Doenças Saúde

Câncer de pele em cachorros: tipos, sintomas, causas e tratamento

Câncer de pele em cachorros

O câncer de pele é uma doença que a cada dia faz mais vítimas. Os animais, infelizmente, não escapam das estatísticas.

O número de cachorros atingidos por esta doença só aumenta.

Mas o que é o câncer de pele?

O câncer de pele canino é o desenvolvimento de um tumor, a partir do crescimento anormal de uma célula da pele, de forma descontrolada.

Sua reprodução faz com que o tumor se desenvolva e a doença se instale.

Tipos de câncer de pele em cachorros

Existem diversos tipos de câncer de pele nos caninos, e depende da célula que originar a doença. Os mais comuns são o Mastocitoma, Carcinoma Espinocelular e Carcinoma das Células Escamosas.

Sintomas

A maneira mais direta que o tumor se apresenta é com o aparecimento de nódulos nos animais. Normalmente há um caroço no local. No entanto, pode desenvolver algumas manchas na pele, o que é mais difícil de ser notado especialmente em cães de pelos longos. Feridas que nunca cicatrizam também podem ser um sintoma de câncer de pele.

O local do câncer pode gerar muita coceira no cão, e seu pelo pode cair mais do que o normal.

Assim, é importante ficar atento a todos os sinais do animal.

Causas

Assim como o câncer de pele humano, não se sabe ao certo o que causa a reprodução desorndenada das células para o aparecimento do tumor.

O sol, contudo, é apontado como grande causador. É importante que a exposição ao sol seja controlada e com proteção, e de preferência em horários em que a radiação é menor, como no começo da manhã ou no final da tarde.

Tratamento

Os caninos que possuem esta doença normalmente precisam passar por uma cirurgia para remoção, pois este é o tratamento mais comum quando tumor é diagnosticado em fases em que a retirada do tumor é possível.

Ainda, juntamente com a cirurgia, os tratamentos de quimioterapia e radioterapia são indicados.

Em cachorros, o câncer de pele costuma se espalhar com facilidade, especialmente pela normal demora no diagnóstico, já que os sintomas do começo da doença são silenciosos, e não levam a uma rápida busca por um veterinário.

Assim, os tratamentos costumam ter sucesso se o câncer for diagnosticado cedo.

No entanto, em casos de doença mais avançada, infelizmente as chances de cura são baixas para estes animais.

Prevenção

Além de evitar exposição demasiada ao sol, os donos dos cachorrinhos podem e devem tomar cuidados diários com a alimentação e produtos de limpeza. Devem procurar por raçoes sem excesso de química ou dar comida de verdade. Ainda, devem evitar produtos que contem ingredientes cancerígenos para dar banho nos bichinhos ou para limpar os locais em que eles ficam. Brinquedos de morder também podem ser um problema, se fabricados com materiais danosos à saúde.

Os cachorrinhos são bastante sensíveis a esta doença. Então, os donos devem tomar cuidados com a saúde do animal sempre, com alimentação e sol moderado. É importante ficar atento a qualquer sinal e procurar um veterinário em caso de suspeita, para que eventual tumor seja tratado rapidamente, aumentado a cura e diminuindo a dor dos queridos caninos.

LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
close-link
/* ]]> */