar feito com fios semelhante aos de cabelo humano. Para ficar com a aparência natural e mais próxima dos originais, o aplique é feito com um material chamado de fibra biovegetal orgânica, que permite que os fios sejam lavados, tratados (hidratação, nutrição e reconstrução), alisados ou encaracolados com secador, chapinha ou babyliss e até tingidos.



Neste caso, o tingimento só pode ser feito com tonalizante ou banho de brilho, enquanto a temperatura máxima desses aparelhos de calor deve ficar entre 180 °C e 200 °C. Mesmo assim, esse tipo de fio é considerado mais vantajoso em relação à versão sintética, já que oferece um aspecto mais natural ao look e, ainda, pode ter a sua forma alterada (de liso para cacheado e vice-versa), além do tamanho e cor, que você pode mudar sempre que enjoar do visual.

Cabelo orgânico X Cabelo sintético

A diferença entre o cabelo orgânico e o cabelo sintético é que, enquanto o primeiro é feito com fibra biovegetal orgânica, este último é fabricado a partir de fibra japonesa ou de outro tipo de fibra sintética do tipo Kanekalon, conhecida por deixar a aparência de “cabelo de Barbie velha”. No caso da japonesa, o aplique recebe um tratamento de queratina para humanizar os fios, o que é um mistério e, infelizmente, quase nunca deixa o resultado tão natural quando o orgânico.

Além disso, ao contrário dos fios orgânicos, o cabelo sintético não pode ter a sua forma alterada e, portanto, não permite a aplicação de secador, chapinha ou babyliss. Isso significa que, ao comprá-lo, o ideal é escolher a textura que você quer ter no visual (lisa, ondulada ou cacheada) pelo período que durar o aplique sintético. Também não é possível tingir os fios sintéticos. Então, é só comprar e usar! Por isso, esse tipo de aplique é encontrado a preços mais baratos que o cabelo orgânico.

Como cuidar?

Depois de saber todos os benefícios do cabelo orgânico, chegou a hora de você conhecer quais são os cuidados que você precisa ter para cuidar dos seus novos fios “quase” naturais. Para começar, o primeiro segredo essencial para ter madeixas orgânicas dignas da Beyoncé é lavá-las pelo menos uma vez na semana, especialmente no caso de quem utiliza o método weave (trança raiz no cabelo costurado), já que pode ajudar a deixar o couro cabeludo e a raiz dos fios naturais limpa e seca.

Já para quem vai usar o cabelo orgânico preso a tic-tacs, o ideal é lavar os fios com shampoo em água corrente e deixá-los de molho por 10 minutos em uma mistura preparada com máscara de hidratação e uma colher de amaciante. Passado esse tempo, você pode deixar o aplique secar naturalmente e usá-lo em seguida.

O truque mais importante, independente da técnica que escolher para aplicar o seu cabelo orgânico, é saber que não é indicado lavá-lo todos os dias, pois isso pode desgastar os fios. Além disso, quem não for usar tic-tac, deve optar por dormir com o cabelo preso, sendo o coque o penteado mais recomendado para isso é um coque.

Com o passar do tempo, é comum que as pontas do seu cabelo orgânico passem a engrossar e ficar com um aspecto áspero. Para resolver esse problema, a dica é aplicar uma ou duas gotinhas de glicerina líquida nelas, sem exagerar, ou um reparador de pontas. Finalize passando a chapinha (se o seu orgânico tiver textura lisa) para selar os fios e deixar as pontas novinhas em folha.

Já para as donas de cabelo orgânico cacheado, esse truque pode não funcionar, uma vez que os fios podem não voltar à textura que você os comprou. Lembre-se que, por mais que os fios orgânicos se pareçam bastante com fios naturais, não são cabelo humano, ok?

Para finalizar, algumas pessoas costumam usar esse tipo de aplique a partir de técnicas como megahair, nó italiano, com queratina, entre outros. No entanto, segundo especialistas, os melhores métodos para aplicar o cabelo orgânico é a partir de weave, telas e tic-tacs. Converse com o seu cabeleireiro de confiança para que ele possa lhe recomendar o melhor tipo para você, de acordo com a sua rotina de cuidados com o cabelo.

Com esses cuidados, você pode deixar o seu cabelo orgânico sempre lindo e bem cuidado, como se tivesse sido comprado hoje e para que ele dure bastante tempo.

E aí? Gostou de saber mais sobre o cabelo orgânico? Já usou ou tem vontade de usar? Então, compartilhe!

Até a próxima!

Sobre o autor

Raiane

/* ]]> */