Nutrição Suplementos

Caseína: o que é, para que serve e quais os benefícios?

Muito falada nos últimos tempos, a caseína chegou prometendo ser um suplemento alimentar de alta importância especialmente para atletas, incluindo os de alta performance. Nas academias, é o novo xodó. Mas, afinal, o que é a caseína?

Falada nos últimos tempos, mas presente na vida do homem há milênios. Trata-se de uma proteína riquíssima em aminoácidos essenciais, nutriente que não fabricamos no nosso organismo e que, portanto, precisa ser consumida via suplemento alimentar.

Pertence ao grupo das fosfoproteínas (agrupadas do tipo H³PO4), é abundantemente encontrada no leite, especialmente de vaca ou cabras. No leite de vaca, representa 80% das proteínas, mas, no leite humano, apenas de 20% a 45%.

Essencial para fabricar queijos e iogurtes

Os químicos a explicam como um agente emulsificante, cuja função é manter unidas as moléculas de água e as de gordura que compõem o leite. Possui, por isso mesmo, importante valor nutritivo devido à grande variedade de aminoácidos que a compõem.

Trata-se de proteína altamente nutriente e de armazenamento. Possui características bem especiais, como, por exemplo, a de não sofrer desnaturação com o aumento da temperatura – quando o leite é fervido, por exemplo.

A estrutura da caseína somente é alterada quando é submetida a acidez elevada, o que provoca o rompimento das suas atrações elétricas que garante sua configuração original. Por isso, é essencial na fabricação de queijos e iogurtes.

Usada até para fabricar plásticos

São suas características químicas, cujas vantagens para o corpo humano veremos mais adiante. Devido a essas mesmas características, a caseína também é produto importante na fabricação de galalite, que é uma espécie de plástico, em colas, adesivos e no conhecido papel couchê.

Pode acreditar: também é muito usada nos processos de clarificação do vinho, em outros produtos farmacêuticos, alimentos e até na fixação de corantes.

Caramba, não? Pois é essa mesma caseína que atletas e frequentadores de academias utilizam como suplemento aos exercícios físicos. Como isso é possível?

A rainha das proteínas para atletas

Como é de lenta absorção pelo organismo humano, a caseína retarda a liberação de aminoácidos na corrente sanguínea e, com isso, vai suprindo aos poucos as necessidades dessas substâncias no organismo.

Isso faz com que seja recomendada para consumo antes de dormir. Afinal, é quando você dorme que não se alimenta, não é mesmo? A caseína faz isso por você e, de forma especial, por aquele praticante de academia que deseja adquirir musculatura.

Por isso é também chamada como a rainha das proteínas, especialmente por estes que cultuam o corpo e a musculatura.

É importante manter o corpo bem abastecido

Mas, tudo isso não chegou sem polêmicas – existem muitas opiniões a favor da caseína, mas, também, muitas contra. Congressos e encontros sobre nutrição têm sido o centro dos embates entre as duas alas.

É certo que o organismo humano precisa de suplementos todo dia, seja para manter estruturas ou para garantir seu bom funcionamento diário. Manter o organismo bem abastecido de proteínas e aminoácidos é importante e essencial.

E isso é especialmente relevante para aquelas pessoas que se mantêm bem alimentadas, com nutrientes essenciais consumidos ao longo do dia.

Um nutriente essencial ao ser humano

Mas, como já dissemos anteriormente, existem nutrientes que o organismo não fabrica por si mesmo, daí a necessidade de ir busca-los onde estão. É o caso da caseína, nutriente essencial fornecido pelo leite de vaca. Exemplos de sua importância:

  • Por demorar para ser processada pelo nosso organismo, faz com que estejamos abastecidos com aminoácidos até mesmo enquanto dormimos;
  • Por possuir quantidades de glutamina em quantidades bem maiores que o ovo e a soja, por exemplo, é importante para quem possui atividades físicas intensas ou dietas bem rígidas;
  • Por falar em dieta, é importante para quem trabalha para ganhar musculatura, especialmente à noite;
  • É também importante auxiliar no ganho de força, mostram diversas pesquisas;
  • Ao evitar a erosão do esmalte, é também importante na conservação de seus dentes e prevenção de cáries
  • E, finalmente, como acelera o metabolismo, também torna-se importante para quem faz dieta para perder peso.

Quem não deve consumir esta proteína

É claro que nem tudo são apenas rosas – também existem os espinhos, no caso, efeitos colaterais ou contrários ao uso da caseína. O primeiro deles é o excesso; se consumida além do razoável, pode atacar e causar problemas sérios aos rins.

  • Pessoas idosas, gestantes, lactantes e crianças só devem consumir a caseína como suplemento alimentar sob orientação médica
  • Também aqueles que são intolerantes à lactose precisam evitar o seu consumo, seguindo apenas orientações médicas
  • E há estudos mais recentes que indicam que a caseína pode provocar intoxicações e alergias.

Neste último caso, convém levar em consideração que o leite de vaca não é idêntico ao leite materno que a pessoa recebe logo após nascer. Para o organismo humano, o leite de vaca é um organismo estranho e, portanto, pode receber combate através do sistema imunológico natural do corpo humano.

As polêmicas não são de hoje

Por isso, existem até mesmo estudos que apresentam a caseína como proteína de elevado potencial cancerígeno, ou seja, pode provocar câncer. Embora estas novas observações tenham sido debatidas até em congressos e encontros médicos, não há ainda parecer definitivo.

São grandes as discussões dos últimos tempos sobre este enfoque. Afinal, o leite de vaca não é um alimento natural ao homem. Por isso, são muito citados os possíveis perigos deste alimento ao ser humano.

Essas discussões, na verdade, não são de hoje. Há muito discute-se alimentação à base de lactose ou glúten como potencialmente inflamatórias para o organismo humano. Mas, todos continuam a ser fabricados e consumidos.

A caseína está em nosso dia-a-dia

Então, a questão parece mesmo pairar sobre as quantidades a serem consumidas. Se um atleta ou frequentador de academias tiver uma dieta balanceada – aquelas cinco refeições diárias -, com proteínas em todas elas, com certeza a caseína não causará mal.

A contrário, será mesmo importante suplemento alimentar, se não consumida em excesso. Afinal, todos os dias, infelizmente, comemos frutas, verduras e legumes, teoricamente salutares ao organismo, mas, cheios de agrotóxicos.

A caseína, portanto, pode entrar no seu cardápio como importante demais, especialmente para os atletas e praticantes de exercícios físicos. E se sua mãe ou mais alguém protestar, basta lembra-los: estes consomem caseína todos os dias no leite que acompanha o café da manhã. Então, boa dieta e muita saúde.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */